RECONHECENDO A ABUNDÂNCIA – 5

Thiago Strapasson
20/07/2017

O que precisamos fazer para aceitar nosso próprio merecimento?

Aquele que aceita seu próprio merecimento é, acima de tudo, generoso consigo e com todos. O sentimento da generosidade é o que abre as portas da lei da atração.

Ser abundante, reconhecer o seu próprio merecimento, não está ligado à quantidade de fortuna ou bens que você acumula em sua vida. Pois muitos dos afortunados no mundo vivem em um estado de miséria interior. E apesar de toda sobra que possuem, vivem lutando para conseguir ainda mais, em um estado de agitação.

Já aqueles que desejam sair do estado de restrição da mente, do estado de necessidade, devem iniciar pela observação dos momentos que deixam de ser generosos e passam a se ocupar de mesquinharias, de preocupações desnecessárias.

O verdadeiro estado de abundância parte da generosidade, passa pelo reconhecimento interior de que sempre haverá muito mais que o necessário. E isso é ser generoso, deixar de se preocupar com pequenos obstáculos da vida.

Essa generosidade está ligada não somente ao dinheiro, mas também a tudo que os rodeia, aos seus relacionamentos, às suas relações e parcerias. Aqueles que reconhecem a abundância em suas vidas, abrem-se a essa generosidade, começam a criar em seu campo áurico uma energia que atrairá mais da verdadeira abundância aos seus dias.

A lei da atração os faz atrair tudo que emitem, e se emitem mesquinharia, restrições, dificuldades, será isso que atrairão. Mas se vocês se abrem à generosidade, criam em seu campo uma energia que trará o melhor, com graça e facilidade.

Dizemos que a energia da atração é o que os conduz à verdadeira abundância, que se abre a partir da generosidade na vida. A energia da generosidade é a porta para a abundância.

A generosidade é uma energia carismática, agradável de estar junto. Mas como seria possível ser agradável carregando dentro de si atitudes de mesquinharia, de preocupações e irritações desnecessárias? Essas energias contaminam o campo áurico impedindo que a lei da atração se manifeste, envolvendo-os em felicidade.

Andar pelo caminho da abundância significa se desvincular da energia do medo, da necessidade, da falta, isto é, significa se desvincular das formas de pensamento coletivas que imperam em todo o mundo. É mudar a forma de pensamento para se desvincular da matriz energética de restrição. E a generosidade é a porta desse caminho.

O primeiro sentimento que o conduz para fora da matriz de restrição é a generosidade, consigo e com todos. Não dizemos da generosidade egoísta, daquele que quer se fazer de generoso para agradar, mas sim daquele que não se preocupa, que vive a vida em confiança, e sempre que necessário estende a mão aos que o procuram, seja para ouvir ou mesmo para dividir o que for necessário.

A verdadeira generosidade parte do ponto que tudo é universal, que tudo está sendo e que tudo é energia. E essa energia de confiança plena é a porta para o ancoramento da energia da abundância.

Vejam que as restrições os conduzem ao medo, que os levam a se vincularem à grade planetária. Já a transmutação e purificação desses medos os conduzem à libertação. E a libertação os conduzem a generosidade.

Não pensem, portanto, que ao verem aqueles abastados financeiramente, verão seres abundantes. Assim como não pensem que ao verem pessoas humildes, verão seres que aparentemente vivem em falta, alguém que ainda não reconheceu seu próprio merecimento.

São Francisco de Assis trouxe o exemplo da abundância a partir da simplicidade.
Saint Germain trouxe o exemplo da abundância diante do fluxo monetário.

Ser abundante não está condicionado à sua condição financeira, mas a um estado de generosidade que leva à felicidade. E esse estado de graça é o que conduz para fora da grade de restrições planetárias, permitindo que observem as portas que se abrem diariamente diante dos seus olhos, mas que o processo mental de restrição os impede de observar.

A partir desse sentimento de generosidade se abre a lei da atração, que trará tudo o que for necessário aos seus dias como mágica.

O primeiro passo, então, para iniciarem o processo de ancoramento a partir da lei da atração em suas vidas, é ancorarem a verdadeira abundância e observarem onde ainda faltam com a generosidade, onde ainda se irritam, preocupam-se com situações passageiras que serão resolvidas, onde ainda se vinculam a pequenos problemas monetários que nada significam diante da grandeza que representam.

E ao trabalharem esses pontos a partir da transmutação e da purificação, ancorando a verdadeira generosidade da vida, estarão a se libertar. Aquele que é abundante é antes de tudo generoso, porque confia, não luta contra as suas restrições, aceita as experiências como o melhor, sempre.

PARTES – 1 | 2 | 3 | 4

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
Thiago Strapasson – www.pazetransformacao.com.br
Grata Thiago!

LUZ!
STELA

Anúncios