ACOLHER O MÍSTICO INTERNO

LUA CHEIA E ECLIPSE LUNAR EM LEÃO
EM 10/11 DE FEVEREIRO
Natalia Alba
06/02/17

Meus amados,

Estamos prestes a entrar em uma etapa muito intensa do ano. É quando nos preparamos para ocultar aquilo que o nosso eu humano ainda luta para manter, mas que não serve mais a um propósito em nosso novo caminho, acolhendo nosso mestre interno e fazendo descer todas as nossas criações interiores para o plano físico.

Nos dias 10 e 11 de fevereiro teremos um eclipse lunar de Lua Cheia muito especial, no grau 22 de Leão, que nos mostrará nos céus, a configuração macro – retângulo místico – da transformação interna por que estamos passando, ao destruir os velhos mundos e criar as novas realidades que decidimos manifestar, de modo consciente, que florescerá com o eclipse solar de Peixes no fim do mês.

Esse eclipse será muito poderoso, porque Leão nos impele a queimar os remanescentes do antigo e começar a construir uma vida estável e próspera, ao ser purificados em níveis internos e celulares. A Luz Cheia trará à tona o místico interno – o sábio que vê além do que parece ser e age desde um lugar de unidade com Tudo o Que É.

Somos convidados a parar de olhar para fora, esperando que um Deus/Deusa externo nos salve, porque não somos meras vítimas perdidas na Criação, mas aqueles que criaram isso, conscientemente, para começar. E começamos a fazer descer todo o nosso poder divino e visões internas para o físico, não apenas para nos fortalecer e a nossas vidas, mas como Aquário nos faz recordar, para também ajudar o Todo.

A geometria sagrada que o cosmos nos mostrará durante o eclipse, feita pelo que se conhece como o retângulo místico, formado por duas oposições, com dois sextis e dois trígonos, que formam um retângulo, é na verdade um Portal, um convite cósmico de outras realidades para que entremos em sintonia com essas ondas de luz e recuperemos mais sabedoria, bem como liberemos de nossos veículos físicos os antigos programas que ainda estão codificados profundamente em nossas células corporais.

Não há sequer um único dia ou período, em que não recebamos ajuda de todo o Universo, para nos ajudar a evoluir. Não há tal coisa como portal de um dia que se abre para que atualizemos nossos veículos físicos e possamos trazer a mudança interna e esperar até que outro portal se abra.

O que é diferente acerca desse portal é que determinados acessos são abertos somente quando é o tempo certo, porque todo o Universo não gira apenas ao nosso redor, e é quando as coordenadas certas se alinham que esses portais podem ser abertos e os seus códigos de luz fluem para nós, desde o Universo até que ele mude outra vez.

É por isso que é importante que tiremos vantagem da força do eclipse e façamos nosso trabalho interior nos concentrando no que está acontecendo internamente em vez de apenas olhar para fora – para ver o que ele trará. Este é um momento para acolher as revelações que essa porta cósmica nos oferece. É nossa escolha tomar isso como uma dádiva divina para nos lembrar ou continuar escolhendo um caminho de autossacrifício e enfraquecimento.

No período do eclipse, temos forças opostas nos céus. Por um lado, temos a Lua em Leão que diz respeito à auto-capacitação e nutrição do aspecto individualizado da Criação que nós somos. Leão é um signo muito corajoso, que ama a si mesmo e se comporta como o ser capacitado e soberano que ele é, porque nunca esquece do seu verdadeiro potencial e herança divina.

Os leoninos permanecem firmes em suas crenças, honrando e amando a si mesmos e a sua verdade acima de Tudo. Como também rege o coração, é uma oportunidade para que ultrapassemos o nosso limitado sentido do eu em nosso coração superior, onde encontraremos o sentimento de unidade com o Todo.

Do lado oposto, temos Aquário, em oposição à Lua, em Leão. Aquarianos são humanitários, que estão a serviço não apenas do self, mas da humanidade. Nosso poder e forças interiores podem ser direcionadas para ajudar o Todo, ao mesmo tempo em que podemos ainda preservar o nosso aspecto que é livre e exclusivo, experimentando um aspecto individualizado da Fonte na Criação.

Portanto, nosso desafio é transcender o eu egoico humano para encontrar a unicidade, sem perder o nosso poder e capacidade para discernir. Também temos um grandioso trígono formado pela Lua em Leão, Urano em Áries e Saturno em Sagitário, e o místico retângulo formado pelas duas oposições – Júpiter e Urano – e uma entre o Sol e a Lua. Os dois sextis: a Lua sextilhando Júpiter e o Sol sextilhando Urano.

E finalmente dois trígonos envolvendo quatro planetas: o Sol, que trigona Júpiter e a Lua que trigona Urano. A geometria sagrada nos oferece bênçãos infinitas que nos fazem recordar de que também podemos criar a partir de dentro, se nos unimos como Um, assim com fazem essas diferentes forças.

As oposições podem provocar fricção e “caos” interiores, que é exatamente o que precisa ocorrer para que nos liberemos das barreiras que nos impusemos. O fogo de Leão nos ajudará a queimar tudo o que deve ser transmutado e criado a partir desse mesmo estado de paixão interno – e a criatividade – as novas experiências que estão alinhadas agora com quem nos tornamos, até este momento.

Diz-se que o retângulo místico é uma configuração muito favorável, que traz harmonia, equilíbrio e boa fortuna. Mas, já sabemos que nada de fora pode nos trazer alguma coisa, a menos que criemos esse mesmo equilíbrio, amor e abundância internamente. Porque o exterior é apenas uma representação do que verdadeiramente somos por dentro.

Para mim, se trata mais de nos permitir ir além de nosso plano humano e ser capazes de nos conectar aos domínios mais elevados da existência, que abrem esse portal para comungar conosco neste específico momento, na Criação.

Para nos ajudar a discernir se estamos alimentando nosso medo da falta ou o nosso Criador interno, assim como estabelecer o equilíbrio apropriado em nós mesmos e nas vidas físicas, temos desde 5 de fevereiro, Júpiter, o planeta da expansão, retrógrado em Libra.

Como sempre digo, para mim não existe nada retrógrado na Criação, e escolhi não alimentar antigas ilusões acerca dos períodos retrógrados, porque em minha realidade, eles não me afetam de um modo negativo, se eu não escolho criar isso.

Júpiter é um lembrete para nós de que a abundância e todas as formas de amor vêm quando nos expandimos a partir de dentro, em primeiro lugar, deixando de lado tudo o que esteja bloqueando esse fluxo infinito de abundância e graça para o nosso ser e nossas vidas.

Júpiter nos convida a incorporar os aspectos superiores de nossa alma, porque a retrospecção é essencial para ver – sem o impedimento da ilusão e dos apegos humanos – tudo o que estamos desaprovando em nossas vidas, simplesmente porque tememos o desconhecido. Júpiter em Libra nos ajudará a trazer harmonia e equilíbrio para nossas vidas, enquanto a temporada de transição do eclipse continua.

Até este momento, fomos nutridos pelas energias tranquilizadoras de dezembro e de janeiro a fim de nos preparar para a intensa temporada de eclipse.

Agora, estamos sendo convidados pelo fogoso Leão, e os planetas em movimento direto – exceto por Júpiter – para nos curar com a apropriada transmutação interna do que não está mais alinhado, e por trazer para a superfície o nosso criador interno, sempre apaixonado para acessar novos horizontes, sem medo, apenas com a rendição e com a completa confiança de que estamos sempre indo na direção certa, experimentando diferentes cenários, com a diferença de que agora estamos conscientes de que somos quem cria todos eles.

Esses intensos eventos cósmicos são uma clara representação externa de que estamos passando para o nosso domínio físico, porque é aí que residimos e onde podemos desfrutar daquilo que só podemos imaginar.

As oposições nos mostram onde nos contraímos e onde devemos liberar a tensão que impede o fluxo e o nosso estado natural de bem-aventurança. É mais difícil continuar lutando, o que é natural para nós do que simplesmente estar nesse estado alegre e amoroso. Mas, o nosso ser humano gosta de permanecer o mesmo, repetindo os mesmos cenários particulares, de onde vem todo o sofrimento.

Trata-se de um momento para se estar livre das ilusões da falta, do desamor e da impossibilidade, e começar a reconhecer as maravilhas – em vez das dores – que tendemos a criar.

Todos esses eventos cósmicos, principalmente o retângulo místico, estão apenas nos mostrando o que precisamos transformar em nós mesmos, relacionamentos e em nossa relação com aquilo que a abundância significa para nós, e transformar toda essa ilusão de falta em uma maior liberdade pessoal, que nos permita manifestar quem somos e todas as bênçãos que perdemos por temer o próprio poder.

Neste amoroso e sábio Universo, nada passa despercebido. Tudo é conhecido. Esse eclipse abre um portal para outros mundos, que, como nós, visto que somos Um, e estão ávidos para fazer contato consciente com o amor divino e a integridade.

Não há nada que não possamos fazer ou saber, porque nada está perdido ou escondido de nós para sempre. Só existe uma pura e autêntica intenção de nos desprogramar de tudo o que for antigo e nos abrir para novos e superiores modos de viver e de ser, ou permanecer no temor e receber somente isso que está alinhado com ele – um estado enfraquecido de ser onde nada se manifesta, senão nossos medos e dúvidas.

Recebemos o dom de mergulhar profundamente em nosso ser – para trazer para fora o Guru Interno que tendemos a buscar nos lugares “errados” e nas pessoas “erradas” e começar a fazer descer para o tangível – o amor, a abundância e a alegria que alguns esperam encontrar nas forças ou nos seres externos.

Vocês são aqueles por quem estavam esperando. Vocês são o seu salvador, amante, e mestre sábio. A única coisa que os impede de manifestar a sua verdadeira essência é o seu temor de encarar o próprio poder e acolher quem vocês têm sido desde o começo da Criação – um Mágico Divino capaz de manifestar tudo o que pode ser pensado e que jamais existiu.

Com amor e luz infinitos.

Natalia Alba

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
Direitos Autorais: Natalia Alba – http://www.starseedsoul.com/
Tradução de Ivete Brito – adavai@me.comwww.adavai.wordpress.com
Grata Ivete!

LUZ!
STELA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s