LIBERANDO A MATRIZ, UMA NOVA NOVELA – 8º CAPÍTULO

ATRAVÉS DA MATRIX
Os Arcturianos
Através de Suzanne Lie
19 de Junho de 2018

8º Capítulo

O FLUXO DO TEMPO NO INTERMEDIÁRIO

Deixei de dizer: “O tempo é uma ilusão da terceira dimensão”. Percebo agora que eu não conseguia entender esse conceito até que eu tivesse minhas experiências. Eu também sei que minha querida Shalone se juntou a mim do “outro mundo”.

Agora estou ouvindo a voz distante de Shalone lembrando-me de que essa foi a minha primeira experiência do “tempo que flui do Intermediário”. Esse “tempo” era como o sonho em que o tempo parecia mudar e se transformar.

Eu não vi ninguém em seu corpo físico. Parecia mais que eu os via no seu tempo dos sonhos. Lembro-me de uma vez quando adormeci durante um dos nossos Encontros de Grupo em que todos os membros da nossa Aldeia se uniam para cantar e dançar. Logo depois que todos nós começamos a cantar, eu dormi e tive um sonho.

Nesse sonho eu vivi muitos anos e me tornei uma mentora que era muito parecida com a minha querida Shalone. Naquele “sonho” estudei por muitos anos com Shalone, tornei-me uma Mentora para nosso povo e finalmente morri em uma idade muito avançada. Quando voltei do meu devaneio, descobri que o grupo nem sequer terminara a primeira estrofe da canção.

Quando perguntei a Shalone como isso poderia acontecer, ela me disse que eu estava no “tempo dos sonhos”, o que é muito diferente do tempo em que estamos acordados no nosso mundo físico. Shalone também me disse que o “tempo dos sonhos” era muito semelhante ao “tempo que flui do Intermediário”.

Quando perguntei a Shalone o que “o tempo que flui do intermediário” significava, ela disse: O tempo que flui do intermediário é “para onde estamos indo” e “onde sempre estivemos”.

“O que isso significa?” Eu lhe perguntei.

“Minha querida,” ela respondeu, “há certas questões que só podem ser entendidas por experiência pessoal. Você só irá entender “o tempo que flui do Intermediário” enquanto você estiver nele.

Então, no segundo em que você o deixar, você esquecerá totalmente sua experiência. No entanto, você se lembrará de que teve uma experiência maravilhosa sobre como gostaria de passar o resto de sua vida. ”

“Oh”, eu disse em total confusão. Quando olhei para o rosto brilhante de Shalone, ela apenas sorriu e disse: “Há certas coisas que você só pode experimentar.”

Eu não entendi o que Shalone quis dizer com essa frase, mas acho que estou começando a vivenciar isso. Quero dizer, estou começando a experimentar algo, que acho que vem de dentro de mim, que só eu posso experimentar.

É como se houvesse um “eu” que está começando a existir e que eu não conhecia antes. Sim, sei que meu corpo físico está se desenvolvendo e estou me tornando uma mulher, mas não é disso que estou falando.

Acho que o que estou tentando dizer é que aqui está um “conhecimento” que não tem nada a ver com a idade, que me leva de um lado para outro entre a pessoa que eu sou em uma versão mais elevada da realidade, e a pessoa que sou em meu mundo físico.

Eu não sei muito sobre essa outra realidade, mas tenho certeza de que muitas vezes vou lá quando durmo. No entanto, quando acordo, não me lembro de nada. No entanto, tenho a mesma sensação estranha de que algo muito importante aconteceu, mas não consigo lembrar o quê.

Enquanto escrevo essa experiência em meu diário, estou ficando cada vez mais frustrada. Onde está Shalone? Por que ela me deixou? Fiz algo de errado?

“Não, minha querida”, de repente eu ouço a voz doce de Shalone. “Eu nunca a deixei. No entanto, eu tenho estado no tempo que flui do Intermediário, de que você fala. Desde que o mundo é de dimensões mais elevadas, você não pode me perceber, mas eu posso percebê-la.”

“O que isso significa?” Eu pergunto em um tom muito confuso. “O que você está falando tem algo a ver com o Tempo que flui do Intermediário?”

“Sim, minha querida”, Shalone respondeu em uma voz tão suave que eu sabia que ela estaria me deixando em breve. “Você está certa, querida, o tempo que flui está me chamando. No entanto, enquanto você ainda pode me ouvir, deixe-me dizer-lhe que aprendi a me comunicar com você a partir de minhas dimensões superiores.”

“Portanto, sempre que você quiser falar comigo, certifique-se de elevar sua consciência para as dimensões superiores. Então você irá me ouvir.”

“Espere, espere”, eu gritei, sabendo que eu estava perdendo contato com Shalone novamente. “Por favor, me conte mais.” Mas, a única resposta que eu podia ouvir de Shalone era: “Aprenda a ouvir as dimensões mais elevadas.”

E, então, Shalone foi embora. Chamei-a repetidas vezes, dizendo: “Como ouço as dimensões mais elevadas? Na verdade, o que é uma “dimensão superior”?” Foi então que percebi que precisaria ouvir mais atentamente o que ela me dissesse.

Parecia que quanto mais longe, o que eu acho que significava que ela estava em uma dimensão mais elevada, mais difícil era ouvi-la. Mas eu nem sabia qual era a dimensão. Eu tinha certeza de que ninguém na aldeia seria capaz de me ajudar, então, para a Árvore da Aprendizagem, é que eu precisaria ir.

Esperei até pouco antes do amanhecer para sair. Felizmente, aprendi a dizer a mim mesma para acordar a qualquer momento. Eu acho que foi porque eu estava sempre rastejando ao redor da aldeia no início da manhã e tarde da noite.

Descobri que, quando estava sozinha, conseguia mais informações sobre o que realmente estava acontecendo. Sempre tive esse dom, ou era uma maldição, em que precisava saber aquilo em que a maioria das pessoas nunca pensaria.

Por isso, eu não recebi essas informações das pessoas, exceto de Shalone. Em vez disso, recebi minhas informações da natureza. De fato, parecia que apenas a natureza que nos cercava era capaz de se ligar ao Tempo que flui do Intermediário.

Imaginei que a Natureza estava se sintonizando com o fluxo desse tempo que de alguma forma, fluía “entre” nós seres humanos, mas na consciência dos animais. Eu sempre pensei que os animais estivessem mais ligados à natureza do que os humanos.

“Você está correta”, disse uma voz que eu não reconheci, mas parecia ser de orientação masculina. No entanto, o espaço do coração desse ser era tão suave e gentil quanto o de Shalone.

“Você é Shalone em outra forma?”, Perguntei à voz, já que não tinha uma imagem visual desse ser.

“Você pode me ver se quiser. A maioria dos humanos tem medo de me ver, então eu geralmente continuo encoberto.”

“Oh, eu desejo tanto vê-lo. Shalone enviou você para mim?”

Eu vi o sorriso antes de ver a face, mas de alguma forma, isso parecia natural.

“Você não está realmente me vendo com seus olhos físicos. Em vez disso, você está me percebendo com sua consciência. Mas isso é muito fácil para você, não é querida?”

“Ah, ah, sim.” Eu gaguejei.

Então ouvi o que era como uma risada que parecia uma bênção. Fiquei tão surpresa com a “sensação” dessa risada que lentamente comecei a “fluir fora do tempo”.

“Sim, querido Ser”, respondeu meu novo amigo.

“Estou aqui para ajudá-la em sua primeira experiência do tempo que flui do Intermediário.”

(continua….)

INTRODUÇÃO

CAPÍTULOS: 1 | 2 e 3 | 4 e 5 | 6  | 7  | 

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
Suzanne Lie – http://suzanneliephd.blogspot.ca
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

LUZ!
STELA

Anúncios