OS MESTRES RESPONDEM

Através de Thiago Strapasson e Michele Martini
05.06.2017

CORAÇÃO AVATAR E VERDADE TRANSMUTADORA
PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO
PAZ, LUZ E AMOR.

VAMOS ÀS QUESTÕES!

COMO VOU ME SEPARAR SE AINDA SOU DEPENDENTE DE MEU MARIDO?

Pergunta: Queridos Mestres, muita gratidão por sempre estarem comigo, gratidão também aos canais. Queridos, preciso de respostas se possível para duas perguntas, e a primeira é: Em várias mensagens que recebi e que sou infinitamente grata pela atenção e ensinamentos, fiquei em dúvida quando questionei minha vontade de deixar alguém, entre outras coisas, me disse para seguir meu caminho, viver como me aprouver, confiar na vida, e questionaram-me o porquê não fiz isso ainda se é o que o meu coração deseja. Mas a dúvida é: Se estou ainda me preparando para uma colocação no mercado de trabalho (trabalhei minha vida inteira, parei por um período e agora estou estudando para poder voltar), sou ainda dependente financeiramente e tenho duas crianças, não seria muita irresponsabilidade da minha parte, pegar minhas crianças e seguir outro caminho sem ter onde ficar, e sem ter como nos sustentar, somente com a fé e a coragem, acreditando arrumar um trabalho que nos mantenha? Outra pergunta é questão de saúde, sempre me senti bem saudável, porém há alguns poucos meses apareceu um probleminha que é recorrente, mas sempre sumia rapidamente, nunca me importei, mas desta vez, persiste já uns três meses, e estou começando a me incomodar por estar perdurando e nem com a medicação costumeira resolver. Pergunto-vos amados Mestres, é mais grave do que imagino e preciso entender algo com isso que não estou percebendo? Muito obrigada por todo amor que cuidam de mim.

Resposta: Filha. Por muitas vezes, não estamos preparados para receber a resposta que traz a verdade. Estamos envolvidos no nosso próprio sofrimento, e mergulhados em argumentações que calçam a nossa vida, que dão justificativas por estarmos ainda inseridos no sofrimento, e então quando recebemos a voz da verdade, não conseguimos ouvi-la. Trouxemos a verdade a ti, mas apenas poderá compreendê-la quando chegar o momento, não podíamos a deixar sem resposta, não é filha amada. Mas também não estás preparada para ouvir a verdade. Tu que és mãe compreende o que venho a lhe dizer, pois aos filhos doamos o nosso amor, os alertamos das encruzilhadas da vida, guiamos e mostramos o caminho, mas é só vivendo a experiência, que poderão aprender através da própria vivência, o ensinamento. Você querida amada, começa a apresentar sinais físicos que são apenas a manifestação da sua repulsa, por estar com alguém a quem não se entrega com amor, com quem não consegue ser feliz. Os sinais vão se intensificar, até que compreenda que precisa mudar. Ou mudar o pensamento, submetendo-se ao fluxo ao qual está inserida, e encontrando aí a sua felicidade e satisfação, ou saindo desse núcleo, mas o fato de estar em algo contra a vontade do seu coração acarreta sintomas físicos. A decisão é sua filha amada, permita o fluir da vida, procure um tempo para si, vá adquirindo confiança em si mesma, até que esteja preparada para decidir qual lugar é melhor para você. Siga em paz e na luz.

Sou Mãe Divina

TEREI CHANCE DE TER UMA FAMÍLIA? 

POR QUE PERDI A MINHA FAMÍLIA E ESTOU SOZINHA?

Pergunta: Pergunta 1: O que aconteceu no passado é verídico, perdi meu grande amor, meu filho e todos que me amavam. O que esperar agora? Ajudem-me a entender tudo. Sinto-me muito solitária. Pergunta 2: Mestres, gratidão por todas as orientações de vocês! Às vezes, as respostas dadas a alguns irmãos me esclarecem muitas coisas. A Mestra Nada me orientou com muita clareza sobre as restrições que meu registro traz de antecedentes. Muito obrigada. No entanto. Mestres, meu desejo de ter uma família sempre foi muito grande em meu coração e apesar de todo meu esforço para me autoconhecer, ainda não realizei a construção desse laço amoroso aos 45 anos. Mestres, qual seria a orientação neste aspecto para minha vida? Devo me trabalhar ainda para merecer esse amor ou somente aceitar o que me aconteceu nesta vida? Terei ainda uma parceria afetiva nessa vida e uma família? Gratidão Mestres.

Resposta: Filha, algumas de vocês, mulheres, chegaram nesse episódio das suas histórias de alma, desprovidas de emoção, que é trazida apenas pela experiência de ter uma família. Vocês vêm em missão, percebem aos poucos que a vida as leva por um caminho diferente daquele que tanto buscaram, mas enfim, alguns aspectos precisam ser limpos e transmutados antes do início de uma nova lição. Muitas de vocês acabam por adiar os aprendizados, e permanecem por anos mostrando as personalidades que vieram transmutar, limpar. Essas personalidades se materializam em comportamentos que não são alinhados com a completa entrega ao seu propósito. Essas personalidades dificultam a sua caminhada. E vocês permanecem conectadas a elas por longos períodos. Algumas permanecem uma toda vida cumprindo o papel de mãe, de esposa, de filha, mas que, percebam, são apenas personalidades, e sabes que essas personalidades são apenas possíveis de existir porque estão no momento presente a se manifestar em um corpo físico. Pois esses núcleos familiares apenas existem na matéria. Os espíritos que ainda são ligados aos núcleos familiares da matéria, ainda estão inseridos na materialidade, ainda que desprovidos de um corpo físico. Mas a sua verdadeira família, é aquela que já existe dentro de você. E por vezes a busca externa por preencher esse vazio, essa falta de ter uma família, apenas desviará você do processo de busca interior. Ao encontrar a sua verdadeira família dentro de si mesma, perceberá que não há família externa que a preencherá. Pois todos os seres encarnados unidos em um grupo, estão apenas em um processo de mútua-ajuda, mas que é temporária, até que sejam aprendidas as lições. E então, em outro momento, você mesma escolherá estar inserida em outro núcleo, pois apenas nesse outro poderá trabalhar as restrições que a impedem de se conectar à sua única verdadeira família, que é a da Centelha Divina dentro de você mesma. Inconscientemente, todos sabem que buscam por essa conexão, por essa ligação com Deus, que é o Eu Sou. Mas a visão materializada distorcida, ainda faz com que acabe por se apegarem às pequenas manifestações físicas de seres, que são colocados para o seu próprio aprendizado, vendo neles a sua família. Ao conectar-se ao coração, ao Eu Sou, verá que não há separação. Você e o Todo são Um, Deus, a essência Eu Sou, e a união a todas as formas de vida. E poderá sentir o amor que hoje sente em um pequeno núcleo familiar, de forma exponencial, e multiplicada por milhares de formas de vida. O amor entre um núcleo familiar é uma singela representação apenas, daquela que é a sua verdadeira busca, o desenvolver do amor incondicional por todos os seres. Mas o núcleo familiar é uma pequena escola, que deve mostrar a você o caminho da conexão com o Todo, e o encontro da sua própria verdade, mas que não poderá distanciar dessa busca, alimentando em ti a ilusão de que o amor incondicional é apenas isso. Cada ser encarnado está inserido na experiência perfeitamente planejada, para facilitar a sua caminhada em direção a essa conexão. Por isso filha, agradeça pela experiência atual, e confie que tudo o que faz parte da sua vida é apenas provisório, e está aí apenas como um agente a lhe mostrar o caminho, mas que o objetivo final não é o meio, e sim o fim, que é a conexão com o Eu Sou. Permita-se apreciar a caminhada, para que possa atrair a ti diversas experiências, que serão apenas observadas como experiências, e não como elo que a prenderá a materialidade. Permita o livre fluir da vida e desenvolva dentro de ti a gratidão, para que então abra espaço para nascer o amor incondicional.

Sou Mestra Pórtia

DÚVIDAS COM A MINHA MEDIUNIDADE

Pergunta: Olá Mestres! Eu, aproximadamente há um ano e meio, comecei a me espiritualizar em um centro espírita, meus pais sempre foram, e eu comecei agora. Consequentemente li as obras kardecistas e cristãs, e faço minhas orações, meditações, enfim, para desenvolver minha mediunidade também. Só que eu tenho dúvidas, pois não vejo, não escuto, apenas sinto um choque em minhas costas, calafrios, e sempre que durmo sozinha sinto como se tivessem muitas pessoas ao meu lado. Tento fazer a comunicação em oração, ou apenas me concentrar no agora, mas de nada resolve. Outro aspecto é que consigo captar o pensamento e a energia alheia, geralmente vem pensamentos na minha mente e as pessoas logo falam eles. Gostaria de saber se isso faz parte do desenvolvimento sensitivo de um médium. São os seres que sinto ou apenas trânsitos enviados para terra? Pois ainda não achei tais sintomas que explicassem que tipo de médium eu sou. E também gostaria de compreender se o processo é lento, por causa da minha idade, isso tem a ver? Tenho 17 anos. Obrigada!

Resposta: Filha. Há algo deturpado que lhe ensinaram. Vocês aprendem nos centros religiosos que a mediunidade seria um caminho que poucos teriam acesso e que alguns não possuem essa abertura nessa vida. Ao contrário, a mediunidade é o caminho natural. A manifestação de um dom que não se circunscreve aos sentidos físicos. Pois todos estão nesse plano para se expandirem. E esse processo de expansão é algo natural de sua essência. Algo simples como respirar. A mediunidade não é nada mais que a sensibilidade aflorada, para que dentro do próprio projeto planetário, haja a comunicação entre seres encarnados e desencarnados. Difere da união de dimensões que é feita pela canalização. E não há nada a ser desenvolvido nisso. É apenas uma abertura do coração, para que aqueles que já observam a vida de uma maneira única, em unidade, manifestem esses dons naturais da essência. O que ocorre é que em determinado momento, essa abertura se torna tão latente que, naturalmente, seu Eu Superior inicia o trabalho de liberação desses dons como se fossem em pacotes de downloads. Que são nada mais que pacotes que promovem a expansão da alma. Isso é feito progressivamente de forma a não prejudicar sua própria caminhada. Ela simplesmente lhe é concedida pelo Eu Superior. Podemos ver a manifestação natural de um dom, que é de todos, apenas como uma concessão que de alguma forma irá auxiliar no trajeto de amor e crescimento espiritual. É um dom que se manifesta por dois propósitos. O auto crescimento ou o trabalho abnegado da caridade. Não há outro motivo. Basta filha, que ancore em seu coração o desejo sincero de servir, que naturalmente sua sensibilidade se aflorará. É algo da própria natureza humana, e não deve ser visto como algo de alguns escolhidos. Mas da mesma forma, é um processo, são feitos testes para que se verifique o quanto está aberta a essa nova realidade. Nada é feito do dia para a noite. Tudo é feito progressivamente até que esteja ancorada o suficiente, para um contato mais forte e a expansão total. O que te dizemos é que aprecie o processo, e deixe que ele se desenrole naturalmente, para que então compreenda o amor que a criação tem por cada um de vocês. Esteja em paz.

De seu irmão Gregório (Chico Xavier)

POR QUE ME ENVOLVI NOVAMENTE COM UM ANTIGO AMOR, E NÃO ESTOU FELIZ?

Pergunta: Queridos Mestres! Gratidão pelas preciosas orientações que alcançam não somente seus destinatários, como a todos nós buscadores. O maior desafio que enfrento, diz respeito a relacionamento amoroso. Há muitos anos estou solteira, e há aproximadamente quatro anos, reencontrei um homem com quem já havia tido um romance, voltamos a nos ver, logo me vi bastante envolvida novamente, quando fico sabendo que ele estava com uma namorada. Desde que nos conhecemos não conseguimos nos afastar, passamos algum tempo sem nos falarmos, depois voltamos, e me envolvo. A situação permanece a mesma, volto a me sentir triste por estar só, ele reclama de sua relação e não define a sua situação. Eu me pego alimentando esperanças de ficarmos juntos, com resistências a deixa-lo ir e seguir meu caminho. Gostaria de vosso auxílio e orientações. Gratidão profunda pela oportunidade!

Resposta: Salve fia! Não é a primeira vez, né fia. Não é a primeira vez que a fia vem chamar pela ajuda divina e dos mensageiros de Deus para a mesma coisa, né fia. E lembra quando a fia procurou da outra vez, fia? O que veio de resposta para a fia? A pergunta que a fia fez pedindo ajuda de Deus para solucionar um problema desse aí. O pai divino mostrou o caminho para a fia. Afastou quem estava ali prejudicando a caminhada da fia. E o preto velho aqui só observou, e achou que a fia tinha entendido o recado, né fia. Mas agora a fia vem de novo com a mesma história, né fia. Sabe por que fia? Porque aquela vez a fia não era forte e madura o suficiente para tomar as rédeas da própria vida, precisou de uma ajudinha desse lado de cá. Então agora, com a fia mais forte, mais sábia, com as experiências adquiridas da vida, a fia é colocada de novo diante da mesma situação, né fia. Mas agora o preto tá falando com outra mulher. Essa mulher de agora é forte, é determinada e aprendeu a desenvolver o auto amor. Mas ainda precisa lembrar que tem todo esse poder, quando tá diante de seu maior desafio nessa vida, né fia. Lembra fia, lembra-se do seu poder: lembra como estava antes dessa história aparecer de novo na sua vida. Lembra como era feliz e autossuficiente. Essa é a última prova da fia. A prova final nessa matéria escolar. Quando a fia passar nessa prova, vai atrair outras pessoas, mas são as pessoas certas, que vem para combinar na mesma vibração da fia. Essa história aí fia, essa aí, é apenas uma lição que a fia passa facinho, facinho, que a fia da conta sozinha. Não precisa da nossa ajuda não, pois se a gente ajuda, fia, a lição vem de novo depois. E enquanto a fia continuar repetindo essa lição, não vai se abrir para receber o novo, né fia. A fia entendeu o recado do preto veio né. Salve! Salve Jesus Cristo e Maria de Nazaré! Salve mamãe Oxum e Iemanjá! Salve!

Pai Joaquim de Aruanda

* Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site: http://www.pazetransformacao.com.br/ e preencha o formulário ao lado direito da página inicial. O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
Thiago Strapasson (http://coracaoavatar.blog.br/) 
Michelinha OM (http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/) 
Colaboração: Ilza Barreto.
Grata Thiago!
LUZ!

STELA

Anúncios