O QUE É A CONSCIÊNCIA CRÍSTICA?

O QUE É A CONSCIÊNCIA CRÍSTICA?
Steve Bekow

“Consciência Crística” é um termo que significa coisas diferentes para pessoas diferentes. Algumas usam para significar o mesmo que um ser ascendido, como um mestre ascensionado ou tal como nós após a Ascensão. Os Galácticos costumam usá-lo neste contexto.

Como a Quinta Dimensão é a mesma do Plano Mental nos planos espirituais, significaria também o estado de consciência alcançado por aqueles que alcançam os Planos Mentais.

Alguns o associam com Brahmajnana ou a suposta “Realização Divina”, um estado de Samadhi alcançado quando a energia espiritual ou kundalini atinge o sétimo Chakra da Coroa. Neste estado de iluminação, o coração espiritual ou Hridayam abre, porém fecha novamente, e o estado de Samadhi, não permanece.

Outros associam isto com Sahaja Nirvikalpa Samadhi, que é um estado mais avançado de iluminação, visível em Ramana Maharshi e (eu creio em) Adyashanti. No Sahaja, o coração espiritual se abre e não fecha novamente. Este é o nível de Mukti ou libertação.

Outros ainda o usam como sinônimo de “perfeição”. Mas não há perfeição antes da fusão com Deus, que chega a um nível provavelmente muito além das mais altas hierarquias de anjos. Paramahansa Yogananda costumava empregá-lo para significar “o homem ou a mulher perfeitos”. “Ser Crístico” é outro exemplo provável desse uso do termo.

Alguns reservam isso para significar um avatar ou uma descida de Deus na forma. Mas se este fosse o caso, não poderia ser usado por muitas pessoas e certamente não se aplicaria a nós, que somos ascendentes e não descendentes.

Alguns não usam o termo, como Sri Ramakrishna, embora ele fosse um grande admirador de Cristo e se fundisse com Ele em uma de suas muitas experiências espirituais.

O “Cristo” se refere à Luz que somos – o Ser, o Atman, a natureza de Buda, o Filho de Deus, pérola de grande valor, tesouro enterrado em um campo, que fermentou todo o pão ou mostarda. Semente que cresceu em uma grande árvore.

O “Cristo” é a “partícula” do sem forma que é colocado no ventre de Shakti, o Espírito Santo, que é a Mãe Divina, mãe substancial. (Observe a Trindade aqui do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ou Brahman, Atman e Shakti – ou, até mesmo, Osíris, Ísis e Horus.)

Jan Ruusbroec disserta sobre o “Cristo”:

“No abismo dessa escuridão em que o espírito amoroso morreu para si [isto é, o ego morreu], a revelação de Deus e a vida eterna têm sua origem, pois nesta escuridão uma luz incompreensível nasce e brilha; este é o Filho de Deus, em quem a pessoa se torna capaz de ver e contemplar a vida eterna. ”(2) “É o Cristo, a Luz da Verdade, que diz: ‘Veja,’ – e é através Dele que somos capazes de ver; [“ Eu sou o caminho, a verdade e a vida ”] – pois Ele é a Luz do Pai, sem o qual não há Luz no Céu ou na Terra.” (3)

Quando Jesus disse “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém alcança o Pai senão por mim ”, ou quando Ele deu a parábola do tesouro enterrado em um campo, acho que Ele estava se referindo ao fato de que ninguém pode conhecer o Pai sem primeiro conhecer o Ser, Filho, Cristo ou Atman.

A pessoa vê o Eu ou Cristo em um momento de iluminação (quando a kundalini atinge o quarto chakra), livra-se de todos os seus desejos mundanos, senta e medita sobre o Eu que foi visto, até que gradualmente se torna a visão do Pai ( sahaja) e o buscador “compra o campo” ou alcança mukti (quando a kundalini passa o sétimo chrakra e alcança o hridayam ou coração espiritual).

Na minha opinião, quando alguém “compra o campo”, a pessoa tem Consciência Crística.

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
http://www.decoracaoacoracao.blog.br
https://lecocq.wordpress.com
Goldenofgaia.com
Tradução – Vilma Capuano – vilmacapuano@yahoo.com.br
Grata Vilma!

LUZ!
STELA

Anúncios