CONSCIENTES DA ILUSÃO

Por Ramina El Shadai

Temos falado muito da nossa vida em ilusão.

E o que é ilusão? É um equivoco na nossa forma de perceber as coisas, de sentir as coisas, de compreender, de interpretar… a ilusão pode estar no efeito da arte, por exemplo, quando se trata do ilusionismo, mas que acaba gerando uma forma superficial de vermos as coisas.

Sempre, voltamos para a nossa forma de percebermos tudo. O foco é em nós e não no próprio objeto. E vivemos em ilusão sim!

Só que como se trata da forma de percebermos tudo, aprendemos tudo de uma determinada forma. Também aprendemos que devemos ser perfeitos, alegres, politicamente corretos. Aprendemos a preencher todos os quesitos de uma criança, de um jovem e de um adulto responsáveis e direitos.

Aprendemos que devemos ser certinhos. Qualquer coisa que passasse disso, nos tornava esquisitos. A criança que não é quietinha e obediente, é uma criança que dá trabalho. O adulto teria que crescer, casar, ter filhos, uma família feliz, um emprego que fizesse sua família dizer: olha como ele está bem!

E o que seria esse bem?

Bom… então aprendemos a ser o que nos foi ensinado a ser. E essa é a nossa forma de perceber a vida. Ela não é tão nossa assim, ela foi construída em nós. Pelas circunstancias, claro!

Mas a vida se montou assim: padronizada e muito cobrança. Muito esforço para que tudo que ajeitasse, se encaixasse e finalmente montasse um quadro que acalmasse a visão dos outros a seu respeito.

É assustadora a percepção de que o que acontece diferente do que se encaixa nessa forma de ver, te desmorona internamente, como se você não estivesse dando conta de assumir que nada disso é você!

Aquele castelo está desmoronando! Você passou a vida colocando tijolinhos, passou a vida fazendo todo mundo acreditar no que você estava mostrando, que até você acreditou…

Você chamou de sonho tudo a que se dedicou esforçadamente uma vida inteira.

A vida vem e… está tudo escapulindo aos seus dedos!

Então, você reage a tudo isso! Você reage quando ouve dizer que vivemos uma ilusão!

Sabe porque você reage? Para tentar honrar todo seu esforço. Para tentar honrar sua imagem. Para tentar honrar o quadro de vida que criou. Tudo deu muito trabalho. E isso te dá a sensação de uma vida perdida, de uma vida vivida pro nada! Para chegar alguém e te dizer: tudo foi uma ilusão.

Mas não por incompetência sua! Pelo contrário! Por tanta competência que seguiu rigorosamente o que lhe foi cobrado. Então, nós podemos considerar que tudo isso é também uma forma de se apegar ao que deu conta de ser.

E eu entendo que a sensação gerada pode ser a sensação de que sem nada disso, não há possibilidade de ser mais nada. Isso tem gerado uma grande culpa em muitos, como se a única forma que conheceu para construir uma vida estivesse deixando de existir.

Como se todo trabalho tivesse sido em vão. Como se tivesse que começar todo trabalho de novo. Mas nesse peso de se encaixar ao que estão esperando de você. Se encaixar ao que você se projetou para você.

Olha só… só foi ilusão porque foi a forma como aprendemos a perceber a vida. Só foi ilusão porque essa forma de sentirmos a vida não é como poderíamos sentir a vida, através da sabedoria da nossa alma. E tudo perde o peso.

Não há necessidade de nos apegarmos a nada que construímos, porque não é nosso. Não tem a ver com tudo que nós somos, tem a ver com tudo que aprendemos a ser, entende?

O que você sente é um desespero, um medo, um desacordo com você mesmo, se culpando e culpando um mundo por sua vida estar saindo dos eixos… por tudo que você acreditou que está se desmanchando na sua frente… só que o esforço para tentar entender tudo isso, o esforço para tentar trazer de volta, o esforço pra reagir a tudo isso está maior do que o esforço que teve pra construir tudo isso… e justamente numa época em que a vida nos pede fluxo, sem esforço nenhum…

Isso se chama: a vida tentando te mostrar alguma coisa que está numa direção que você não está acostumado a olhar. A vida te chamando para a expandir a sua consciência e sair das limitações que você conheceu.

A expansão da consciência vai mudar sua forma de perceber tudo, sua forma de perceber você nisso tudo… e vai parar de se culpar, vai parar de reagir, vai parar de culpar o mundo por um suposto fracasso na sua vida, vai enxergar possibilidades. E todas essas possibilidades já alinhadas com o que você é e não com o que foi necessário criar sobre você.

Todos vivemos uma ilusão. E não precisamos nos culpar pelo que está deixando de ser para nós. todos vivemos uma ilusão e que nos restringiu a uma realidade muito limitada. E só tem doído muito quando há a tentativa de continuar vivendo somente os padrões conhecidos.

E tudo que a gente faz tem padrão escondido ali, por mais discreto que seja. Basta uma tentativazinha de justificar alguma coisa, pronto, um velho jeito único e certo de se fazer está revelado.

Temos vivido tantos processos de transformação, temos tido oportunidade de nos integrarmos a tantas novas energias… tudo isso é oportunidade de nos renovarmos… de sairmos dessa forma de vida de fora para dentro e vivermos de dentro para fora, alinhados à nossa intuição, alinhados ao que somos, de mais profundo. E isso tem se dado de forma natural.

À medida que nos integramos, conseguimos nos entregar e o próprio fluxo tem remontado tudo para nós. É muito leve!

Por isso foi tudo uma ilusão. Mas não precisamos desse peso nem para reconhecer que percebemos a vida limitados pela nossa própria experiencia de vida. Estamos vivendo uma oportunidade de novas possibilidades e não um mundo cruel que tem tirado tudo de você, e que você está sozinho, sem nada…

Não! Por favor! Essa é sua oportunidade de renascer e perceber tudo de uma forma totalmente nova! Confie no seu poder para isso! No seu poder transformador! O que, dentro de você, capaz de produzir uma vida em abundancia é muito maior, mais amplo, mais expansivo do que aquilo que usou de você para produzir a vida que produziu até agora, sabe!

Nossa vida está pulsando, nos chamando para dentro de nós, pra nos abrirmos pro nosso coração multidimensional, nosso coração que nos expande pra vários níveis de consciência. Dimensão é consciência.

É o nosso coração que se abre e que nos conecta, nos alinha, nos integra a toda existência multidimensional. Esse é o fluxo das essências. O que flui em nós é o que flui para fora de nós… e vamos nos ascendendo na nossa própria luz divina.

Todo o planeta está vivendo a mesma transformação. Retirando esse véu limitador e se empoderando da sua própria luz divina, se empoderando da sua própria consciência expansiva que estava limitada por um outro tipo de frequência.

Tudo está renascendo. Todos estamos renascendo. Só que num outro nível de consciência, numa outra frequência, numa outra perspectiva, mas, finalmente, no nosso propósito de ser.

E quem te garante que isso não é mais uma ilusão? O seu próprio coração. Porque não tem ninguém para te dizer mais nada sobre o que deverá ser, a não ser a sua alma. E isso só você consegue ouvir, e não está fora de você, não te domina, não te controla, não te manipula.

É você com você mesmo. E isso não chama solidão, chama unicidade.

É uma verdade universal. É um amor divino. É o seu coração com o pulsar da Terra. Não existe em lugar nenhum, além de estar dentro de cada um de nós.

O fluxo dessa sabedoria universal que te alinha com seu Eu superior, e tudo se faz pelo seu coração. É reconhecer seu aspecto sagrado, é reconhecer a sua consciência expandida, é reconhecer o que você sempre foi, mas que estava limitado a verdadeiramente ser.

Sair da ilusão é reconhecer o seu renascimento na expansão da consciência. A sua mente compreende tudo que você viveu. A sua mente te assegura nessas velhas ilusões. O seu coração amplia sua forma de viver! Isso é leve, isso é amoroso e isso é o seu agora.

A todo instante que conseguir ser uma presença amorosa para você, poderá estar vivendo um grande passo para uma mudança de consciência, para uma conexão profunda com o seu coração.

Você é o seu próprio caminho para uma nova experiencia em tantas dimensões.

Hoje, estamos conscientes da ilusão e deixamos ir o que ainda estávamos tentando prender.

Um intenso abraço!

EU SOU RAMINA EL SHADAI

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
Conexão multidimensional – @ramina.despertar
Grata Ramina!

LUZ!
STELA

Anúncios