O ASTRONAUTA PERDIDO

Por Gustavo Tanaka
Março 2017

Imagine que a Nasa mandou um astronauta para o espaço em uma missão.

Antes de partir, o astronauta e equipe da Nasa passaram meses estudando e trabalhando juntos.

Ele foi se preparando para entender como era viver no espaço, como cuidar da manutenção da nave e como cuidar da sua saúde. Foi estudando os passos da sua missão e tudo que deveria executar lá.

Foi alertado pela equipe do que poderia causar dificuldades e como sair dessas dificuldades.

Durante esse processo, ele foi ficando ansioso, angustiado e até com um pouco de medo.

Mas sentia a confiança se reestabelecer quando se lembrava de que ele teria uma equipe trabalhando com ele da Terra. Ele poderia se conectar com eles a qualquer momento e eles estariam monitorando todos os indicadores.

Chegado o momento, o foguete foi lançado ao espaço.

Tecnicamente tudo perfeito.

Saiu da Terra, entrou em órbita no espaço e tudo corria bem.

Mas, nesse processo de lançar o foguete e entrar em órbita, aconteceu uma coisa: o astronauta se esqueceu de tudo o que havia vivido na Terra.

Ele sofreu uma espécie de amnésia que o fazia esquecer de quem era na Terra, de todas as orientações que recebeu antes de partir e do que estava fazendo naquela nave no espaço.

E assim, ele foi ficando perdido. Aflito. Com medo. Se sentindo sozinho.

Foi experimentando sua nova vida, tentando descobrir o que podia fazer por lá, entendendo quais eram as suas possibilidades e pensando em como criar uma vida boa.

A equipe da Terra ficou desesperada porque o astronauta não escutava o que eles diziam, mas eles escutavam e viam tudo que ele fazia.

Bastaria ele apertar um botão para se conectar com a base e ele teria todas as informações que precisava e descobriria com facilidade tudo o que estava tentando fazer e aprender sozinho

Mas o astronauta se esqueceu. E não se permitia acreditar que existia algo além da sua nave. Não acreditava que poderia se conectar com a Terra. Ele nem lembrava que vinha da Terra.

E assim seus dias foram ficando cada vez mais difíceis. Sua vida cada vez mais sem sentido. Sua existência cada vez mais sem propósito. Era apenas sobreviver para aguentar mais um dia, até que chegasse o momento em que seu corpo não mais resistisse…

Pode parecer esquisita essa história, mas ela é mais comum que você imagina.

Inverta os papéis.

Pense que nós somos astronautas enviados por uma base fora da Terra.

Recebemos todas as orientações, nos preparamos para vir, estudamos e fomos enviados.

Chegamos aqui e nos esquecemos de tudo isso.

Nos encantamos com a Terra, com as pessoas e com os prazeres de viver nesse mundo físico tridimensional.

E nos esquecemos que temos uma base que podemos chamar a qualquer momento. Que temos uma galera trabalhando por nós. Que cada um tem uma equipe inteira à sua disposição.

Eles estão te vendo, te escutando e desesperados para poderem se comunicar com você.

Mas você não acredita que eles existem.

Você acha que não existe nada além do que pode enxergar.

E nos momentos em que tudo vai bem, você se vira bem sem eles.

Mas chega um momento em que as coisas mudam. Chega um momento em que bate um vazio, uma solidão e uma saudade de um lugar que você não sabe qual é.

Chega um momento em que você sente vontade de se conectar com algo que não sabe o que é.

Esse algo é sua casa. É sua equipe. A galera que está te apoiando do outro plano.

Quando você se lembra de que tem tudo isso à sua disposição, de que existe algo a mais além do que você vive, esse sentimento de solidão vai aos poucos desaparecendo.

Você vai se reconectando, se lembrando e sua vida passa a ganhar outro sentido.

Sua existência passa a fazer sentido.

A vida não é apenas sobrevivência. Sua vida tem sentido. Sua existência tem sentido.

Lembre-se de quem é.

Acione a sua equipe.

Silencie a mente para escutar.

E tenho certeza de que as peças vão se encaixar.

Você não precisa fazer sozinho.

Você tem uma base te apoiando em tudo o que precisa.

Você já sabe de tudo.

Apenas precisa se lembrar.

E se permitir se lembrar…

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
Gustavo Tanaka – http://gustavotanaka.com.br

LUZ!
STELA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s