OS MESTRES RESPONDEM

Através de Thiago Strapasson e Michelinha OM
16.03.2017

CORAÇÃO AVATAR E VERDADE TRANSMUTADORA
PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO
PAZ, LUZ E AMOR.

VAMOS ÀS QUESTÕES!

ALIMENTAÇÃO CONSCIENTE

Pergunta: Olá Mestres, gratidão por este lindo trabalho! Venho me conhecendo mais profundamente nos últimos dois anos, e com isso, venho sentindo uma necessidade muito grande de deixar de me alimentar de carnes em geral. Porém, sempre gostei muito de sentir os sabores da comida, de comer com prazer, e todas as vezes que tento parar, sinto muita falta de sentir esse prazer na alimentação. Quando decido comer a carne, agradeço e honro pelo animal que ali esteve, mas sinto também um sentimento de culpa e isso me confunde. Não me sinto bem em comer esse tipo de alimento, mas ainda é muito difícil abrir mão totalmente, o que poderia fazer para aliviar esse sentimento?

Resposta 1: Amada filha, vocês se encontram em um meio, onde a alimentação, com raras exceções, é densa. A alimentação é apenas um complemento do corpo para o manter ativo e vivo, na forma física. É o combustível da vida material. Precisa saber ouvir o corpo, o que ele os pede para sua própria alimentação. Não são as crenças, os receios que irão decidir o que nutre seu corpo na composição energética que ele está ou se encontra. Vocês precisam se atentar aquilo que o corpo anseia, pois ele possui sua própria sabedoria e se passar a ouvir, ele dirá o que será seu alimento. Há muita crença em torno de ser espiritual através da alimentação e com isso mais uma vez negam seus próprios anseios, seus desejos. Ouça o corpo e se entregue a ele, pois é ele que está a alimentar e não sua alma. A consciência filha será a mesma, independente da nutrição de seu corpo. Mas de fato vocês precisam estar felizes, manter seus corpos saudáveis, em equilíbrio, para que a vida na matéria se dê como ela é. Não imponha tantas restrições, e culpas a si mesma. Dê o tempo do seu corpo para que ele diga aquilo que é necessário ao seu sustento, sem culpa. Pois viver a vida na matéria também é apreciar sabores, cores, odores, sentir a textura. Isso é algo muito bom de se ter na vida. Mas tudo parte do respeito aos seus próprios anseios, seja na alimentação ou em qualquer aspecto da vida em geral.

Sou Irmão Gregório, seu irmão de amor.

Resposta 2: Amada irmã. Todos os mestres aplaudem o seu despertar de muita luz. O despertar para a tua verdade interior. Esse questionamento, filha, não especificamente em relação à alimentação, mas sim, em relação à qualquer aspecto que estão trabalhando para a transmutação. E que depende de cada um de vocês, é diferenciado na história de cada um, mas é único no processo maravilhoso de despertar assim como é. O desconforto, o pesar na consciência, o amor que sente partir do teu coração ao pedires permissão e agradecer pelo animal que esteve ali para alimentar-te, mostra uma atitude de mestria diante de teus impulsos mais primários, dos quais estás há diversas encarnações buscando a libertação. É chegada a hora de encontrares a tua verdade interior. Estabeleças uma meta em tua vida, uma meta onde buscarás a verdade dentro de ti. A questão aqui, filha, não é especificamente do que alimentas teu corpo, mas sim, o registro que está armazenado em ti que causa essa sensação de restrição. O sentimento que tens é de cometer algo que não é aceito por você mesma, então, busque a raiz desse sentimento em ti, para encontrares a causa raiz e trata-lo, limpá-lo. Muitas vezes, querida, o sentimento primário que chega através dos impulsos do corpo, e da mente, apenas estão aí para lhe mostrar algo. A restrição alimentar é algo que ocorre de forma natural e gradativa apenas naqueles que decidem não olhar para as verdadeiras causas desses impulsos. A decisão de olhares para isso, fará com que se liberte de sentimentos armazenados, os quais já não eram mais acessados. Talvez necessites mesmo sentires a restrição, para expor esses sentimentos, e então trabalha-los da melhor forma, para que sejam purificados e transmutados. Permita que o processo ocorra de forma natural, filha. Observe como se dará esse processo para que agregue em sabedoria para ti, para quando enfrentares outras diversas provações da vida, quando será novamente colocada diante de aspectos que deseja transcender, transmutando e purificando. Essa é a verdadeira busca pela mestria interior, esse processo de ouvir a sua própria verdade, e deixar falar o teu coração, que guiará o teu caminho com muita luz e amor.

Sou Mestra Pórtia

BUSCANDO O EQUILÍBRIO FÍSICO E MENTAL

Pergunta: Queridos Mestres, estou em uma fase da vida em que sinto que consegui quase tudo o que eu queria, porém gostaria de saber sobre algo que me atormenta há muitos e muitos anos, que é a sensação de pânico que tira a minha paz, me desestabiliza e me incapacita de tomar diversas atitudes. Qual é a origem deste problema? Haverá um dia solução para este mal? O que preciso fazer para ficar curada? Por favor Mestres, gostaria de também saber se há algo mais que eu deva fazer na vida, ou se já estou no meu caminho certo, além de tudo isso gostaria de saber a respeito dos novos temores que surgiram recentemente, estes também me acompanharão por um longo tempo? Grata.

Resposta: Filha amada, a prática da caridade e do amor poderá te tirar desse estado. Eu digo que o amor que doamos sem qualquer intenção de retorno nos irradia e nos purifica a iluminar tudo aquilo que se encontra ao nosso redor. Essa sensação que descreve é a de não saber por onde ir, de não saber por qual caminho percorrer. Mas no amor da caridade você encontrará esse propósito. Pois se tens tudo que necessita, passe a doar o que tem de mais precioso, que é sua dedicação e seu carinho, e leve aqueles que possuem tanta falta na vida. Ao aprendermos a amar a todos incondicionalmente, a entregar amor sem perguntar a quem, veremos o quanto somos abençoados e então nos purificaremos para o encontro da vida eterna. Não importa a dúvida que traga minha irmã, pois sempre haverá um caminho através do amor e da caridade. E você verá que encontrará seu caminho na sua própria doação. Pois se Deus te deu tudo que necessitas, retribua com um pouco de amor aqueles irmãos carentes na matéria. Mas não digo apenas da doação material, mas daquele de doar seu sorriso, seu perdão, sua compaixão, sua gratidão e, assim, retribuir ao planeta tudo que tens recebido. Pois no planeta há tantos que necessitam desse seu amor, desse seu carinho. Olhe ao seu redor e veja quanta necessidade de doação há em cada esquina. Procure por completar seu tempo com essa doação da alma que verá o quão gratificante pode ser a vida. Fique em paz minha irmã.

Irmão Gregório.

DEPRESSÃO E DIFICULDADE COM O PAI

Pergunta: Amados Mestres, gostaria de saber por que minha vida não acontece? O que tenho feito de errado? Porque esta estagnação? A única área da minha vida que houve evolução foi a espiritual, depois que tive depressão em 2013. A depressão despertou minha consciência e minha espiritualidade, porém junto veio um sentimento de não mais pertencer ao meu grupo de amigos e à minha família. Há quatro anos, vivo praticamente reclusa no meu quarto e com pouca interação social. Como não poderia ser diferente, comecei a sentir um vazio enorme e insatisfação com a vida. Sinto-me presa como um passarinho na gaiola. Dentro do meu coração eu sinto que esta pessoa não sou eu. Tenho necessidade de ir embora, de cortar o cordão umbilical com a minha família, porém de forma pacífica, mas não tenho recursos financeiros. Ainda dependo financeiramente do meu pai. Sou grata pela ajuda que ele me dá, entretanto esta ajuda muitas vezes vem com palavras negativas e que me humilham. Sinto-me um peso na vida dele. Apesar de amá-lo muito, evito o contato frequente e mantenho distância saudável para me preservar de sua “toxicidade”. Sonho com a minha independência financeira, e construir minha vida em outro lugar e com meu próprio esforço. Há um pouco mais de dois anos venho me dedicando aos concursos públicos fora de onde moro. Acredito que estou no caminho certo. Atualmente as condições financeiras do meu pai reduziram bastante e não sei se ele poderá custear minha viagem para o próximo concurso. Não quero ser egoísta, mas isto tem me deixado preocupada e um pouco desmotivada. O que posso fazer para me manter otimista e confiante? Quais lições eu preciso aprender diante do que tenho vivido e dessa relação com meu pai? Sou grata por todo ensinamento, amor e ajuda.

Resposta: Amada filha, está envolvida em situação que pode ser compreendida como depressão familiar. Está vivendo ligada a uma família que traz sofrimento simplesmente pelo fato de fechares o seu coração para que a cura familiar aconteça. A relação familiar perdurará até que supere esse sentimento em relação aos familiares. A situação está diante de ti para que possa trabalhá-la e curá-la. Escolheste esse caminho, e então busca agora uma fuga diante do desafio colocado diante de ti. Ao qual se propôs a superar. Não haverá paz interior saindo desse convívio e levando dentro de teu coração, o sentimento de que algo precisa ser finalizado. Carregará essa sensação por onde andar, filha. Portanto querida, não precisas muito para superar e então liberar-se para seguir sua vida. Os concursos que presta poderão abrir portas para o novo em sua vida, mas somente isso se manifestará, a partir do momento em que dê por encerrada a lição atual. A lição atual está simplesmente em sentir-se bem consigo mesma. Ao buscar o seu caminho de paz interior e encontra-lo, não haverá meio externo que lhe tire da tua caminhada. Por isso filha, precisa estar preparada, encontrando essa paz no meio onde vives hoje. A relação com os familiares pode ser conturbada, mas tu deves preservar a sua paz interior. Essa paz será levada como bagagem para experimentar o que a vida lhe trará, e será um aprendizado essencial para que possa prosseguir com alegria diante dos novos desafios que se abrirão. Por isso filha, trabalhe dentro de si a aceitação dessa experiência, vendo como uma escola onde está a aprender uma lição. Essa lição sendo aprendida, você estará livre para seguir para as próximas. A lição é o encontro com a sua paz interior no meio onde vives. Certo minha querida?

Sou Mestra Kuan Yin.

ELEVAÇÃO VIBRACIONAL

Pergunta: Amados Mestres, me dediquei ao Espiritismo por vários anos, e também fui bastante ajudada durante o período, quando também estudei bastante e cresci como pessoa. Trabalhei como médium, até que passei a buscar novos ensinamentos e parei com o meu trabalho mediúnico na Casa Espírita. Tenho estudado outros livros e também sobre os Mestres Ascensionados. Estou aprendendo como fazer meditação, o que me faz muito bem. Gostaria de saber como posso voltar a ter acesso aos amigos espirituais, e voltar a ter contato com eles. À noite sempre me reposto ao Arcanjo Miguel e a Jesus e também ao Mestre Saint Germain, mas não consigo vê-los ou senti-los. Será que a minha mediunidade foi prejudicada por alguma razão? Gratidão pela orientação, amados amigos.

Resposta: Amada irmã, os seres espirituais estão contigo, como sabes. Mas não sentes, apenas pelo fato de que precisas de mais tempo para afinar-se nessa energia. Cada vertente espiritual trabalha formas energéticas diferentes, e que podem ser sentidas apenas com o tempo de prática e sintonização. A tua fé é o combustível que moverá a sua vontade de persistir nessa descoberta. Se quiseres permanecer nessa caminhada, pode continuar os exercícios, praticar os decretos e orações. Manter o pensamento leve e assim abrir-se a sentir essas energias que são novas para ti. O mais importante filha é como se sentes, pois da confirmação da presença dos seres de luz ao teu lado, tu não precisas mais, certo filha?

Pai Joaquim de Aruanda.

RELACIONAMENTOS

Pergunta: Bom dia Queridos Mestres. Deixo um enorme abraço no coração de todos. Queridos Mestres, gostaria de uma orientação sobre relacionamentos. Tenho 28 anos, e nunca consegui assumir um relacionamento, conheci pessoas incríveis, pessoas especiais, mas que em um determinado momento, me sentia sufocado, angustiado. Em contrapartida, sempre senti que eu esperava por uma pessoa. Há mais ou menos dois anos e meio, tive um encontro que defino como “Encontro do Destino”. Conheci um rapaz, e tivemos dois encontros somente. Ele mexeu e mexe até hoje comigo, sinto que é ele, vejo algo no olhar dele, fico paralisado. Até ano passado, sofria muito por não conseguir esquecê-lo, e compreender que talvez seja um processo onde eu não estava pronto, pois ano passado passei por vários processos de despertar, tentei me aproximar de todas as formas, mas não consegui, ele não me dá abertura. Brigamos, e no final do ano, quando pensei que tinha esquecido, voltamos a nos falar. Tenho muitos sonhos com ele, e hoje sinto que só de estar do lado dele me basta. A pergunta que me faço: Será que tudo isso é ilusão, será que é ego, será que é mente, ou realmente temos algo planejado para o futuro? Sinto que ele não está desperto, que preciso estar do lado dele, sinto que talvez a nossa missão juntos, seja muito maior. Gratidão queridos Mestres.

Resposta: Amado filho. A sua missão é de muito amor. Sente isso brotando eu teu coração, filho amado. Vejo-o com o coração irradiado de amor, e em processo de expansão. Portanto filho, o que importa para ti nesse momento é a tua missão, que é de amor e luz. A busca por ela é o que traz essa falsa necessidade de alguém para que possa dividir essa realização e beleza. Mas para isso filho, precisa primeiramente permitir que a tua missão aflore dentro de ti. A missão é única, filho. O seu amigo, tem a caminhada dele para trilhar. Quando tu te encontrares com o teu amor e a tua missão, em teu coração, verás como estarás preenchido do sentimento de completude e que não mais importarás, se certas pessoas se aproximarem de ti, já não esperas mais por algo, filho. Todas as vivências e experiências que tiveres durante a caminhada, serão apenas leves brisas a sentir em teu rosto, que darão o fôlego, despertarão o amor, mas que não são para serem carregadas junto a ti como algo relacionado à tua missão. Pois a tua missão é única e individual, filho. Por isso meu amado, permita que as brisas se vão assim como chegaram. Sabendo que várias ainda virão, e que trarão alegria na sua passagem pela sua vida, e farão parte da tua descoberta do amor interior. Envolvo-o nesse momento em meu manto de proteção.

Sou sua Mãe Maria.

VIDA FINANCEIRA

Pergunta: Boa tarde. Por muitos anos tenho concentrado minhas forças no trabalho, e em ajudar as pessoas que fazem parte da minha vida. Hoje estou com 48 anos, e acreditava que chegaria nesta etapa da vida, realizada e com conquistas materiais. Ainda assim, não foi o que aconteceu, e tenho diversas dúvidas em relação ao futuro. Sei que o pensamento é o primeiro ponto para que algo aconteça de fato, e no dia a dia tento ser a mais otimista possível, mas às vezes isso parece ser impossível diante dos desafios que se apresentam em minha vida. Sinto que tenho as chaves em minhas mãos, mas não sei e não consigo abrir a porta. Gostaria de uma luz, se possível.

Resposta: Minha amada irmã está a lutar pela vida material, pelas conquistas como diz. Mas como disse nosso amado irmão Jesus, o que teria para entregar hoje a Deus? O que guardas a Deus nesses 48 anos de vida? Minha irmã olhe para dentro de ti, e procure o que sua insegurança com o futuro se relaciona com a necessidade de ganhos materiais. De que adiantaria todos os bens da vida, se jamais tivesse a segurança quanto ao futuro? Pois eu te digo, que nenhuma riqueza do presente te dará a segurança do futuro. Basta que vejas quantos foram o que da riqueza perderam todas suas posses. O que busca minha irmã não são bens materiais, mas a própria supressão de um medo que guardas dentro de ti, e que precisa ser trabalhado, o medo de não ter o necessário à vida. O medo de não ter o necessário é o que te causa a angústia com o futuro. É isso que precisa buscar dentro de ti. Há um registro de que algo te faltará, e que Deus não te suprirá com o necessário ao seu sustento. Mas disse o Mestre Jesus, para que olhes os lírios do campo, que na sua simplicidade sem nunca ter tecido, guardam vestimentas mais belas que de Salomão. O Mestre nos ensinou que Deus sabe o que necessitamos a nossa vida, e que se confiarmos nele não terá receio quanto ao futuro, e nem necessidade de acúmulo no presente. Busque minha irmã, por experiências que te traga essa confiança na vida eterna, a confiança de que nesse mundo sempre haverá o suficiente para nossa evolução. Esse pensamento é o que te tirará o medo do futuro, pois saberá que Deus confia a seus filhos tudo que necessitam ao seu crescimento, e que na eternidade da vida, nada desse mundo será levado senão o amor que Ele nos doa. Esteja em paz minha irmã.

Sou Serapis Bey

* Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site: http://www.pazetransformacao.com.br/ e preencha o formulário ao lado direito da página inicial. O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
Thiago Strapasson (http://coracaoavatar.blog.br/) 
Michelinha OM (http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/) 
Colaboração: Ilza Barreto.
Grata Thiago!

LUZ!
STELA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s