FREQUÊNCIA, DNA E O CORPO HUMANO

Por Josh Richardson

“A saúde tem uma frequência. A doença tem frequência.”

Em toda a sua existência … tudo importa, toda a vida, todas as experiências – tudo deve sua existência no mundo físico à frequência. Absolutamente tudo é frequência. Você não pode ter uma experiência neste planeta sem que seja atraído através da frequência. Toda emoção, incluindo músicas de amor e ódio em uma frequência específica.

A saúde tem uma frequência.
A doença tem frequência.

Seus órgãos estão ajustados a uma frequência específica, conforme está todo o seu corpo, que ressoa em sua própria frequência.

Você é uma sinfonia de frequências enquanto se projeta através deste universo e cria sua realidade física.

Você é um mestre da sua energia, e assim você é capaz de controlar tudo o que você é, tudo o que você faz, tudo que você experimenta.

Desde o dia em que você nasceu até o dia em que você morrer, nada mudará o fato de que você é um emissor de frequência e receptor em fluxo com seu ambiente interno e externo.

O DNA possui duas características estruturais de antenas fractrais, condução eletrônica e autossimetria. A condução elétrica permite o movimento de partículas carregadas eletricamente dentro do corpo e esse fluxo produz nossa força vital.

A própria vida, tal como conhecemos, está intrinsecamente entrelaçada com formas geométricas, dos ângulos de ligações atômicas nas moléculas dos aminoácidos, às espirais helicoidais do DNA, ao protótipo esférico da célula, às primeiras células de um organismo que assumem as formas vesical, tetraédrica e estrela (dupla) tetraédrica (Merkabah) antes da diversificação de tecidos para diferentes funções fisiológicas.

As moléculas do nosso DNA, a córnea do nosso olho, flocos de neve, cones de pinheiro, pétalas de flores, cristais de diamante, ramificação de árvores, concha do nautilus (animal pré-histórico que ainda vive), estrela girando, o interior espiralado da galáxia, o ar que respiramos, e todas as formas de vida, como as conhecemos, emergem de códigos geométricos intemporais.

Nossos corpos humanos neste planeta desenvolveram-se com uma frequente progressão geométrica de uma a duas, de quatro a oito células primitivas e além.

FREQUÊNCIA, DNA E O CORPO HUMANO

O universo possui mais de 99,999% de espaço vazio, incluindo os nossos próprios corpos.

Todas as coisas físicas são feitas de átomos que são principalmente espaço vazio.

Se o núcleo fosse do tamanho de uma bolinha de gude, os elétrons seriam manchas de poeira a uma meia milha de distância. Toda coisa física tem esse espaço vazio nele. Dentro desse espaço vazio está a inteligência e a frequência.

Quase em todos os lugares que olhamos, a inteligência mineral incorporada dentro de estruturas cristalinas segue uma geometria inalterada em sua exatidão.

Os padrões de cristais expressam todos os princípios da perfeição matemática e a repetição de uma essência fundamental, cada uma com um espectro característico de ressonâncias definidas pelos ângulos, comprimentos e orientações relacionais de seus componentes atômicos.

A proporção antiga de segmentos em estrela de 5 pontas (Pentagrama) foi considerada sagrada para Platão e Pitágoras em suas escolas misteriosas. Observe que cada seção maior (ou menor) está relacionada pela relação phi, de modo que uma série de energia da proporção dourada aumentada para poderes sucessivamente maiores (ou menores) é gerada automaticamente.

Os índices de Fibonacci aparecem na proporção do número de braços espirais em margaridas, na cronologia das populações de coelhos, na sequência de padrões de folhas à medida que se torcem em torno de um ramo, e uma miríade de lugares na natureza onde os padrões autogeradores estão vigentes.

A sequência é a progressão racional para o número irracional incorporado na proporção dourada por excelência.

O mundo e o universo ao nosso redor estão cheios de geometria sagrada e a proporção dourada.

De conchas ao corpo humano, do cosmos ao átomo, todas as formas são permeadas pelas formas encontradas na geometria sagrada.

Embora as teorias da geometria sagrada possam ser verificadas matematicamente, é também um campo que tem muito interesse para muitas comunidades religiosas diferentes que podem achar que possui um significado espiritual profundo para elas.

Cientistas, arqueólogos, matemáticos e muitos buscadores espirituais também estudam a geometria sagrada.

O genoma humano está repleto de pelo menos quatro milhões de interruptores de genes que residem em pedaços de DNA que uma vez foram descartados como “lixo”, mas verifica-se que o chamado DNA “lixo” desempenha papéis críticos no controle de como as células, órgãos e outros tecidos se comportam.

A descoberta, considerada uma grande descoberta médica e científica, tem enormes implicações para a saúde e a consciência humanas, porque muitas doenças complexas parecem ser causadas por pequenas mudanças em centenas de interruptores de genes.

À medida que os cientistas mergulhavam no “lixo” – que são partes do DNA que não são genes reais contendo instruções para proteínas – eles descobriram um sistema complexo que controla os genes. Pelo menos 80% desse DNA é ativo e necessário. Outros 15-17 % têm funções mais altas que os cientistas ainda estão decodificando.

A maioria das moléculas do corpo são dipolos elétricos.

• Dipolo de uma molécula é um dipolo elétrico com um campo elétrico inerente decorrente de uma diferença de eletronegatividade.

Esses dipolos funcionam eletronicamente como transdutores na medida em que são capazes de transformar ondas acústicas em ondas elétricas e ondas elétricas em ondas acústicas.

Uma série de proteínas da membrana, bem como o DNA, consistem em bobinas helicoidais, o que pode permitir que eles funcionem eletronicamente como bobinas indutoras. Os tecidos biológicos podem possuir propriedades supercondutoras.

Se certas proteínas de membrana e o DNA realmente funcionam como indutores elétricos, eles podem permitir que a célula produza transitoriamente tensões elétricas muito altas.

* A doença crônica ocorre quando a tensão cai abaixo de certa tensão. As células, então, não têm energia suficiente para funcionar corretamente e a quantidade de oxigênio nas células cai, passando do metabolismo aeróbico (oxigênio disponível) para o metabolismo anaeróbio (oxigênio diminuído).

* As propriedades naturais das estruturas biomoleculares permitem que os componentes celulares e células inteiras oscilem e interajam por ressonância com outras células.

As células do corpo e componentes celulares possuem a capacidade de funcionar como ressonadores elétricos.

* O professor H. Frohlich previu que a oscilação fundamental nas membranas celulares ocorre em frequências da ordem de 100 GHz e que os sistemas biológicos possuem a capacidade de criar e utilizar oscilações coerentes e responder a oscilações externas.

Como as membranas celulares são compostas por materiais dielétricos, – Um dielétrico é um isolante elétrico que, sob a atuação de um campo elétrico exterior acima do limite de sua rigidez dielétrica, permite o fluxo da corrente elétrica ; e tornar-se um condutor. – uma célula se comportará como um ressonador dielétrico e produzirá um campo eletromagnético evanescente no espaço em torno de si. Este campo não irradia energia, mas é capaz de interagir com sistemas similares.

* As aplicações de certas frequências por dispositivos geradores de frequência podem melhorar ou interferir na ressonância celular e nas funções metabólicas e elétricas celulares.

As mudanças no grau em que a água está estruturada em uma célula ou no ECM afetarão as configurações e as propriedades dos cristais líquidos das proteínas, membranas celulares, membranas organelas e DNA.

* Os tecidos saudáveis têm água mais estruturada do que os tecidos não saudáveis. Os clínicos que reconhecem esse fato descobriram que certos tipos de música, tonificação, canto, diapasões, águas magnéticas, certos tipos de geradores de frequência, tratamentos de fototerapia e preparações homeopáticas podem melhorar a estruturação da água nos tecidos e a saúde quando são corretamente utilizados: eletricidade, carregadores de carga e propriedades elétricas das células.

As células do corpo são compostas de matéria. A própria matéria é composta de átomos, que são misturas de elétrons carregados negativamente, prótons carregados positivamente e neutrons eletricamente neutros. Quando um elétron é forçado a sair de sua órbita em torno do núcleo de um átomo, a ação do elétron é conhecida como eletricidade. Um elétron, um átomo ou um material com excesso de elétrons tem uma carga negativa.

Existem várias estruturas em células que atuam como componentes eletrônicos. Se os tecidos biológicos e os componentes dos tecidos biológicos podem receber, transduzir e transmitir vibrações elétricas, acústicas, magnéticas, mecânicas e térmicas, isso pode ajudar a explicar tais fenômenos como:

1. Reações biológicas ao distúrbio eletromagnético e iônico atmosférico (manchas solares, tempestades de raios e terremotos).

2. Reações biológicas aos campos geomagnéticos da Terra e Schumann.

3. Reações biológicas às mãos na cura.

4. Respostas biológicas a máquinas que produzem vibrações elétricas, magnéticas, fotônicas e acústicas (geradores de frequência).

5. Dispositivos médicos que detectam, analisam e alteram campos biológicos eletromagnéticos (o bio-campo).

6. Como técnicas como a acupuntura, a moxabustão e a acupuntura a laser (fotônica) podem resultar em efeitos de cura e movimento de Chi?

7. Como o trabalho do corpo, como massagem nos tecidos profundos, rolfing, fisioterapia, quiroprática, pode promover a cura?

8. Comunicação holográfica.

9. Como funciona a terapia neural.

10. Como o rastreio eletrodermal funciona.

11. Como alguns indivíduos têm a capacidade de sentir, interpretar e corrigir alterações no biocampo de outro indivíduo.

Os campos elétricos precisam ser medidos não apenas como fortes ou fracos, mas também como transportadoras baixas ou transportadoras elevadas de informações.

O biofísico russo e biólogo molecular Pjotr Garjajev e seus colegas também exploraram o comportamento vibracional do DNA.

A linha inferior foi: “Os cromossomos vivos funcionam exatamente como computadores solitônicos / holográficos usando a radiação laser de DNA endógeno”. Isso significa que eles gerenciaram, por exemplo, para modular certos padrões de frequência em um raio laser e com ele influenciaram a frequência do DNA e, portanto, a própria informação genética.

Como os campos elétricos convencionalmente definidos como fortes termicamente podem ser baixos em conteúdo de informação biológica e os campos elétricos convencionalmente considerados como termicamente fracos ou não ionizantes podem ser elevados em conteúdo de informação biológica se o equipamento de recepção apropriado existir em tecidos biológicos.

Os campos eletromagnéticos fracos são: bioenergéticos, bioinformáticos, não ionizantes e não térmicos e exercem efeitos biológicos mensuráveis.

Os campos eletromagnéticos fracos têm efeitos sobre organismos biológicos, tecidos e células que são altamente específicos de frequência e a curva de resposta à dose não é não.

Como os efeitos de campos eletromagnéticos fracos não são lineares, os campos nas janelas de frequência e amplitude adequadas podem produzir grandes efeitos, o que pode ser benéfico ou prejudicial.

* A homeopatia é um exemplo de uso de campo fraco com um efeito eletromagnético benéfico. Exemplos de campos de conteúdo informacional termicamente fracos, mas altos, da faixa de frequência direita são luz visível e toque de cura. Os tecidos biológicos têm componentes eletrônicos que podem receber, transduzir, transmitir sinais eletrônicos fracos que estão realmente abaixo do ruído térmico.

* Os organismos biológicos utilizam campos eletromagnéticos fracos (elétricos e fotônicos) para se comunicar com todas as partes de si. Um campo elétrico pode conter informações através de flutuações de frequência e amplitude.

OS ORGANISMOS BIOLÓGICOS SÃO HOLOGRAMAS

Esses organismos biológicos saudáveis têm biocampos coerentes, e organismos não saudáveis têm disrupções de campo e sinais não integrados. Dizem que a frequência e, portanto, a vibração é a variável de dependência.

A informação da onda genética do DNA, registrada nas polarizações de fótons conectados, sendo quântica-não-local, constitui um espectro de ondas de rádio de banda larga correlacionado por meio de polarizações com os fótons.

Atualmente, no nosso planeta, existe uma grande cisão de crença em relação à frequência de ressonância.

Há aqueles que acreditam que sim, todos nós vibramos com a mesma frequência, seja a taxa de vibração dos pontos de energia ou a taxa de vibração do fígado.

E muitos deles acreditam ter descoberto a velocidade vibratória dos vários órgãos, outras partes corporais e campos etéreos inventando instrumentos, criaram fitas ou criaram máquinas que de alguma forma projetarão a ressonância correta da frequência de volta ao corpo para curar o que aflige.

Há outros que acreditam que somos todos seres vibratórios únicos; que as frequências de nossos órgãos e sistemas corporais podem ser diferentes e não são iguais.

Um fato sempre permanecerá … todos nós somos energia limitada pela frequência.

Como nos interpretamos, e nosso universo, é guiado pelo conceito ilusório do que os cientistas ainda acham misterioso e intrigante. Até esse dia chegar quando mais pesquisas são dedicadas a como as frequências afetam a nossa existência, as respostas para esses mistérios permanecerão sem resposta.

Sobre o autor: Josh Richardson é blogger, curador e constante perseguidor do estado natural da consciência humana.

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
Http://prepareforchange.net/frequency-dna-human-body/
Tradução Vilma Capuano – vilmacapuano@yahoo.com.br
Grata Vilma!

LUZ!
STELA

Anúncios