PERGUNTEM AOS MESTRES

Através das Vozes Celestiais
Mensagem de Toni e Sonia
10 de Julho de 2019

UMA APRESENTAÇÃO PRÉVIA DOS ENSINAMENTOS DOS MESTRES

Dos EUA vem uma questão sobre se o terceiro olho pode afetar a capacidade de visualizar e se conectar com o não-físico. Os Mestres explicam com detalhes.

Uma esposa brasileira e seu marido se distanciaram ao longo dos anos, e agora os Mestres devem ser francos sobre suas opções.

Uma mulher Indiana está preocupada com sua decisão de se afastar de sua família e procura o conselho dos Mestres para esclarecer as coisas para seus filhos.

Vocês podem ler estas perguntas e respostas na página de Mensagens no site dos Mestres: http://www.mastersofthespiritworld.com/.

Para as traduções do Manual dos Mestres sobre a Reencarnação, cliquem neste link: http://celestialvoicesinc.com/?page_id=24 – ou na aba Livraria no site dos Mestres.

Façam o download do seu manual gratuito dos Mestres na nova tradução em francês ou em algum dos outros ONZE idiomas listados (até agora).

Amor, Luz e Risos
Toni e Sonia.

AS PERGUNTAS

VENDO ALÉM DO MUNDO FÍSICO

PERGUNTA: Mestres, para aqueles que são incapazes de visualizar (Afantasia – dificuldade de ver imagens com a mente), a abertura do terceiro olho muda nossa incapacidade de ver além do reino físico? ~ Randi, EUA.

RESPOSTA: Afantasia, a incapacidade de visualizar à vontade, é uma aflição do reino físico apenas. A crença da pessoa com essa condição que a impede de se conectar com o reino não-físico está em sua mente tridimensional. Se você apenas se permitir “pensar” em termos de suas experiências no mundo físico, você não poderá alcançar os eventos de carne e osso e o que foi “visto” pelos seus olhos para o que pode se tornar um “conhecimento” da existência e presença daquilo que você deseja “ver”.

Aqueles que convivem com essa limitação optaram por uma lição de vida para exigir que trabalhem de outras maneiras para desenvolver algo com o qual se sintam à vontade. Isso ocorre empregando um uso mais extensivo dos demais sentidos físicos. Assim como um cego que nunca viu seus próprios filhos, sabe, sem dúvida, quem eles são e quando estão presentes, um conhecimento pode se construir entre uma pessoa e seu ambiente não-físico.

Há um novo estudo sendo realizado na comunidade psicológica em relação àqueles que não conseguem produzir imagens em suas cabeças. Houve exercícios desenvolvidos para ajudar uma pessoa a melhorar seus poderes de “memória”. Isso não funcionava para todos os assuntos, mas depende da extensão da lição que foi programada na vida.

Na espiritualidade, a visão ou o conhecimento de que outras almas estão presentes deve ser elevada acima das restrições físicas do viver humano cotidiano. Desenvolver diálogos com seus guias abrirá uma troca de energia que pode se espalhar para algo semelhante à visualização de sua presença. O uso de afirmações pode se tornar uma base para um “conhecimento” do que você procura.

Abrir o terceiro olho ajuda na transferência de energia de uma dimensão para outra, mas não pode adicionar uma camada de visualização à dimensão física, a menos que se pretenda fazê-lo.

Você também pode experienciar usando seu olfato para detectar algo que você não pode ver, mas pode saber que está lá. Como cheira uma cebola ou um limão? Quais efeitos cada um pode ter sobre seus canais lacrimais e suas mãos? Seja criativo para aproveitar e enriquecer sua experiência física.

Para mais informações sobre a falta de visualização voluntária, veja duas de nossas canalizações anteriores, onde discutimos essa condição. Elas apareceram em 29 de maio de 2018 e 11 de julho de 2017. Você as encontrará nos arquivos em nosso site: www.Mastersofthespiritworld.com.

EVOLUINDO SEPARADOS

PERGUNTA: Mestres, eu sou casada há 40 anos. Embora tenhamos passado por muitos momentos críticos, considerei que nos ajudamos a crescer individualmente e como pais. Hoje em dia parece que não temos nenhuma conexão afetiva, nenhuma afinidade, nenhum interesse mútuo, exceto quando se refere às nossas filhas ou a questões materiais. Meu objetivo atual na vida é o meu crescimento espiritual, enquanto ele despreza esse assunto. Por outro lado, ele tem um bom coração. Ajudem-me a entender o que eu posso aprender com isso e como eu lido com as necessidades de ambos, sem nos desrespeitarmos como geralmente acontece? ~ Sue, Brasil.

RESPOSTA: Quando você era criança, compartilhou interesses com colegas de escola. Conforme você envelheceu, alguns deles se voltaram para a ciência, alguns para a música, alguns para os negócios e alguns para criar uma família. Se você se encontrar com eles neste momento, você perceberá bem poucos interesses compartilhados e pouco a falar.

Você e seu marido tiveram contatos e experiências diferentes nos últimos 40 anos. Cada experiência mudou sua conexão inicial comum e os levaram a direções distintas de um interesse compartilhado. Como você afirmou, suas considerações principais atuais não poderiam ser mais distantes umas das outras. Este é o caminho das almas que têm experiências humanas.

Não há duas almas seguindo o mesmo caminho. A jornada é um assunto individual para toda alma que exerce a liberdade de escolha para aprender as lições escolhidas antes de encarnar. Mesmo que vocês tenham se unido em uma parte da jornada, os interesses pessoais os afastaram, um do outro.

Ninguém pode forçar outra pessoa a pensar, a menos que essa pessoa esteja disposta. Sua escolha agora é tentar manter uma parceria em que ambos tenham o mesmo destino ou honrar a si mesma e seguir o seu próprio caminho. Isso não é ser desrespeitosa, a menos que você tente forçar no outro os princípios que você adotou.

Ele não irá entrar na espiritualidade, então você tem que decidir permanecer e seguir em frente ou voltar e se juntar as suas crenças. Vocês podem viver harmoniosamente contanto que vocês só falem sobre suas filhas e assuntos domésticos.

FAZENDO COM QUE O OUTRO A COMPREENDA

PERGUNTA: Mestres, recentemente me mudei para outro país depois de anos tentando estabelecer um relacionamento extremamente infeliz. No entanto, também fiz a opção de deixar meus filhos com o pai enquanto me estabeleço. Eu tentei conscientemente estar em contato com a essência de meus filhos durante esse processo e sempre recebi amor e motivação positiva deles nesse nível, em relação à minha decisão. Mas como filhos, eles obviamente sentem emoções fortes. Minha filha mais velha disse que a mãe não a ama o suficiente para ficar e meu filho mais novo deseja morar comigo. Vocês poderiam me ajudar a entender o nível emocional humano de como eles estão lidando com isso? E me orientem sobre como me comunicar com eles neste momento para ajudá-los a navegar nesta situação. ~ Dolly, Índia.

RESPOSTA: Cada um de vocês envolvido nesta situação escolheu ser presenteado com estes fatos. Claro, com amnésia, ninguém está consciente disso. Suas filhas queriam trabalhar em lições de abandono, culpa (sentindo que é parcialmente culpa delas por você ter partido), tristeza e desamparo.

Suas lições incluem amor-próprio, autoconfiança e honrar sua própria jornada. Mesmo que você tenha filhos, suas lições ainda são suas e só podem ser tratadas por você. Você não tem uma obrigação espiritual para com eles. A maioria sente que existe uma responsabilidade da sociedade.

No momento, eles estão muito confusos e acreditam que você não os ama ou você não os teria deixado. Você não passou um tempo suficiente explicando-lhes o que você faria e por que sentiu que precisava partir.

Conversar com as essências de suas filhas, ou de seus eus superiores, lhe dará uma idéia apenas do que a alma entende – não lhe dá as emoções do ser humano. Somente conversas diretas com cada garota darão uma ideia do que você está fazendo. Você precisa tratar de cada um individualmente, e não juntos.

Você não será capaz de obter uma boa leitura sobre como eles estão reagindo a essa mudança em sua vida até que você fale cara a cara com eles. Isso pode ser feito pelo Skype ou pelo FaceTime.

http://www.mastersofthespiritworld.com/?page_id=587

GUIA DE REENCARNAÇÃO

Vanessa, do Brasil, pergunta aos Mestres: Meu marido era muito dedicado às questões espirituais há alguns anos. Agora ele é um alcoólatra e ele esconde algumas bebidas, então não podemos ver que ele está bebendo.

Eu lhe pedi que parasse por um tempo, pois estou preocupada com a educação e o exemplo de nossos filhos. Além disso, ele diz coisas muito negativas sobre mim quando está bêbado. Ele disse que não está mais bebendo, mas eu sei que ele não parou. Ele está sendo influenciado por energias negativas? Eu estou tentando da melhor maneira possível, mas parece que ele não quer ajuda. Por que não consigo sair dessa situação e seguir em frente?

Resposta: Você se lembra dele como a pessoa amorosa com quem você se casou: feliz, espiritual, envolvida na família. O alcoolismo é uma doença que diminui a vontade de uma pessoa de se abster. Ele precisa abordar o seu vício antes de retornar a quem ele era. Você tem que tomar a decisão de continuar a ser manipulada por sua mentira ou se afastar de sua energia. Ele não acha que você se importe tanto assim, já que você permanece na casa. Dê-lhe um ultimato e, se ele não aceitar, saia.

Marshall, dos EUA, pergunta aos Mestres: Li sobre o livre arbítrio. Qual a extensão dele? Existe um limite? Por exemplo, pode uma alma reencarnante escolher seus pais e avós, local de nascimento, gênero e aparência, seus talentos ou futura profissão?

Resposta: Todas as coisas sobre as quais você pergunta estão dentro do alcance da alma, mas elas não têm a ver com liberdade de escolha. Uma alma prepara o cenário para sua encarnação com gênero, sexo, família, etc., mas não há livre-arbítrio envolvido porque ela está criando um ambiente no qual aprender suas lições. É somente ao entrar na dualidade da Terra que o livre-arbítrio lhe permite decidir quais das possíveis escolhas, positividade ou negatividade (somente disponíveis na Terra), ela seguirá.

S. dos EUA, pergunta aos Mestres: Há alguns anos, minha vida estava em estado de agitação e mudança. Sem planejamento prévio ou premeditação, comecei a aprender a pintar. Eu lutei com isso e ainda aprendi muito sobre expectativas, paciência, confiança e perseverança. Às vezes sinto como se estivesse pintando automaticamente, sem esforço ou pensamento, apenas no puro fluxo de energia. Eu sempre fui atraída e senti uma forte ligação com os impressionistas da Europa. Eu já pintei em vidas anteriores? Em caso afirmativo, posso acessar o conhecimento ou talentos do passado? Eu me sinto desanimada às vezes e penso em desistir, mas algo me impulsiona.

Resposta: Você foi uma pintora em vidas passadas e é essa energia que a está impulsionando. A única coisa que a está atrasando agora é a expectativa do que deveria ser – e não há “deve ser”, apenas potenciais. Quando você pinta, se você limpa a mente de seus próprios pensamentos sobre o que está fazendo e apenas permite que flua, você está se conectando com a sabedoria que você adquiriu no passado. Dentro da arte você está lidando com quase todas as lições que você escolheu aprender nesta vida.

G. da Índia, pergunta aos Mestres: Na vida eu acredito que muitas das minhas dificuldades são baseadas em minhas próprias escolhas e se uma mudança positiva é necessária, devo agir incansavelmente para alcançar a mesma! No entanto, estou enfrentando certos testes / procedimentos que estão me atrasando e desencorajando a minha capacidade de ser positiva. Como eu me mantenho agindo de forma positiva quando me sinto sobrecarregada com a negatividade? Estou preocupada que irei me mudar e aceitar mais situações negativas e fazer disso a minha vida !!

Resposta: Uma alma está sempre exatamente onde ela escolheu estar, quando está lá. Você escolheu as situações em que está envolvida e fez isso para aprender a enfrentá-las. Elas não são mais do que você pode manipular; está lhe faltando um pouco de fé em suas próprias habilidades agora. Afaste-se, traga energia incondicionalmente amorosa para o seu corpo e siga em frente novamente como fez no passado.

David, do Reino Unido, pergunta aos Mestres: Sempre senti uma afinidade com a grande guerra de 1914-18 e uma compreensão dos sofrimentos envolvidos. Os poemas de Siegfried Sassoon e Wilfred Owen sempre me trouxeram perto das lágrimas. Eu também sinto que fui ferido na guerra e meu parceiro de vida atual estava comigo durante a convalescença. Isso é apenas minha imaginação ou há alguma verdade nisso?

Resposta: Suas lembranças são apenas isso – memórias do passado. Tudo é como você sabe. Você era um rapaz muito jovem que mentiu sobre a sua idade para que você pudesse ir para a guerra. As energias nos poemas têm a capacidade de ajudar a transportá-lo de volta para o campo e todas as ações, durante e após os ferimentos. Você não viveu muito mais após a convalescença porque desejou voltar para sua vida atual.

Ana, do Brasil, pergunta aos Mestres: Eu tive ataques de pânico desde que eu tinha 17 anos e hoje com 32 eu consigo ter controle quase total deles e até parei os remédios há um ano. Mas em fases difíceis acabo por sentir um pouco dos sintomas novamente e é como se eu sentisse toda a energia negativa das pessoas e lugares. Por que eu sinto isso e como me curo?

[Em conformidade com a lei dos EUA, os Mestres Espirituais não diagnosticam e nem prescrevem condições médicas. Suas observações são baseadas no espírito e dizem respeito às lições de vida. Os leitores podem gostar de rever os detalhes no manual / ebook dos Mestres sobre a cura.]

Resposta: Seus ataques de pânico eram associados às suas lições de vida e, à medida que você as superou, a ansiedade ficou em segundo plano. Quando estressada, você permite que qualquer negatividade em torno de você a afete. Quando isso acontecer, respire fundo e lembre-se de como você resolveu a sensação de pânico e que está no total controle do seu corpo. Imagine um lugar seguro e positivo em que você esteja protegida e ninguém possa entrar a menos que você os convide. Você ainda poderá vê-los pela janela, mas eles não conseguirão tocá-la.

Julie, do Reino Unido, pergunta aos Mestres: Eu tive uma regressão a vidas passadas há alguns anos, mas senti que era um esforço totalmente consciente que eu inventei, tão pouco quanto era. O que vocês podem me dizer sobre outras vidas que tive, por favor?

Resposta: Você teve várias vidas relacionadas à música e se apresentou tanto como homem quanto como mulher. Às vezes, você estava no palco legítimo e às vezes viajava com uma trupe ou circo, ou era um cigano. Sua vida atual a impede de entrar em contato com suas vidas passadas porque você está controlando e quer ter as coisas como você acha que deveriam, em vez de como elas realmente aconteceram. Relaxe e entre em uma meditação profunda com o desejo de “ver” seu passado. Não tenha expectativas e assista como faria em um filme.

Pam, dos EUA, pergunta aos Mestres: Eu sempre morei nos subúrbios de Detroit, no entanto nunca me senti em “casa” aqui. Minha mãe nasceu e cresceu em uma fazenda em Tennessee, na área rural. Eu sempre me senti mais em casa do que aqui em Michigan. Eu já vivi lá?

Resposta: A maioria de suas vidas tem sido associada com a terra, principalmente com a agricultura, pecuária ou exploração. Nas poucas vidas em que você esteve em cidades maiores, você nunca foi capaz de se acalmar e se sentir confortável.

Mônica, do Brasil, pergunta aos Mestres: Aproximei-me o suficiente de um colega de trabalho e nos tornamos amigos, mas esse relacionamento evoluiu para algo mais íntimo. Ele é muito mais novo do que eu e tenho medo de me magoar.

Resposta: A idade é uma indicação da quantidade de tempo que se passou nesta encarnação desta vez. Não tem nada a ver com a experiência que adquirimos neste e em outros momentos do ciclo de vida. Como a idade pode ter alguma coisa a ver com a mágoa? Você tem medo do que as outras pessoas digam porque você depende muito da aprovação delas. Até que você acredite em si mesma e tome suas próprias decisões, sua vida não será sua.

Richard, dos EUA, pergunta aos Mestres: Às vezes, quando adormeço, entro em uma condição aparentemente conhecida como paralisia do sono. É muito perturbador para mim e tenho dificuldade em sair desse estado. Eu fico semi-consciente e incapaz de me mover. Vocês podem sugerir uma maneira de evitar isso ou sair facilmente disto?

Resposta: O tempo que você permanece nesse estado tem a ver com o sentimento emocional e de pânico a que você se apega. Diga a si mesmo para relaxar e deixar ir. Isto é como uma situação em que você está com medo e tensiona seus músculos ou mãos com tanta força que você tem dificuldade em liberá-los. Saiba que você está no controle e diga a si mesmo para liberar a tensão.

Abrahão,do Brasil, pergunta aos Mestres: Gostaria de saber sobre o trabalho de um terapeuta chamado Poli Cardoso que se apresenta como um canal de Nefertiti e realiza um trabalho chamado “As Chaves de Nefertiti”, onde realizamos algumas meditações e exercícios específicos para entrar em sintonia com as mais diversas divindades e energias. Eu me pergunto se ela realmente é um canal de Nefertiti e se o trabalho dela é verdade.

Resposta: A alma que habitou o humano conhecido como Nefertiti canaliza através da pessoa conhecida como Poli Cardoso. Esta não é a única alma que faz isso. Cardoso aprendeu sobre o uso de energia para se conectar à energia não física, incondicionalmente amorosa da Fonte, e suas práticas ajudam inúmeras pessoas a realizar isso também. Cada alma que tem uma experiência humana cria sua própria realidade, portanto, se essas práticas o ajudarem, prossiga até que isto não mais ocorra.

Mila, do Brasil, pergunta aos Mestres: Meu filho de 7 anos está tendo muitos problemas de comportamento e eu não posso ajudá-lo. Ele é um garoto muito inteligente, mas ao mesmo tempo tem dificuldade em aceitar as regras e respeitar seus professores. Essas situações minaram minhas energias e me causaram enfermidades. Eu preciso de um conselho sobre como ajudar.

Resposta: Seu filho está procurando orientação. Você não estabeleceu restrições firmes ao seu comportamento e ele está testando os limites que você e outros lhe permitirão abordar. Ele foi autorizado a determinar o que ele quer fazer sem entender ou reconhecer o efeito que suas ações exercem sobre os outros. Se você não começar a aplicar a disciplina, ele se tornará ainda mais incontrolável.

Para enviar uma pergunta (em inglês): http://www.mastersofthespiritworld.com/?page_id=2056

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
https://www.facebook.com/Reincarnation-Guide-137191392985848/
Arquivos deste autor: http://rayviolet.blogspot.com/search?q=Celestial+Voices
Todos os artigos são de responsabilidade dos respectivos autores ou editores. Crenças religiosas ou políticas não são defendidas aqui.
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

LUZ!
STELA

Anúncios