OS MESTRES RESPONDEM

Através de Thiago Strapasson e Michele Martini
27.05.2017

CORAÇÃO AVATAR E VERDADE TRANSMUTADORA
PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO
PAZ, LUZ E AMOR.

VAMOS ÀS QUESTÕES!

POR QUE ACORDO SEMPRE NO MESMO HORÁRIO?

Pergunta: Agradeço imensamente pelo que recebo por parte de todos os Mestres. Tem dias que durmo muito pouco, acordando sempre no mesmo horário 4.06h, por que isso ocorre? Agradecida!

Resposta: Querida. Poderia te dizer, se me permite, que nada é do jeito que aprendeu. Você aprendeu que há um horário para dormir, mas isso muda ao longo da vida, das energias e de acordo com o humor de um período. É absolutamente normal. Talvez seja um sinal justamente para que se desapegue desses dramas, dessas regras, dessas convenções sociais, como por exemplo, que há um horário para que tenha sono. O horário do sono é aquele que seu corpo precisa para descansar, que pode variar e é bom que assim seja. Para nós, a mudança é sempre difícil, mas quando temos aceitação com o processo, ele simplesmente ocorre. Esteja em paz.

Thiago

QUAIS SÃO OS MEUS PRÓXIMOS PASSOS?

Pergunta: Amados Mestres, e queridos Thiago e Michele: vocês talvez já tenham sentido isso, mas vou persistir reiterando o quanto me despertei após as respostas que recebi. O sentimento de deslocamento, a desordem mental, tudo vem se apaziguando de uma maneira que eu não esperava. Em outra mensagem já citei como sempre me senti com “o mundo nas costas”, desde muito pequena, e essa energia irradiava-se tanto para coisas positivas quanto para preocupações que não necessitavam dela. Essa ansiedade, mesmo diminuída, ainda ocupa boa parte dos meus dias. Apesar de ter sido revelada a muitas verdades substanciais em tão pouco tempo, ainda encontro dificuldade em saber quais seriam os próximos passos (se é que eles existem). Tenho sonhos muito intensos e, mesmo vivendo feliz, às vezes me encontro confusa, tentando encontrar um significado – e uma resposta – em tudo, como se estivesse esperando uma nova descoberta. A pergunta seria: deveria ir à procura de alguma coisa? Muito obrigada.

Resposta: Filha. Saudações! Quando estiver em dúvida sobre o caminho a seguir realize um exercício que a levará a tomar contato com seu corpo de luz. Feche os olhos e respire, calmamente. Você agora não é mais esse corpo, mas um corpo de luz, uma chama que flameja. Você é pura consciência. E nesse instante diga com toda intensidade de seu ser: “Eu Sou”. Mas o dizer dessas breves palavras não é algo para ser apenas dito, mas sim, ser sentido em toda a extensão. Diga: “Eu Sou”, e continue a respirar. Agora você é esse corpo de Luz, esse corpo de energia que é pura consciência. Você olha ao seu redor e já não vê matéria, mas sim energia condensada. Tudo é uma representação energética de algo maior. E nessa sopa de luz você repete: “Eu Sou. Eu sou a conexão com tudo o Que É. Eu sou a Luz. Eu Sou o nada. Eu Sou”. E nesse estado olha para a vida desconectada dos medos, dos anseios, das dúvidas. Você olha ao lado e simplesmente é, não só você, mas tudo que está ao seu lado. E nesse estado começa a se afastar da vida material, você olha o planeta e cada um de seus continentes, você olha os países ricos, os pobres e vê que cada um deles tem suas virtudes e suas dificuldades. Nesse emaranhado todo, onde estão seus problemas, suas dúvidas? Você é luz, é tudo, é amor. E diga para si mesma, “Eu Sou” e tudo se esvai como um sopro, uma brisa leve. Já não há mais dúvida nesse nível, tudo se foi. Você se viu em sua verdadeira natureza, ainda que em breves segundos. E assim é.

Seraphis Bey

O QUE MAIS É NECESSÁRIO PARA CONTINUAR MINHA EVOLUÇÃO?

Pergunta: Querida Mestra Pórtia, sou muita grata a ti por sua atenção para comigo, e peço-lhe perdão por minha ignorância, sinto-me até envergonhada. Mas não consegui entender sua mensagem em resposta à minha pergunta anterior. Eu entendo que já perdoei quem deveria, tanto é que desejo a felicidade desta pessoa, não guardo mágoa, nem rancor. Cada vez que essa pessoa é violenta com as palavras, me ofendendo e me humilhando, acho natural eu querer me afastar dela. Como viver bem com uma pessoa assim? Já melhorei muito, e tento me corrigir em muitas coisas. Quando sou maltratada devo agir como se nada tivesse acontecido? Se assim o fizer, acaba se aproveitando da situação como sempre faz. Apesar disso, eu o perdoo, abençoo e liberto-o para ser feliz, eu não posso fazer isso, e seguir o meu caminho? Amada Mestra, eu não sei que pontos são esses que preciso desenvolver, já me analisei, melhorei e esforço-me muito. Disse que devo “retomar em lembranças esse pontos”, como faço isso? Já tentei fazer meditação inúmeras vezes e não consegui, eu faço a oração conectada de 4 etapas, ho’oponopono, oração do perdão, afirmações de Saint Germain, tento ter pensamentos otimistas. Eu estava achando que estava progredindo, mas estou só patinando? Decidi pelo concurso público pela estabilidade, independência financeira e assim poder seguir o caminho que achar melhor, mas quem não quer isso? Todo meu esforço será em vão se eu não descobrir que pontos são esses e eliminá-los antes da prova, se for assim, entendi que não passarei, é isso mesmo? Achei estar no caminho certo, rumo às minhas realizações, mas na verdade não? Ensine-me então, por favor, como fazer para curar esses pontos que sinceramente não sei como descobrir quais são, e como transpô-los ou transmutá-los, porque com todas as práticas acima, pelas mudanças em mim que já aconteceram e a prática do perdão que já pratico, não sei mais o que é necessário. Muito, muito obrigada!

Resposta: Filha, você percebe o quanto sofre por antecedência? Percebe que aí está, um ponto que necessita trabalhar para se desvincular desse processo que se encontra? É que chega um momento, filha, que talvez a dor esteja tão grande que a única alternativa seja buscar aquilo que sente. Você diz que sente vontade de se afastar de alguém, mas porque ainda não o fez? O que te prende? Talvez seja outro ponto que precise trabalhar. Busca por algo que, já entra como se não tivesse dado certo. Necessita da certeza que terá êxito, antes mesmo de tentar. Veja que temos mais um ponto a ser trabalhado. Você deixa de se buscar, de sentir seu corpo e aquilo que seu coração lhe diz, buscando uma resposta porque entende não ser capaz de buscar por si mesma. Necessita trabalhar o autoamor, a autoconfiança. Seria esse o quarto ponto ou não? O que acha? Ou seriam eles todos os mesmos pontos que dizemos, com a mesma origem? O que nos diz? Não existem respostas prontas filha. Mas há uma que poderá te ajudar muito, que é o dever de tomar as rédeas da vida. De buscar por seu propósito, acreditando somente em si mesma. Tudo o que precisa, é confiar em si mesma. É ancorar a coragem, a fé, é se jogar na vida sem medo, com confiança que o melhor se dará. Esteja envolvida agora pelo raio azul de proteção, e confie no processo. Deixe que ele se desenrole sem tanta necessidade de compreender, pois o caminho é apenas um, de hoje ao futuro. Não há outro.

Sou Mestra Mirian

DESEJO DE CRESCER E SAIR DA ZONA DE CONFORTO

Pergunta: Bom dia Mestres amados! Gratidão mais uma vez por nos acolher e nos direcionar. Amados, compreendo que tenho muitos elementos para serem trabalhados, e muitos para serem compreendidos. Essas últimas semanas tem sido muito difícil olhar para dentro e encarar todas as minhas limitações. Parece que tudo está sendo jogado na minha cara. Já trouxe a questão do profissional anteriormente e ela mesma que me angustia novamente. Estou muito frustrada por não ver meu trabalho decolar, talvez eu não esteja colocando a energia que eu precise, talvez eu não esteja preparada para lhes servir. Talvez eu não confie em mim. Talvez, vocês sabem dos meus muros e da minha dificuldade de materializar as cosias na terra. Quero vencer isso, desde que conheci a pessoa com quem “estou”, tive uma vontade muito grande de ser mais, de confiar no meu trabalho, de querer me fazer crescer e sair da zona de conforto. Nesse fim de semana uma situação extremamente desagradável aconteceu no meu trabalho (o que faço para ter um extra) o que aumentou minha insatisfação e me fez questionar se não é o mundo me tirando da minha zona de conforto. Se não é hora de mudar, de cogitar fazer diferente (como as entidades frisaram no fim de semana). Questionei até se a cidade que moro hoje e que tanto amo também já me pede para encerrar esse ciclo e ir para outro lugar. Amados tudo isso está doendo. De fato, não aguento mais andar, andar e não sair do lugar. Quero manifestar minhas potencialidades. Reconheço quanta coisa aprendi ali onde estou agora. Mas, por favor, amados, me deem um direcionamento. O que preciso ver? O que preciso aprender? Sair de lá e confiar no meu trabalho como terapeuta contando com a ajuda do meu pai é muito arriscado? Pensei em tentar uma editora. Não sei, minha alma me pede para procurar algo onde eu não me sinta tão desvalorizada. Por favor, amados, eu estou cansada de nunca sair do lugar. Quero muito aprender o que preciso e modificar minha existência. Estou preparada para ouvir o que vocês têm a dizer. Doa o que tiver que doer. Com amor. Gratidão!

Resposta: Filha. Você precisa aprender algo que essas palavras não te ensinarão. Precisará passar por todas essas dificuldades que descreve e buscar novamente os caminhos mentais da matéria, até que descubra por si mesma o propósito da matéria em sua vida. Ainda traz a crença de que atingirá a felicidade plena, a partir de experiências, que pensa que irá te completar, que te trará suavidade. Mas não compreende que isso está em seu interior, e jamais encontrará o que procura onde quer que seja. Deverá, então, buscar os caminhos mentais da matéria, tentando se encontrar, até que chegue à conclusão de qual é seu propósito maior, o de entrar em contato com o seu Eu Sou e perceber que todos os caminhos te conduzirão ao mesmo lugar, o de se encontrar consigo mesma. Essas palavras, por si só, não te ensinarão isso, pois a visão que possui da vida ainda não te permite ter a sabedoria necessária, para que as compreenda. Você voltará no futuro a ler esse texto e então compreenderá no âmago mais profundo de seu ser, aquilo que tentávamos por tantas vezes te transmitir. Muitas vezes, filha, é necessário cumprir regras, entender do que a matéria é feita, e então vivê-la sem se revoltar com tudo que está ao seu redor. Pois a revolta, esse sentimento de não pertencimento, advém do ego que ainda se manifesta e não compreende a experiência como ela é. Mas todos os caminhos te conduzirão justamente a essa compreensão, onde após tantas labutas, tantas descaminhos, a suavidade se abrirá a ti, de modo que a aceitação prevaleça em seu ser, e então a matéria ganhará novo contorno em sua vida, que passará a ser toda focada para sua própria elevação. Você ancorará o propósito da evolução da alma independente do lugar, das circunstâncias ou do quer que seja. Esse será seu propósito maior. Mas por ora, deve apenas continuar a buscar como faz, até que a verdadeira compreensão esteja ancorada em seu coração. Esteja em paz.

Sou Mestra Nada

COMO AJUDAR MINHA FILHA?

Pergunta: Mestres. Minha filha, hoje com 16 anos, está sempre com problemas de saúde, estou sempre tendo que levá-la ao médico, tento de tudo, psicólogo, homeopatia, mas não tenho sucesso. Como posso ajudá-la? Fico muito grata!

Resposta: Filha. Daremos a ti dois textos, um para você e outro para sua filha. Para você: pedimos para que compreenda o processo pelo qual ela passa, precisa se desvincular do jogo emocional de mãe. Embora seu carinho seja enorme por ela, e queira realmente fazer de tudo para ajudá-la, dizemos que a melhor ajuda que poderá dar, é acompanhar o próprio trajeto dela, mas sem entrar no jogo emocional de vitimização e dor. Não dizemos para abandoná-la fisicamente, mas para que o faça emocionalmente, e confia no processo. Não dê tanta importância a esse processo, e permita que ela sinta o peso de suas próprias decisões, de suas próprias emoções. Enquanto a amparar, não permitirá que ela, por si só, encerre esse processo repetitivo e trabalhe suas próprias emoções. É necessário que possamos permitir que todos aqueles sintam o peso de suas emoções, que muitas vezes chegam a afetar seu corpo. Para sua filha, pedimos que entregue os seguintes dizeres: Liberte-se do processo pelo qual passa, observando que há um ciclo que se repete em sua vida, onde o que deseja é o sentimento de liberdade. Passa por uma fase de grandes conflitos interiores, onde sai da idade de dependência de seus pais e passa a buscar por si mesma. Saiba que esse processo é natural em todos, e cada ser humano passa exatamente por esse sentimento nessa idade. Apenas permita que o tempo faça seu papel, onde então poderá se descobrir naquilo que é, sem que haja maiores interferências em sua vida. Estejam em Paz.

Sou Rowena

EXPERIÊNCIAS FORA DO CORPO E DURANTE O SONO COM SERES ALIENÍGENAS

Pergunta: Queridos Mestres, se possível gostaria de alguns esclarecimentos sobre algumas experiências e alguns eventos que ocorreram e continuam ocorrendo comigo. Há alguns anos atrás, quando eu estava indeciso sobre qual faculdade fazer, entre necropsia e engenharia da computação, eu tive uma experiência, onde eu estava em meu apartamento totalmente branco, e eu estava atrás de uma bancada que separava a cozinha da sala, e me vi já mais “velho”, chegando e depositando a chave em cima da bancada. Com isso, fiquei curioso e fui atrás desse meu “Eu”. Quando eu estava entrando no corredor percebi que o meu corpo físico estava ficando sem ar, não conseguindo respirar direito, e assim que voltei para meu corpo, eu o senti paralisado e realmente com falta de ar, levou alguns minutos para me recuperar. E logo eu soube que era pra eu fazer engenharia da computação. E após essa experiência, comecei a passar mal ao ponto de ficar sem ar quando vestia alguma roupa branca, ou entrava em algum ambiente totalmente branco, e até hoje não sei o porquê desse meu “trauma”. Alguns meses atrás, eu comecei a ter muitas outras experiências. A primeira delas, eu estava em uma fazenda, pelo que percebi, eu estava com outras três pessoas, duas delas foram para outro caminho, enquanto isso eu e a terceira pessoa que estava comigo, ela era uma senhora com sua idade um pouco avançada, deveria ter uns 60/70 anos, ouvimos um choro de uma criança e fomos ver de onde estaria vindo, logo entramos em uma sala, pelo que percebi era uma recepção e tinha várias pessoas, eu olhei pra porta e tinha uma criança, e essa senhora me disse para não ter medo, me agachei e essa criança veio correndo para os meus braços, quando a peguei comecei a ver imagens em minha tela mental, as quais, não me lembro, assim que terminou de passar essas imagens e eu olhei para a criança em meu colo, percebi que não era mais criança e sim um cachorro, e assim que eu olhei para a porta tinha um senhor, creio que tinha em torno dos seus 40 anos, esse senhor estava com a cabeça inclinada para um dos lados e com a bíblia na mão, logo eu entrei em modo defensivo, pois senti uma energia negativa vindo desse senhor, logo após ele entrou e passou para dentro do balcão que tinha e eu fui até a porta, já estava bem escuro, pude ver mais ao longe algumas luzes azuis, e logo vi alguns grays vindo em minha direção, a minha reação foi de esticar meu braço para frente com a palma aberta e dizer que eles não eram bem vindos e que não iriam entrar, eles ficaram meio confusos, desnorteados, sem rumo e colidindo entre eles, após isso, antes de voltar para meu corpo físico, eu estava no que parecia ser meu quarto e deitado em uma cama, que parecia ser a minha, e vi que tinha um ser sentado em uma cadeira, ele era pequeno e estava me olhando, não senti que era negativo e sim positivo e voltei para meu corpo. Após alguns dias estava conversando com a minha namorada e tive meu corpo completamente paralisado, meu corpo se enrijeceu e só conseguia mexer os olhos, respirar e falar com dificuldade o que só ocorria quando estava adormecido, que em uma dessas ocasiões senti seres muito pequenos e muito amorosos e senti que eles me enviavam energia, perguntei o porquê, e eles responderam para não temer, que era uma atualização em meu DNA, enquanto estava recebendo essa energia maravilhosa, vi que meu corpo estava flutuando a alguns centímetros da cama e assim que a energia foi diminuindo meu corpo foi descendo suavemente até pousar na cama e nisso adormeci. Mais alguns dias após, enquanto estava adormecido, vi uma luz brilhante meio azul meio verde, pelo que senti ser meu “EU SUPERIOR” ou meu mentor, não vi o rosto, essa “luz” me perguntou se eu estava preparado, imediatamente disse sim, senti que estava deixando o corpo físico, porém algo não deixava que eu saísse, até que conscientemente fiz força e disse em voz alta que eu queria deixar o corpo, e logo me vi passando por uma porta metálica, e essa luz falou que algumas pessoas queriam me conhecer, fui chegando perto dessas pessoas, não vi o rosto de nenhum, uma dessas pessoas perguntou a essa luz “é ele?” No que ela respondeu “sim”, logo essas pessoas se apresentaram e falaram que iriam me apresentar a um grupo que eu faria parte, fui conduzido até um quarto meio escuro, só tinha a iluminação externa e uma das pessoas que estava nesse quarto perguntou para a pessoa/ser que estava me conduzindo “será que é ele mesmo? não pode ser” e teve mais alguma conversa que não me lembro. Uns dois dias após tive uma experiência onde eu fui para o que parecia um galpão enorme e tinha três pessoas presas dentro, duas mulheres e um senhor, cada uma em uma sala, era uma sala bem grande na frente, onde tinha uma dessas mulheres e no fundo dessa sala tinha outras duas com a metade do tamanho da primeira, na sala da esquerda ficava a outra mulher e a da direita o senhor, antes de entrar para libertar essas pessoas eu conversei com elas através da grade que tinha na primeira e com isso dava pra ter uma visão ampla dos três, não lembro o que eu falei, ai entrei na primeira, a mulher saiu, nisso eu fui direto para a sala onde o senhor estava preso, conversamos muito, não lembro nada da conversa, mas lembro de que ele não queria sair e que ambos choramos muito, logo após libertei a outra mulher e saí desse galpão, tinha muitas pessoas na porta, peguei o cadeado da porta e pedi que “a minha” equipe técnica entrasse, e nisso começamos a mexer em muitos computadores que estavam do lado oposto às celas, no que eu percebi desativamos algumas coisas que não lembro o que eram. Passados algumas semanas fui novamente paralisado, e acordei, senti uma presença em meu quarto, perto de mim, dessa vez eu consegui virar meu pescoço para ver e consegui ver um Zeta, ele estava sentado no chão com a mão estendida para mim e logo que viu que acordei ele ficou em pé de um salto e aumentou a energia fechando a mão esquerda no pulso direito. Dias após, acordei novamente paralisado, porém dessa vez senti uma presença negativa, perguntei o que esse ser queria, no que ele respondeu “vamos escravizar todo o vosso planeta”, tentei expulsá-lo, porém ele estava mais “forte” do que eu, imediatamente pedi auxilio a Mãe Maria, e logo senti o ambiente se acalmar, um cheiro de rosas, e acabei adormecendo novamente. Umas três semanas após isso, tive uma experiência de resgate, era uma floresta pelo que pude perceber, e nessa floresta tinha vários seres ou pessoas que estavam mantendo uma garotinha presa, estávamos em números maiores e conseguimos “matar” todos, no dia seguinte, ainda na experiência me encontro em uma cozinha com os outros que tiveram essa mesma experiência, comentando sobre o ocorrido na noite anterior, porém a maioria estava achando que era um simples sono, onde todos estavam envolvidos, porém na hora que eu fui falar que não tinha sido um simples “sonho” e sim uma missão de resgate real, uma pessoa muito querida disse para não falar nada e deixá-los achando que tinha sido um “sonho”. Uns dois meses após esse ocorrido, tive uma experiência onde eu estava em meu quarto e tinha vários seres pequenos, com olhos bem puxados e meio azulados, eu estava em pé e completamente paralisado, um deles veio em minha direção e disse que em breve eu teria contato com minha família galáctica, eu perguntei quando e ele respondeu “tenha calma e paciência, muito em breve”. Em fevereiro deste ano, tive uma experiência com os Arcturianos, conscientemente senti a energia que eles mandavam em meu corpo, e logo senti deixando o corpo, porém quando estava a centímetros abaixo do teto, eles falaram que meu corpo estava muito pesado e que eu tinha um bloqueio que deixava meu corpo pesado desse jeito, e logo me senti voltando para meu corpo físico e eles disseram “você vai precisar nos ajudar também, pois nós viemos te buscar e vamos te levar” e novamente fiz “força” e pedi para deixar o corpo e aí fui levado para o quintal de casa, e escutei uma voz feminina meio de choro dizendo, “Me desculpe à demora. Você é a luz, você é a cura.” Não consigo lembrar o resto, pois fui puxado para meu corpo bem rápido, como se tivessem pegando em meus calcanhares e me arrastando, e eu gritando que eu não queria voltar. Desde esta última experiência acima, eu estou tentando mandar essas perguntas, porém sempre tinha um empecilho, então há poucos dias atrás, creio que foi sexta (12/05) ou sábado (13/05), senti uma forte energia pelo meu corpo, algo me disse que eu iria sair do corpo, por isso comecei a fazer força e pedir pra sair do corpo, pois algo não me deixa sair com facilidade, como já mencionei acima, porém dessa vez foi diferente, tentei umas 4 vezes, sem resultados nas duas primeiras, na terceira senti meu corpo multidimensional flutuando alguns centímetros acima de meu corpo físico e logo em seguida, uns 3 segundos após precisamente, retornei ao corpo, na última tentativa sai do corpo por alguns instantes, estava em posição de lótus e de cabeça para baixo, meu corpo multidimensional foi para perto da parede como se quisesse sair do campo de algum imã, senti que estava a poucos centímetros do chão, abri meu olho direito e pude constatar que realmente estava um ou um palmo e meio do chão e supliquei para que me deixasse ficar fora do corpo, porém algo me puxou muito violentamente para dentro do meu corpo físico, na hora que voltei pareceu que eu tinha caído de uns 10/20 metros de altura e eu fisicamente estava ofegante, com um pouco de dificuldades para respirar. Poderiam me explicar porque isso acontece e se tem algo que eu teria que fazer para conseguir sair com mais facilidade do corpo físico? Aproveitando, gostaria também de saber o motivo pelo qual geralmente sinto que tem algo pulsando em minha coluna, como se fosse um coração batendo e o motivo pelo qual eu não consigo ficar muito tempo deitado de barriga para cima, pois sinto um incômodo muito grande minha coluna. E se puderem (ou tiverem permissão para responder), poderiam dizer quem é Avilon do Sistema Estelar de Asturc? Bons e amados Mestres, desculpem por esse livro, mas preciso entender essas experiências e eventos, se puderem me explicar, claro. Desde já agradeço imensamente a todos por me ouvir, por estarem comigo sempre, e eu sei que estão comigo enquanto escrevo isso, pois confesso que estou chorando, rindo e muito feliz. Gratidão meus amados irmãos!

Resposta: Querido irmão. Perceba o quanto tem vivido fora do seu corpo físico e surpreso com experiências imaginárias. Não o digo que não são reais, mas o afirmo que apenas são lembranças muito distorcidas de experiências gravadas em seu registro akashico, misturadas com todas as informações que você lê aqui nesse plano. Isso é o exemplo claro de uma alma em desequilíbrio. Você está imerso em uma realidade ilusória que criou para si mesmo e esquece-se, desvirtua-se da sua verdadeira busca nessa encarnação. Para ti, meu filho, recomendaríamos um trabalho bem direcionado à busca interior, para que compreenda em primeiro lugar que está aqui para encontrar a si mesmo dentro de si e não no externo. Quando iniciar essa busca começará a compreender fatos, como por exemplo, de que o Eu Superior não é algo que está fora de você, e sim, é você. E se manifesta no seu interior. Fica ao seu critério filho, decidir se está preparado a abandonar toda a fantasia criada em sua mente para então mudar completamente a direção da sua vida, ou se prefere manter como está. Apenas avisamos filho, que a sua busca interna será intensa e também dolorosa, pois está ligado de forma tão intensa as realidades que você criou que será uma grande desconstrução de personalidade. O que podemos recomendar como um início básico de trabalho filho, é que apenas pare por um tempo de buscar informações, principalmente na internet. Procure um tempo consigo mesmo, silencie. Procure meditar mais. Não medite seguindo regras ou rituais, ou mesmo chamando entidades, mas sim medite apenas procurando conectar com essa essência Eu Sou que está em ti. Ali está o começo da sua jornada. Quando se sentir preparado, busque começar do zero, com a mente vazia, sem crenças ou certezas, mas se abra ao novo. Você receberá as instruções da caminhada, a sua própria caminhada. Todos vocês, filho, tiveram experiências nesse planeta e em outros, com diversas civilizações de outros planetas. Apenas necessita quebrar as crenças de que algo foi bom ou ruim, pois tudo fez parte das suas histórias e contribuiu para o que são hoje. Mas se insistirem em retornarem ao passado, misturando informações com o tempo presente, a única consequência que terão é o desequilíbrio. Não será possível compreender com clareza nenhum dos fatos de sua vida, e porventura podem se distanciar de experiências que trariam ricos aprendizados, porque trouxeram a lembrança de medos e traumas que já não mais fazem parte do que são. Trabalhe em silenciar a mente. Trabalhe em encontrar o caminho leve e reto de busca individual e do propósito da sua encarnação. As lembranças e visões que vierem apenas as entregue com amor ao seu Eu Sou, comandando que sejam aglutinadas essas experiências como sabedoria, para que você então assuma a sua verdadeira identidade que é apenas o desprendimento de todas essas personalidades que se manifestaram através de você em tempos diversos. Apenas entregue com amor e gratidão, e aceite que a partir dessa entrega inicia o novo, e aquela lembrança apenas já foi. Se assim decidir seguir filho, será amparado pelos Mestres, quando decidires abandonar essas confusões da mente, e se abrir ao novo que virá apenas com o completo esvaziar de todas essas informações. Siga em paz filho.

Sou Serapis Bey

COMO LIDAR COM O DINHEIRO

Pergunta: Amado Criador, Mãe Maria e amoroso irmão Jesus. É com muito amor que venho até vós, obrigada pelas respostas obtidas, e pelo amor dedicado a mim. Amados Mestres, sou grata por tudo que venho vivendo e tenho aprendido neste mundo. Grata por me sentir amada, e por estar aqui neste espaço e tempo, por fazer parte desse momento especial do nosso amado Planeta Terra. Que eu seja amor e luz onde for. Amados, são tantas perguntas que vem a minha mente, às vezes escrevo, mas antes mesmo de lhes enviar, as respostas vêm ao meu coração, palavras são poucas para expressar tamanha gratidão. Mestres, hoje eu venho pedir um conselho de como lidar com o dinheiro. Iniciei no ano passado um negócio independente voltado para mulheres, desejei durante quase dois anos fazer parte desta empresa, e hoje um ano após iniciar, já não me sinto mais segura, através deste negócio, se desenvolvido de forma correta posso conquistar coisas materiais que não teria como conquistar no emprego que tenho hoje, mas tenho medo de estar no caminho errado e me pego pensando se desenvolvendo esse trabalho não vou me desconectar da paz que anseio ter em meu coração. E se essa vontade, de ter uma vida confortável, está errada. Divindade limpa em mim toda e qualquer memória de escassez.

Resposta: Filha. Não existe uma resposta pronta para sua vida. Precisa se conscientizar, que és a própria criadora de sua realidade. E as decisões que você adota, te levam exatamente onde precisa ir, para que ancore os ensinamentos que a conduzirão a novas experiências. Veja que se darmos uma resposta, da forma como deseja, estaríamos tirando de ti, a oportunidade para que aprenda, a partir de suas próprias decisões. O ciclo da vida é esse, filha, de aprendermos a ouvir nosso próprio coração, a partir do desvio dos caminhos do ego e da mente. Se você é capaz de ouvir a resposta das perguntas que realiza, aprenda a tirar a mente de seu caminho, e a se conduzir pelo caminho que o coração lhe chama. O grande desafio da vida, filha, é sair do medo e partir para a confiança. E é nesse trajeto que se encontra, por isso precisa sentir aquilo que te faz bem, tirar o julgamento e assumir a capacidade de criar e conduzir sua vida, ao caminho da própria evolução. Esteja em paz.

Sou Seraphis Bey

SE EU FOR APROVADA NO CONCURSO PÚBLICO RESOLVERIA MUITOS DOS MEUS PROBLEMAS

Pergunta: Bom dia aos Mestres e canal. Agradeço por todas as mensagens enviadas a mim, têm me ajudado muito. Desejo ardentemente, do fundo do meu coração, saber o que preciso fazer além do que já estou fazendo, para melhorar como pessoa, e alcançar os meus objetivos materiais, como por exemplo, passar em um concurso público muito disputado, e que é considerado um dos mais difíceis do país. Não o escolhi por orgulho e sim porque resolveria muitos dos problemas que venho experimentando até agora, e também porque já perdi muito tempo da minha vida, e gostaria de compensar este tempo. Estou errando ao pensar dessa forma? Estou me esforçando muito para conseguir o que desejo. Com muito carinho, gratidão.

Resposta: Filha. Ao buscar ser aprovada em um concurso público que deseja, realiza seus objetivos, que são apenas a fuga de seus aprendizados na vida da matéria, nos relacionamentos e na forma de trabalhar com as próprias emoções. Por isso, amada filha, não consegue realizar seu objetivo. Porque sua busca não vai de encontro ao seu propósito de encarnação. Procure filha amada, retomar em lembrança, aqueles pontos que a fazem fugir das experiências, e decidir pelo concurso. Perceba que são pontos, a serem desenvolvidos em você, e por mais que sejam dolorosos e difíceis, são os que trarão a felicidade a sua vida, a partir do momento em que aceitar olhar para isso tudo, e permitir que venha à tona a verdade, mostrando as possibilidades de regeneração através do perdão, da mudança para o melhor, da auto-observação sincera. Veja filha, que a felicidade apenas poderá ser alcançada, quando curar esses pontos a que veio trabalhar. Nenhum novo emprego ou mudança de vida tirará a experiência de ti, apenas trará de formas diferentes, materializada em diferentes apresentações e fatos, mas que a farão retornar ao sentimento de insatisfação que hoje sentes. Por isso, querida, se queres mesmo trazer à sua vida esse novo emprego, passando em um concurso, trabalhe de forma sincera a curar esses pontos, pois são os que a mantém presa e que não a permitem seguir adiante em novos desafios, desafios esses que se abrirão como novas experiências, como uma nova etapa evolutiva e de aprendizado, desde que a lição anterior seja aprendida. Siga na luz da verdade e encontrará a sua própria luz.

Sou Pórtia

POR QUE O MEU MARIDO INSISTE EM UMA EMPRESA QUE NÃO DÁ CERTO?

Pergunta: Gratidão Mestres. Gratidão Thiago e Michele. Mestres, eu acredito que quando estamos de acordo com nosso plano Divino, as coisas fluem com mais leveza e amor. Então lhes pergunto já pedindo ajuda: A empresa que meu marido entrou como sócio, está fora do que planejamos? Tudo está dando errado. Ele tem se esforçado muito, mas os problemas mais absurdos acontecem, como funcionários lhe roubando ou trabalhando mal, clientes não pagando, contratos sendo multados, entre outros. Queria muito que ele saísse da empresa, mas ele diz que precisa organizá-la primeiro. Ele vive preocupado e com insônia. Assim, Mestres, eu peço orientação e ajuda. O que precisamos aprender com tudo isso? Como podemos solucionar esses problemas? Tem alguma influência negativa atrapalhando essa empresa? Agradeço com muito amor e respeito. Namastê.

Resposta: Filha. Certas escolhas, por mais que levem ao sofrimento, são necessárias para o aprendizado e evolução. Seu marido, ao decidir seguir por essa caminhada, buscava receber como retorno, algo que não ressoa com a sua busca de alma. E essa busca trará apenas desencontro de propósito de vida. Mas ainda assim, se não passar por essa experiência, não terá aprendido a lição a que veio aprender, e abrir a possibilidade de seguir livre em novos desafios. É necessário que essa fase aconteça, pois assim ele escolheu, justamente por ainda não estar preparado para seguir com novos desafios, sem essa sabedoria que será adquirido através dessa vivência. Permita que o fluxo ocorra de forma natural. Apenas permaneça ao lado com amor, e observe todo o processo ocorrer com calma, mas lembrando-se, que apenas a busca interna fará com que ele supere esse aprendizado. É necessário para a evolução. Assim é.

Sou Seraphis Bey

POR QUE SOU TÃO BRAVA E CULPO O MEU NAMORADO PELA MINHA ANGÚSTIA?

Pergunta: Bom dia queridos! Agradeço imensamente a resposta que recebi, a minha outra pergunta. Muito obrigada! Hoje venho lhes pedir uma luz sobre outro fator que tem me angustiado muito. Estou em um novo relacionamento, com uma pessoa maravilhosa, acho o nosso relacionamento em geral ótimo e normalmente estou muito feliz com ele. Estamos morando juntos, e para isso, me mudei de cidade, moramos numa cidade da qual gosto muito, inclusive. Porém, muitas vezes me sinto angustiada, triste, sozinha (isso que sou uma pessoa que sempre gostou de ser e estar sozinha), e noto que jogo tudo isso em cima do meu namorado. Transfiro todas as minhas angústias para ele. Penso, racionalizo, sei que estou errada, mas na hora não consigo agir de outra forma. Tenho tentado ao máximo criar minha própria história nesta nova cidade, fazer amigos, ter uma vida própria além do meu namorado. Mas tenho achado muito difícil. Além disso, sinto que tenho o gênio muito forte, sou muito brava, faço de tudo para ser mais calma equilibrada e racional, mas quando fico brava, não consigo me acalmar. Decidi que não quero mais essa desarmonia e desequilíbrios na minha vida. Quero uma vida de paz. Estou me esforçando ao máximo para isso, mas às vezes sinto como se nada estivesse melhorando. Por que sou tão brava? E o que fazer para melhorar isso? Além disso, estou com a ideia de trabalhar como personal stylist, voltar a trabalhar com moda. Acho que existe mercado para isso aqui onde moro. Esse poderia ser um caminho interessante para mim, profissionalmente? Muito obrigada queridos Mestres! Gratidão eterna! Amor!

Resposta: Filha. O trabalho novo com moda se abrirá a partir do momento em que trabalhar em ti os pontos que a mantém presa ao padrão repetido do comportamento indesejado. Portanto, filha, é necessário trabalhar o desbloqueio dos registros de alma, que estão levando a repetir esses padrões, que nem mesmo você reconhece como sendo da sua vontade. Já está preparada a iluminar os fios energéticos que unem os comportamentos aos registros akashicos correspondentes, justamente porque chegou ao ponto de incomodar-se e não mais se identificar com essa antiga personalidade. Busque terapias de acesso e iluminação dos registros akashicos, e siga naturalmente trabalhando na auto-observação em si mesma de suas próprias atitudes e sentimentos desde o momento em que surgirem eu seu interior. Isso fará com que cesse a repetição de padrões de comportamento, de algo que não mais ressoa contigo, com o seu Eu Atual. Por muitas vezes, filha, repetimos comportamentos de outras personalidades que fomos, em antigas experiências, para que ocorra a abertura do portal que é necessário para que o registro seja iluminado. E o ponto chave que mostra o momento para atuar nessa cura, é justamente quando surgem os incômodos com essa personalidade que não a agrada mais. Por isso, filha, perceba que essa não é você. Mas que precisa trabalhar em um nível mais profundo para que siga em sua vida sem os impulsos de recordações inconscientes que a levam a repetir comportamentos indesejados.

Sou Mestra Pórtia

VISÕES E SONHOS

Pergunta: Amados Mestres, grata pela oportunidade! Aos canais, gratidão pela ajuda. Mestres, eu sempre me senti isolada no âmbito familiar, houve muita rejeição exceto pelo pai (de criação) e muita dificuldade com as mães, mas acredito que faça parte do que me fará crescer, gostaria de saber a respeito, sinto que meu pai biológico não é meu pai. Mas minha questão principal é com relação ao que vejo, eu fico na dúvida se vejo mesmo ou se é apenas minha imaginação, os nomes que me vem à mente assim como pessoas que nunca vi, e quando estou em algum lugar especial, as formas iluminadas. Isso é real, porque só vejo se estiver de olhos fechados. Também os sonhos, alguns são mais que sonhos, porque são muito precisos e me lembro de tudo, isso tanto lugares bons quanto também lugares ruins (muito). Às vezes, consigo interpretar, outras não. Mais são lugares que vou sempre. Mestres, por gentileza, me ajudem nestas questões.

Resposta: Filha querida. Esteja em paz nesse momento. Quando nasce em uma família, quando recebe a herança do akashico desse círculo familiar, não há outro motivo, senão o de receber justamente aquilo que mais a incomoda, e aprender a conviver com amor e se relacionar. Isso deve ser feio não por obrigação ou culpa, mas simplesmente por sua própria evolução. É que no ambiente familiar somos levados a nos ver, justamente naqueles pontos que não aceitamos, e que nos conduzem aos sentimentos mais inferiores como o da negação do que somos. E isso é um desafio ao nosso próprio ser. Porque nos força a justamente transcendermos aquilo que por tanto tempo ficou camuflado em nosso próprio interior. É quando percebemos que justamente na família de nascimento, teremos nossos maiores mestres a nos guiar. Aqueles que justamente são capazes de nos causar repulsa para que possamos aglutinar a sabedoria necessária a compreender a lição que eles nos trazem. O amor incondicional é um duro exercício à vida na matéria, que se manifesta através do ego, do querer e do eu inferior que julga as atitudes mais impensadas da vida. Esses sonhos que você se lembra, filha, são justamente sinais que lhe são levados para que tenha esse olhar. Trazemos símbolos a ti, tanto de suas maiores escuridões, quanto de sua bela luz. É por isso que se permite lembrar, para que através deles, tenhamos um meio de te fazer lembrar, de sua verdadeira natureza de amor. Esteja em paz.

Sou Rowena

EXPLOSÕES REATIVAS NA CONVIVÊNCIA COM OS PAIS

Pergunta: Amados Mestres e canalizadores, gratidão por esse serviço de amor a todos nós e também pela resposta anterior. Depois de muitos anos viajando pelo mundo em busca de um sentido maior para essa existência, encontrei muita luz e despertei. Sou muito grato. E agora regressei à casa de meus pais, e chagas do passado se abrem novamente. Acreditei que já havia perdoado, mas não. Como curá-las mestres? Tornei-me uma bomba impaciente, que explode muito fácil com os meus pais, e com a minha vó. Sinto-me, um pouco hipócrita por não estar vivendo o meu discurso. Sinto que amo essas pessoas, mas não consigo expressar esse amor. Muito pelo contrário, quando me dou conta estou apontando suas falhas. É difícil simplesmente aceitá-los como são. Minha vontade é ajudá-los, mas me frustro muito com o meu pai, porque ele só escuta a seu próprio ego, me parece. Mas não quero julgá-lo. Sou impulsivo e egocêntrico, e desejo muito transcender isso. Às vezes dá vontade de deixá-los e partir para nunca mais voltar, para que eles então levem a sério o que digo. Mas isso me mostra como ainda me preocupo com o que os outros pensam. Acredito que já fiz bastante trabalho espiritual, mas ando meio desorientado, preocupado, com medos. Gostaria muito de encontrar minha vocação, descobrir se tenho algum talento em especial, que desenvolvi em outras existências e que poderia ser útil para ajudar os irmãos que cruzam meu caminho. Mas não estou sentindo a força para poder passar meu conhecimento com o sentimento necessário para tocar seus corações, porque minha autoconfiança é duvidosa. Eu sei que devo ter fé e ser forte, escutar meu coração, purificar meus corpos e tudo mais, mas não é fácil quando não vemos os resultados. Por isso mais uma vez peço a orientação de vocês queridos irmãos maiores, que sabem mais sobre mim do que eu mesmo, e que já lidaram com esses mesmos sentimentos de vibração baixa e os transcenderam. Poderia, por favor, me dar alguma chave que me ajude a encontrar meu caminho? Gratidão mestres.

Resposta: Filho. Todos os sentimentos aflorados ao lado dos seus pais são aquelas restrições a que veio superar nessa vida, e por isso está nessa família, que é especificamente perfeita, para o seu propósito de aprendizado. É natural o sentimento de repulsa e de busca externa, justamente porque o enfrentamento dos sentimentos mais difíceis de encarar são exatamente os que são expostos na convivência com os pais. Por isso, filho, não se culpe e não se cobre por não estar preparado, por não saber lidar com esse sentimento, pois essa é a maior busca da sua vida, e tem uma vida toda para aprender e se sentir pronto a enfrentar esses bloqueios. Apenas se decidires enfrentar no momento presente, saiba que deverá estar disposto a encarar os seus maiores registros inferiores, que o ligam ao eu inferior, pois os desconfortos com os pais são os que ressaltam essas ligações para que sejam trabalhadas, expostas e limpas. Mas desde que esteja disposto a olhar para dentro de si mesmo, humildemente e sem culpa, a apenas observar e descobrir o estopim do comportamento indesejado, do sentimento que o leva a sofrer. Os pais apenas servirão como personagem de uma história que é só sua, e eles estão voluntariamente o auxiliando nessa caminhada, servindo apenas de veículos que proporcionarão a sua própria descoberta interior e limpeza emocional. Atente-se ao fato de que eles são apenas personagens de uma história, a mostrar a você, que está manifestado também como um personagem, todos os aspectos inferiores que veio trazer nesse corpo de carne, a gerar a oportunidade de limpeza desses registros de dor e sofrimento. A limpeza, filho, é necessária e planejadas por ti, planejada pelo seu eu verdadeiro, que está em você, mas que ainda não encontraste porque identifica-se com o personagem que é apenas a manifestação das restrições e acentuado pela malha energética que amplifica as emoções. Observe a si mesmo, respeite o seu tempo. Sinta se está realmente preparado a enfrentar essa descoberta interna, ou se necessita de mais tempo de vivência externa em contato com outros personagens, que vão gradativamente limpando os bloqueios mais sutis e que impedem de estar realmente preparado a enfrentar aqueles mais profundos. Apenas sinta se já é o momento, mas saiba que a busca é apenas sua, e quem escolhe os personagens da sua história é você mesmo. Siga em paz filho.

Sou Saint Germain 

* Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site: http://www.pazetransformacao.com.br/ e preencha o formulário ao lado direito da página inicial. O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
Thiago Strapasson (http://coracaoavatar.blog.br/) 
Michelinha OM (http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/) 
Colaboração: Ilza Barreto.
Grata Thiago!

LUZ!

STELA

Anúncios