O PADRÃO DA BOA NOVA

•AarayA — O Mensageiro Siriano
Através de Dinnho Beduzupo
07/09/2019

Amadas Almas, Saudações!

Ocasionalmente alguém ergue a cabeça, olha para todos os lados e identifica um padrão surgindo, uma maneira de se expressar que propaga ideias e defende sentimentos, todos muito similares entre si. O que dessoa daquilo que é defendido é taxado de “sombrio”, “trevoso” ou algo assim.

Isso é bom? Tem mesmo que ser desse modo?
Analisemos amorosamente. [sorriso]

Já lhes foi dito e periodicamente é ressaltado por nós, sua família extra-dimensional, que é de bom tom que os terranos permitam-se questionar as coisas, as informações a que são expostos – sobretudo ao que diz respeito à Transição Planetária, elevação consciencial, Nova Terra e todas as Boas Novas apontadas. Essa é a conduta que incentivamos desde o princípio, a de buscar compreender.

Ocorre que muitas vezes, e até por efeito do ainda lento desenvolvimento de alguns entendimentos do Homem em processo de expansão, pontuais informações deixarão de ser melhor absorvidas, provocando ainda mais desconfiança. É preciso que outros elementos entrem em ação, diante de quadros dessa natureza. Falamos da Intuição.

A Verdade possui um único direcionamento, o que pode variar é a via pela qual se segue até ela. Isso pode parecer superficial, secundário, mas não é. À partir do entendimento do Buscador que pode-se sim alcançar os mesmos objetivos, atingir os mesmos destinos através de direcionamento, foco e engajamento, tudo flui de melhor modo.

Essa sensação de “déjà vu”, de algo similar ao que já foi visto ou sentido ou feito igual, pelo menos ao que tange às informações referentes à Gaia e seus povos nessa altura de suas evoluções, faz parte da confirmação de tudo o que o Universo está ressoando para o planetinha azul à partir de uma demanda que o momento pede. Então as informações ficam todas muito parecidinhas, num tom de padrão que segue se afirmando dia a dia.

Não é preciso que absolutamente ninguém se revolte contra isso, posto que é um fenômeno natural. Mas, o que aconselhamos empática e respeitosamente diz respeito à maneira de lidar com isso, seus desdobramentos; sim, agora falamos daqueles que se opõem à Boa Nova.

Fica muito fácil que taxemos uns aos outros de “n” formas, principalmente de modo pejorativo. Basta que se descorde de uma ideia ao ponto de nos desestabilizar de algum modo. Entre os Homens, isso fica ainda mais acentuado, já que à grosso modo ainda não tem acesso “consciente” de quem realmente é e seu papel nesse Agora sobre a face de Gaia. Ocorre que é relevante que o terrano ordinário reaprenda o valor da aplicação dos apontamentos mais elevados tanto ao nível pessoal, quanto ao social, e respeite-se indistintamente.

Verificamos o aumento da intolerância, de fato, flagrantemente propagada via rede sociais, mas também identificamos que essa característica está acometendo essencialmente os desconexos com seu Eu Sou, suas próprias essências sagradas. Como consequência, já que o Amor pelo qual anseiam não surge através de suas ações e pensamentos e sentimentos mais elevados, vocês o alimentam com baixas escalas magnéticas, envenenando-se uns aos outros, num efeito dominó macabro.

Daí as oscilações energéticas mais violentas, as doenças que “surgem do nada” (como se não soubessem que seus corpos densos SEMPRE somatizam as coisas), as instabilidades gritantes nos relacionamentos, o desequilíbrio denso nas finanças, o escoamento de suas prosperidades como um todo.

Nós os avisamos (As Boas Práticas) , apontamos direções, mas diante da negligência na hora de pôr em prática o que lhes é oferecido, nada podemos fazer. Livre-arbítrio. Vocês escolheram. Vocês sempre escolheram. Mas não passaram da fase de culpabilizar terceiros, isso é tudo.

Queridos pozinhos de estrelas, jamais foi necessário que se segregasse o outro apenas porque pensa ou sente diferente. A Verdade possui apenas um único direcionamento, mas isso só pode ser lido através do Entendimento evolutivo de cada ser, não cabendo julgamentos quanto à isso, pois vocês mesmos ainda envolvem-se em excessos que raramente são considerados na hora de pré-julgar o próximo. Aliás, fica o alerta: todos os desconexos com seu Eu Matriz apontam dedos – TODOS! [sorriso]

No Amor Incondicional cabem os similares, os “diferentes” e também os opostos; OU NÃO SERIA INCONDICIONAL! [sorrisos]

Diante de tudo isso, Família, encerramos por Agora lhes propondo um novo exercício: passem algum tempo estudando àquelas pessoas mais difíceis*, que lhes afrontam de alguma maneira, que lhes injuriaram de algum modo, que os feriram um dia, e pesquisem por similaridades; das diferenças vocês já sabem alguma coisa, mas tentem vê-las por um outro aspecto, algo de humano em seu sentido mais expandido, como gostar de animais, por exemplo, ou apreciar um mesmo estilo musical, ou ainda curtir uma atividade física de que também gostem.

Faça isso ao menos uma vez por dia, diariamente. Com o tempo, verificar-se-á que as energias sofrerão alterações, e se tudo for bem conduzido, o mal estar diminuirá gradativamente até que possa senti-la de um jeito menos denso. Isso vale para pessoas, ideias e sentimentos também!

Até a próxima janela, Sementes de Luz!

Selamat Bratzo! (Estejam em satisfação!)

Amorosamente,

•AarayA de Sírius

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
Instagram – @blogdecoracaoacoracao
Informações de Mesa Quântica Estelar, Mesa Pet e Frequência de Cura Arco Iris – lecocqmuller@gmail.com
Direitos Autorais: Dinnho Beduzupo – https://www.facebook.com/AarayaDeSirius – @DinnhoOficial0.3
Grata Dinnho!

LUZ!
STELA

Anúncios