ENERGIAS INTENSAS VINDAS DO COSMOS

Por Jenny Schiltz
10/04/18

Como vocês estão fazendo nestas energias?

Uma cliente descreveu suas experiências como se estivesse recebendo uma bofetada cósmica do universo. Pode certamente parecer desse jeito. O que está acontecendo é que qualquer coisa que esteja nos impedindo de atingir nosso potencial mais elevado ficou muito ruidoso. Não pode mais ser ignorado. (Bem, pode, mas continuará a doer).

Mais luz no planeta do que nunca sentimos antes. Isso ajuda muito a limpeza que está acontecendo. Todavia, antes que algo possa partir, temos que ver o porquê, por trás disso. Se vocês estão sentindo medo de que surjam cenários em sua vida que estejam provocando isso, perguntem-se o seguinte:

. Por que isso está me provocando?

. Qual é o medo básico que está se revelando?

. Qual o padrão em minha vida que está sendo exposto?

. Por último, e isto pode ser difícil de ver: O que estou obtendo disso?

Há um pagamento para tudo o que fazemos. Mesmo que o pagamento seja a criação de uma expressão externa de como nos sentimos internamente. Por exemplo, quando uma pessoa se sabota, consciente ou inconscientemente, ela está simplesmente criando uma expressão externa dos seus sentimentos internos de falta de valor.

Uma vez que descobrimos o PORQUÊ por trás daquilo que nos provoca e dos medos, podemos começar a mudar a programação. Uma coisa que me ajuda muito é terminar minhas noites falando com a minha alma e fazendo uma lista de todas as coisas de que sou grata, que aconteceram naquele dia, e, em seguida, cito uma coisa em que preciso de ajuda para liberar.

Também dou plena permissão para ser ajudada, mesmo que isso signifique ter que experimentar um nível mais profundo de ativação, de modo que eu possa compreender a programação ainda mais. Embora isso não torne as coisas perfeitas imediatamente, vocês descobrirão que a dedicação em pedir ajuda para uma determinada questão vai ajudar.

Conforme o Feminino Divino entra em equilíbrio, dentro de todos nós, força a energia masculina em nosso interior a eliminar suas distorções. Isso pode provocar raiva e frustração, até indignação.

É crucial observar os modos pelos quais não estamos vivendo e agindo de acordo com o modelo Feminino Divino/Masculino Divino, mas agindo de acordo com o condicionamento que tem estado presente desde nossos primórdios.

Não se trata de culpar ou olhar para fora para ver a distorção, mas sim, de uma jornada interior. Imaginem se cada um de nós eliminasse nossas distorções… isso mudaria tudo.

O corpo físico está passando por isso!

Cuidar de si é super importante agora, visto que, quando estamos estressados, cansados, desidratados, mesmo com fome, entramos em um estado mental inferior e não precisamos de nada para nos empurrar para a beira do abismo.

A necessidade de descanso profundo é comum, à medida que o corpo se ajusta à luz mais elevada. Alguns, no entanto, estão se achando incapazes de dormir com a sua agitação interna. Se for esse o seu caso, certifiquem-se de ancorar-se na Terra. Gastem muito tempo na natureza com as suas costas encostadas em uma árvore.

A tontura está realmente nos atingindo, enquanto o corpo todo se ajusta às frequências mais elevadas. Pensem em um corredor, que rotineiramente corria uma milha por dia, mas que agora aumentou para três milhas por dia, de modo consistente.

Ele pode se sentir exausto, os minerais essenciais esgotados, dolorido e como se o corpo nunca fosse se ajustar. Haverá um nivelamento, mas há de haver um período de ajuste. Se vocês estiverem enfrentando isso, certifiquem-se de se manter hidratados.

A digestão é ainda uma experiência interessante. O que o corpo quer e pode tolerar parece mudar a cada minuto. Façam o seu melhor para honrar o que o corpo precisa e fortaleçam a comunicação entre si mesmos e sua forma.

Não hesitem em consultar um profissional médico, se estiverem preocupados com o seu corpo e a saúde de modo geral. Pode ser útil ouvir que nada está errado, e se houver algo errado, vocês podem escolher como proceder. Conhecimento é poder e obtê-lo não significa que vocês têm que seguir todas as recomendações prescritas.

Outra praticante e eu estávamos comentando sobre quanto trabalho corporal estamos precisando no momento. Pode ser trabalho energético, acupuntura, massagem, quiropraxia, crânio-sacral ou o que quer que funcione para vocês. Estamos realmente funcionando mal nas energias mais elevadas.

Este é um grande momento para muitos de nós. Alguns estão trabalhando em baixar e assimilar o seu Projeto Divino original, alguns estão se conectando ao seu aspecto mais elevado e abrindo linhas de comunicação (caminhos neurais no cérebro) e outros estão começando a empurrar a cabeça para fora do véu do esquecimento.

Cada nível exige nossa atenção, em um mundo em que as distrações estão por toda a parte. Tirem um momento e observem o que ou quem chama a sua atenção. Quanto a mim, noto que as coisas que me distraem também tendem a reduzir a quantidade de paz e alegria que eu estou sentindo naquele dado momento.

Uma coisa que observei em alguns, é que eles estão se certificando de que sua programação é muito apertada. Se isso ocorre com vocês, perguntem-se: Por que eu não estou me permitindo apenas ser? Que pensamentos surgem quando eu me dou um momento de silêncio?

No outro extremo do espectro estão aqueles que ficaram tão confortáveis em seu silêncio e com a própria companhia, que construíram uma fortaleza ao seu redor para manter o mundo fora.

Compreendam que é “lá fora” onde somos provocados e onde ficamos sabendo do que ainda precisa ser curado. Somos todos Buda quando estamos sozinhos, mas isso não nos ajuda a crescer. Então, se vocês estiverem sentindo um empurrãozinho para voltar lá, juntem-se a um grupo ou mesmo comecem algo novo, esse é o seu empurrão amoroso.

Ir com o fluxo do Universo

O que nos causa mais problemas é a nossa resistência.

Muitas vezes, temos noções preconcebidas de como achamos que as coisas deveriam ser e isso pode não combinar com o que é. Permitam-se sentir a dor disso e depois liberem. As coisas são muito mais suaves quando seguimos o fluxo. Meu marido acertou em cheio quando disse a alguém recentemente como aprendera uma importante lição de vida ao me observar… atrapalhado (para colocar de modo mais leve).

Estávamos navegando de caiaque em um rio de correnteza rápida. Nada louco demais, apenas correntezas classe 1 ou 2, mas eu nunca fizera isso antes. Ele disse que me observou escolher o lado do rio em que eu queria estar e que era geralmente o lado em que não tinha rochas maciças.

Ele me observava remar e remar para permanecer na linha que eu considerava segura, embora o rio tivesse outras ideias. Eu inevitavelmente me encontraria com as rochas que eu queria evitar, lançando meu caiaque e a mim mesma no rio gelado.

Com palavras muito pitorescas saindo de minha boca, eu lutava para colocar o caiaque em uma linha novamente e empregava muita energia para permanecer naquela área, somente para que o processo se repetisse.

Finalmente, ele conseguiu pegar seu caiaque na praia e me puxar para fora também. Ele me disse que eu estava me matando, tentando controlar o rio. Que eu precisava deixar o rio escolher o meu caminho.

Eu olhei para ele como se ele estivesse louco e disse: “Há rochas enormes e o rio me lançava diretamente nelas! “(Vocês podem imaginar a minha aparência, visto que eu estava molhada, cansada, com frio e mais do que um pouco chateada).

Ele disse: “Sempre há rochas. Permita-se ir com o fluxo. Descanse e deixe que o rio a leve, e quando você notar a rocha vindo, reaja no último minuto para se manter no barco “.

Enquanto ele contava ao seu amigo essa história, e ria de como eu estava brava, explicou que agora ele aborda a vida desse jeito. Ele vai com o fluxo, deixando que este o leve para onde quer que seja e somente reage na mesma condição. Ele disse ao seu amigo que a vida tem sido mais suave, menos estressante e bem mais divertida desde que ele parou de tentar controlar as coisas.

O rio não é diferente do fluxo do Universo: Quantas vezes na vida tentei evitar algo, desperdicei toda minha energia, apenas para não ter nenhuma quando precisava? Quantas vezes fiquei parada em um rio caudaloso e então me perguntava por que me sentia tão agredida? Quantas vezes tentei agir com cautela quando tudo ao redor gritava: APENAS LIBERE!

Sempre haverá rochas e podemos aprender a navegar ao redor delas com facilidade e graça ou podemos fazer isso chutando e gritando.

Espero que esta mensagem os encontre bem e permitindo-se seguir com o fluxo. O ritmo do rio está aumentando e precisamos de toda a nossa energia quando chegar a hora de passar por uma rocha sem naufragarmos.

Envio a todos vocês muito amor.

Cuidem-se!

Jenny

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
http://www.decoracaoacoracao.blog.br
https://lecocq.wordpress.com
Direitos Autorais: www.channelingthemasters.wordpress.com
Tradução de Ivete Brito – adavai@me.com – www.adavai.wordpress.com
Copyright 2018, Jenny Schiltz – Se repassar, por favor, mantenham a integridade desta informação exatamente como se encontra aqui e incluindo todos os links acima e os links da publicação original.
Grata Ivete!

LUZ!
STELA

Anúncios