O CICLO DE SUAS ESTAÇÕES

Pamela Kribbe canaliza a Terra

Eu sou a voz da Terra que lhe fala a partir do solo sob seus pés. Falo do coração do Inverno, que é uma estação do ano que lhe traz muitas coisas, embora nem sempre você acredite nisto. No Inverno, há um recuo da força vital para o núcleo. A estação do Inverno gira em torno desse núcleo, o centro de luz dentro de você, o fogo que arde nas profundezas do seu ser, o poder do Espírito no seu interior.

No Inverno, o que é externo cai, os galhos ficam nus, a vida se recolhe aos troncos e raízes, e há silêncio e tranquilidade na natureza. Mas este silêncio, este vazio e aridez não são desprovidos de vida e nem de alma – sinta-os.

Quando você caminha pela floresta ou pelos campos, a vida está lá – invisível, mas tangível. A vida se recolhe ao centro onde ela junta forças para florescer novamente na Primavera. Esta reunião de forças, com a finalidade de organizá-las de novo, acontece num ciclo que se repete infinitamente: Inverno, Primavera, Verão, Outono e Inverno outra vez.

Este ciclo também ocorre na sua vida. Há momentos em que a energia da sua alma na Terra se manifesta inteiramente; momentos em que a luz do seu coração se conecta com esta realidade e você expressa o que você é.

Pense num momento como este do seu passado. Pergunte a si mesmo: “Que momento do meu passado significou para mim uma expressão completa de quem eu realmente sou? No que, onde e com quem eu me permiti ser visto tão plenamente? Em que lugar minhas energias fluíram bem e completamente?”

Dentro de um ciclo completo, esse é o momento de expandir, de irradiar, é o tempo do Verão. Depois, a segunda fase do ciclo é a energia se recolhendo, a fim de se reorganizar e refletir a respeito de si mesma. Em seguida, o ciclo move-se novamente para um nível subsequente de maior expansão, de modo a expressar ainda mais plenamente a alma na Terra.

Assim, você se encontra num ritmo constante de expansão e contração – um retorno ao centro para depois poder voltar a se estender para fora e ser você mesmo alegremente e compartilhar o seu ser com o mundo.

Agora, sinta esse centro interno para o qual você se recolhe. Existe um lugar no seu abdome, logo abaixo do umbigo, onde você pode sentir a sua “humanidade”, aqui e agora, no âmago do seu ser encarnado. Peço-lhe que mergulhe nesse ponto e, a partir daí, sinta a força primordial que vive dentro de você.

Seu coração pertence ao seu Ser Angélico – seu Eu Superior – enquanto seu abdome é o local do “coração palpitante” do seu aspecto humano. Seu objetivo, nesta vida, é conectar-se com este ponto no seu abdome. É somente aí que você encarna na Terra e se torna plenamente humano, porque é só a partir daí que a sua Luz realmente faz uma conexão profunda com a realidade terrena.

Faça contato com o fluxo de energia do seu abdome, permitindo que sua respiração se aprofunde dentro dele para sentir a vida que ali reside. Sinta como esse fluxo de energia está conectado com seu poder criativo, com a vitalidade do próprio corpo e, inclusive, com a sua sexualidade. Mergulhe profundamente no seu abdome e desapegue-se do mundo exterior por um momento.

Sinta como está havendo uma reunião de forças aí, que o capacitam a começar um novo capítulo da sua vida na Terra, e lhe oferecem exatamente o poder e os talentos que você precisa agora para se expressar mais plenamente neste planeta.

Converse com esse poder. Permita-se ser abraçado por esse poder imenso que se encontra no seu abdome e pelo seu aspecto humano. Sinta como, nesse lugar, você está profundamente conectado comigo e com o meu núcleo – o centro da Terra. Sinta o quanto estamos conectados!

Agora, pense num medo que você enfrenta frequentemente na sua vida diária. Onde e do que você tem medo? Nomeie-o para si mesmo: é medo de ser rejeitado? De ser julgado? De ficar sozinho?

Então sinta como esse medo gravita ao seu redor, especialmente em volta dos ombros e cabeça, porque o medo se liga fortemente ao pensamento. Medos são alimentados e crescem através do pensamento. Seus pensamentos muitas vezes são de pânico e falta de confiança. Sinta, por um momento, como o medo não se relaciona verdadeiramente com alguma coisa no mundo exterior, mas tem origem na sua própria mente e sai do seu próprio ser.

Imagine agora que você retém esse medo como uma nuvem de energia escura, e com suas mãos você guia essa nuvem de energia para aquele ponto imóvel, silencioso, no seu abdome; para a corrente de poder que flui tranquila e confiantemente aí dentro de você. Veja como seu abdome recebe e saúda seu medo de uma forma muito neutra.

Sinta as forças elementais da natureza no seu abdome. Você é maior do que esse medo – conforte-o. Deixe o medo ver o quanto você é realmente forte e como você faz parte da Vida Eterna. Você está encarnado na Terra agora e é de carne e osso. Seu corpo é um lar sagrado que você anima com sua própria Luz, e sua essência é eterna, independentemente da forma que ela tome.

Sinta a serenidade da sua força sem paralelos, e então veja e saiba que o medo permanece na periferia, não no centro. Deixe o medo circular ao seu redor, enquanto você volta ao seu centro, ao conhecimento interior mais profundo, que lhe pertence: “Eu sou bom; eu sou aceito aqui, sou belo do jeito que sou.”

Eu Sou a Terra e o reconheço e saúdo como o Anjo que você é.
Confie nos meus poderes e confie nos instintos do seu corpo.

Neste Inverno, dedique um tempo para se recolher e criar o maior vazio interior que você puder. Permaneça nesse espaço silencioso e perceba qual é o seu desejo mais profundo; o que você deseja manifestar na Terra; e sinta que possui a força para se elevar acima dos seus medos.

Quando se conscientizar dos seus medos, isto será o sinal de que está pronto para transcendê-los. Se seus medos se tornarem perceptíveis, é porque a consciência está pronta para recebê-los com compaixão – o momento é propício.

Não tenha medo dos seus “medos” e quando o medo chegar, invoque o seu poder mais profundo, o seu centro. O medo faz com que você consiga sentir o seu centro, portanto seja simpático com o medo. Você vive num mundo de dualidade – ao lado da parte mais escura, a luz mais brilhante está sempre presente. Elas chamam uma à outra, e juntas formam uma dança.

Na sua vida terrena, sempre existe o ciclo de se voltar para o interior e se expandir para fora, indo novamente para dentro e em seguida para fora. E todas as vezes que você se volta para o seu interior, você se aprofunda um pouco mais no escuro, para que mais da sua Luz possa fluir para o exterior.

Nas profundezas do seu ser, a luz e as trevas estão atuando juntas nessa dança. Honre essa dança, pois é assim que a energia da vida funciona na Terra. É uma alternância entre ir para o interior e se expandir para o exterior, entre luz e sombra. Portanto respeite a sombra como parte da vida.

Assim como a árvore perde sua folhagem esplêndida para voltar-se totalmente para dentro, você também faz algo muito semelhante nas estações da sua vida. Ao se voltar para o seu interior, você se conecta com sua dor, com suas perdas e tristezas, por um tempo. Mas este é também um belo movimento, no qual a conexão o ajuda e se aproximar de si mesmo, para penetrar mais profundamente no âmago de quem você realmente é.

Aceite este processo, pois a escuridão é o caminho que o leva à Luz.
Elas são os dois elementos que estão dançando juntos.

Não sinta aversão por suas partes mais sombrias, porque elas o impulsionam para frente. Elas fazem com que sua Luz encarne ainda mais profundamente. Acolha as suas partes que carregaram a escuridão que se encontra no seu interior e que a estão trazendo para a sua consciência. Se tiver compaixão por elas e aceitá-las como parte do seu caminho, elas se tornarão seus melhores amigos através de uma sensação profunda de intimidade e conexão.

Você tem permissão para ser humano. Você é um Anjo encarnado que experimenta os extremos da luz e das trevas a fim de criar “ouro” ao aceitar ambas. Transformando sua própria sombra, você cria o “ouro” do entendimento e da compaixão, e o “ouro” da consciência unitária.

Esta é a razão de você estar na Terra, e é por isto que eu o amo intensamente e o acolho de coração. Sempre e em qualquer lugar, eu o sustentarei com a minha força. Sinta esta força presente no solo sob seus pés, no ar ao seu redor, e no seu próprio corpo. Estou aqui para ajuda-lo, portanto confie na nossa união e saiba que eu o amo.

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
www.jeshua.net/por
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@gmail.com
Grata Vera!

LUZ!
STELA

Anúncios