NOSSAS FERIDAS – NOSSA DOR

~ Padma Aon

“Todas as nossas feridas são dons para abrir nossa alma, dons para abrir nosso coração.

São um caminho.

Como seres humanos, temos medo de ser totalmente expostos. A vergonha e o sofrimento no nível da alma das coisas ruins que fizemos, das coisas pelas quais nos julgamos, ou das coisas pelas quais sentimos que os outros nos julgarão, é porque não nos abrimos totalmente às profundezas do nosso próprio eu, ou outro. Não ser capaz de ser aceito pelos outros, e não aceitar a nós mesmos.

A ironia é que, quando sentimos todos os nossos próprios julgamentos e dor, somos muito menos propensos a ser julgados pelos outros por nossos próprios erros e lições de vida, enquanto os possuímos, somos humilhados por eles, sentimos profundamente e, portanto, temos que perdoar a nós mesmos.

Uma vez que este perdão esteja presente, nossa situação exterior mudará totalmente.

A dor está subjacente a toda a sua raiva e culpa.

Dor, sofrimento, culpa e suas máscaras superficiais de raiva e culpa podem ser clamados para que você possa ativamente senti-los dentro de você, ao invés de projetar em qualquer outra pessoa. Na superfície está a culpa, ressentimento, raiva e armadilha oculta / gatilho.

Por baixo disso está o medo e, debaixo dele, estão os sentimentos e emoções de perda e necessidade. No núcleo, por baixo de tudo isso, está a dor, a dor.

É aqui que nós, como seres humanos condicionados, não ousamos pisar, mas é aonde temos de ir para nos tornarmos inteiros.

Pedir para sentir não é suficiente. A verdadeira oração seria pedir para incorporar, de modo que não haja véu, nem membrana entre você e a emoção; Em sua disposição para curar suas feridas da Alma você se tornou um com a dor.

Muitas vezes, é o medo de experimentar a emoção, e não a emoção em si, que é a pior coisa.

Ter que sentir novamente a mesma dor de alma que já experimentamos e levar esta dor ao seu âmago, é um ato ainda mais corajoso e, através desta bravura, florescem mais amor.

Seus erros só surgem com a dor e precisamos liberar isso. Rezar para sentir isso o leva para o núcleo da alma e sua relação com Deus / o Divino. Na verdade, fortalece sua conexão com Deus / o Divino.

O que resulta quando você continua fazendo isso?

Novas pessoas e lugares vêm a você, uma profunda paz interior e felicidade surgem, e Gratidão por não precisar da coisa que você pensou que você precisava que estava nublando sua vida.

Mais amor acontece quando qualquer necessidade emocional deixa sua experiência, pois TODA CARÊNCIA COBRE FERIDAS de algum tipo ou outro. Elas são liberadas através do sentimento da verdade por trás da necessidade. E o resultado? Mais amor!

A obrigação e o dever (ônus das ocupações/responsabilidades) mata o amor-próprio e a vulnerabilidade.

Só nos enganamos para agradar aos outros, para nos encaixarmos, para nos tornarmos parte de outra estrutura, pessoa ou coisa que esperamos nos traga Amor, Aceitação e significado. Mas tudo isso só pode vir de amar a própria Alma e reconectar-se ao Amor Divino “.

~ Padma Aon

(Postado no facebook por Bernhard Guenther)

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
Tradução de Vilma Capuano – vilmacapuano@yahoo.com.br
Grata Vilma!

LUZ!
STELA

Anúncios