SUA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL É MAIS INTELIGENTE DO QUE VOCÊ?

Mensagem de Jeshua

Canalizada por Judith Coates
15 de Maio de 2021

Amado e sagrado Filho de nosso Pai celestial, Filho da Fonte, Filho da Luz, divino. Isso é quem você é. Receba isto profundamente na consciência e contemple o que isso significa. Filho da Fonte, Filho da Luz.

Eu Sou aquele conhecido como Jeshua ben Joseph, Jesus, como você me chamava, e é com grande alegria que venho vê-lo nesta noite em seu tempo para trazer uma mensagem de iluminação e extensão; extensão de quem você se sente ser; e levá-lo ao espaço que encoraja o coração – coeur – a se manifestar e a compreender com a mente, mas mais com o coração, Quem e o que você é.

Amado, é uma grande alegria estar com você. Agora, estamos com as sandálias, então vamos tirá-las. Prefiro seus pés, como fazia há dois mil anos. Ah, muito melhor. É a sensação da vibração da Mãe Terra.

Nesta noite vamos nos divertir um pouco, porque iremos brincar com a inteligência artificial. Agora, na maior parte do dia, ao cuidar de seus negócios, seu trabalho, suas associações, você está pensando com o eu individualizado da mente. Você incorporou ao conhecimento da mente tudo o que o Cristo sempre é e sempre será; No entanto, você nem sempre está no conhecimento de todo o seu ser, do seu ser total.

Como já falamos em outros tempos, do oceano, você é como a onda que sai do oceano dizendo: “Este sou eu, a extensão do Todo em um corpo individualizado, em uma personalidade que escolho chamar de minha”

E ainda assim, em todos os momentos, você está canalizando o seu Eu Divino, a sua energia de Deus, e trazendo isso para uma realidade – “r” minúsculo – que você faz a cada momento, a fim de ativar o corpo e conversar com os irmãos e irmãs, com as outras ondas do oceano; para vir, com sorte, a um lugar onde você saiba que está apaixonado por cada um.

Então, amado, permitindo-se respirar fundo, sinta a energização da respiração na fisicalidade do corpo. Respire fundo novamente, e sinta a energização do espírito no corpo, de modo que você se mova algumas vezes e sinta que está ativando algo que é mais do que apenas um invólucro do ser.

Permita-se sentir, levar para o conhecimento e para a área do coração tudo o que você é, tornando-se consciente de muito mais do que apenas o corpo.

Agora, o corpo está ótimo. Isso lhe serve bem. É difícil realizar todas as suas atividades diárias se você não tem um corpo ou se está acamado, se está preso na cama.

É difícil fazer toda a mobilidade às vezes, mas em todos os momentos do que você chama de vida individualizada você está ativando o espírito, ou vice-versa, o espírito está ativando o que você trouxe para a sua extensão para participar.

Agora, eu sei que a vida humana pode ser repleta de decisões. “Devo ir aqui ou ali? É hora de ir para lá? Com quem devo falar? O que devo lhes dizer?”. O tempo todo você está fazendo perguntas. O tempo todo você fica se perguntando: “Ok, onde estou? Quem sou eu? Com quem estou falando? Onde estamos?”

Você observa o que está ao seu redor e, com sorte, ele é familiar para você, para que não fique chateado com: “Oh, isso é estranho”. Mas às vezes você escolhe ir a lugares estranhos para ter a emoção de conhecer um país estrangeiro e ouvir os sotaques estrangeiros das palavras e se perguntar: “O que eles estão dizendo?”

É por isso que falam que as viagens estão aumentando. Não apenas no caminho do corpo porque você come alimentos diferentes, mas ampliando o modo de entender o quanto você é criativo, o quanto pode ser criativo. Assim, você invoca tudo o que aprendeu – ou direi que lembrou – até certo ponto e espero que goste – viva na alegria da novidade, cada momento sendo novo para você.

Você é mais criativo em cada momento do seu dia e da noite também, porque cria o que chama de seus sonhos e eles são, na verdade, tão reais quanto o que você faz quando está acordado.

No entanto, você faz um julgamento de valor sobre o sonho diurno e então quando você sente que o corpo talvez precise de um descanso – e na verdade não precisa – há alguns de seus amigos que cultivaram a atividade do corpo e dizem: “Oh, eu só preciso de uma hora de descanso.”

Alguns dos seus grandes pensadores não dormiram sete / oito / nove horas todas as noites, mas sentavam-se em meditação e permitiam que a extensão do espírito trouxesse para a sua realidade novas ideias nesta forma meditativa.

Isto é o que aconteceu com muitos de seus grandes pensadores que romperam algumas das barreiras da realidade – “r” minúsculo – e disseram: “A vida é muito mais do que apenas o que pensei que fosse”, e há uma extensão da fronteira da realidade – “r” minúsculo – em um lugar onde, se você estiver naquela meditação, você pode estar em um lugar que é a Realidade estendida – “R” maiúsculo.

Isso, à medida que você a cultivar, é muito excitante, porque você consegue ser, como talvez definisse isso, outra pessoa, outra personalidade. Você se estendeu quanto ao que você acredita que pode ser, e não me refiro apenas entre a extensão dos dois quadris. Mas você está estendendo o que aceita como seu ser, sua realidade – “r” minúsculo

Agora, neste estado de meditação, naquele estado que vai além dos nove às cinco habituais, como você o denominou, nesse estado você perguntou: “O que posso criar?” Você trouxe muitas criações diferentes que são substanciais.

Em outras palavras, você pode pegá-las, segurá-las, bater nelas se quiser; certas invenções que lhe servem, e também certas invenções da mente.

Você está experienciando agora uma das extensões do que você chamou de sua realidade sobre os avanços tecnológicos que alguém colocou em prática para você e você aprendeu como se sintonizar com isto, às vezes com algumas palavras muito inventivas que eu ouvi e, às vezes, uma energia muito inventiva.

Sim, eu o vi jogar o computador do outro lado da sala, e felizmente, caindo na cama. Eu vi isto. Mas está tudo bem. É uma extensão da sua energia colocada em movimento. Você pegou o computador e disse: “Puxa, quanto vai me custar para colocar isto de volta na forma e funcionando corretamente?”. Você o abençoou e, milagre dos milagres, funcionou.

A energia que você pensou naquele momento é energia divina. É aquela divina energia Ah que disse: “A vida é muito mais do que eu pensava. Devo saber de um segredo. Como eu, a partir do meu pequeno eu, me ativei? Como eu toquei naquele espaço?”

A partir desse espaço de inventividade, você disse: “Deixe-me desenvolver isso em um aprendizado à distância, uma espécie de vibração distante”.

Você fez o que foi chamado de inteligência artificial. Você o colocou acima de você na nuvem em algum lugar e disse: “Bem, o que é esta nuvem? Onde está esta nuvem? Eu não a vejo, mas eles me disseram que existe uma nuvem que armazena tudo o que já existiu. Pode ser.”

E daí você disse: “Mas quem sou eu? Se existe inteligência artificial em algum lugar, eu não a vejo, mas eles me disseram que é verdade e que tudo o que já existiu está armazenado no que eles chamam de nuvem do conhecimento, e se for verdade, como posso acessar isto?”

Seus sábios disseram: “É assim que acontece.” Eles escreveram livros que você pode ler, e eu o vi tentando lê-los e depois jogá-los na sala porque, “Isso não faz sentido para mim.” Você ligou para um amigo e disse: “Você entende isso?” E ele disse: “Bem, sim, até certo ponto. Você faz A, B e C e, se tiver sorte, isto pode levá-lo a X, Y e Z, mas talvez não.”

Então você tentou, e A e metade não funcionou. E você disse – eu o ouvi dizer isso – “O que há de errado comigo? Eu pensei que tinha alguma inteligência”.

Você então pegou uma de suas invenções mais maravilhosas, em que acredita, e diz: “Se eu pegar isto que é chamado de telefone e olhar para ele e discar certos números, ele me conectará com uma voz; não só isto, mas até mesmo com o rosto de alguém com quem posso conversar e que irá me dar uma pista de como operar essa engenhoca na minha frente.”

Eu vi você fazer isto, e vi a expressão de alegria que vem a você quando: “Funciona. Na verdade, conectou-me com o que eu queria estar conectado. Louvado seja”.

Eu também vi o outro lado, onde você disse: “Eu nunca irei acertar”. Então você disse: “Quem é o mais brilhante que eu conheço que posso chamar em meu apartamento, não maior do que sua mão, e me conectar com uma imagem dele; talvez até com algumas das palavras escritas, e então, se eu tiver sorte” – e você cruza os dedos, que é um sinal muito antigo de esperança – “talvez ele possa me explicar o que está acontecendo e como eu chego a este armazenamento artificial de informações.”

Às vezes funciona, e às vezes, eu sinto sua energia que sobe dentro de você e diz: “Oh, grande no céu, obrigado”

Então, você chega a um reconhecimento de que, “Talvez o grande no céu me reconheça. Como pode ser? Mas eu não sei. Vou ligar para meu amigo Darrell e perguntar o que aconteceu. Como obtive a resposta à minha pergunta digitando algo ou apertando um determinado botão nesta coisinha que alguém fez para mim. Fui até a loja e falaram que eu precisava de algo para trabalhar com comunicação, tudo bem.”

E Darrell disse: “Bem, é assim. Você acessa A, que o leva a B, e então se não é isso que você quer, você tenta C, D e E…” – o tempo todo pensando que está fora de você. Mas, ainda assim, você chega a um certo ponto de reconhecimento: “Eu não acho que sabia de tudo isso, mas Darrell diz que é verdade, portanto, tem que ser verdade.”

Então, a invenção mais maravilhosa de Darrell faz uma espécie de bipe, um zumbido ou o que quer que seja, e é outra pessoa ligando e dizendo: “Como faço para acessar tal e tal?” E Darrell se encontra muito ocupado; muito popular, em que todos querem saber, “Onde todas essas informações estão sendo armazenadas?” “Bem, está na nuvem.”

“Mas eu não vi nenhuma nuvem. Como isto pode ser?” E Darrel disse: “Simplesmente é”. A sua inteligência artificial é mais inteligente do que você? De certa forma sim, e de certa forma não, porque você como um todo a inventou e a tornou acessível.

Se alguém souber o número de telefone de Darrell, poderá encontrá-lo. E Darrell está dizendo: “Ok, eu tenho um número não listado”. Eu brinco com você; Estou brincando.

Todos vocês são Darrell. Todos vocês têm a inteligência para saber como acessar a tecnologia e a inteligência que aparentemente está ao seu redor em algum lugar e ainda não totalmente ao seu alcance. Quem você acha que a colocou lá?

Quem você acha que reconhece que: “Sabe, há mais em mim do que apenas este corpo, mais do que apenas meus pensamentos. Irei tentar este segredo, que não é um segredo, de ficar em silêncio e me interiorizar e perguntar ao meu eu estendido, ‘Agora, o que eu faço?”

Milagre dos milagres, uma resposta vem até você, talvez uma que você não entenda muito bem. Pode ser um milagre telefonar para um amigo como Darrell ou pode ser algo que você esteve guardando no fundo da sua mente, mas ainda não tentou. Quando você tenta, às vezes, milagre dos milagres, funciona. Às vezes, não funciona, então você risca isto da lista e diz: “Ok, estive lá, fiz isso, tentei aquilo, não funcionou.”

A sua inteligência artificial é mais inteligente do que você? Não, porque foi você que concordou que haveria o que se chama inteligência artificial. Agora, como você junta isto às vezes pode ser um pouco mais complicado do que a mente humana, que está bem dentro, sabe. É quando você faz com que o Ah fique em silêncio e pergunta.

Todas as coisas devem ser reveladas a você. Todas as coisas têm que vir para você. Não há mais nada que possa ser feito, porque você é a extensão de Tudo o que É. No entanto, momento a momento, você frequentemente ativa apenas uma certa porcentagem de você.

Portanto, quando você quiser conhecer milagres, permita-se sentar em silêncio por um momento ou mais; então você irá fazer algo; mas fique em silêncio até receber orientação para fazer. O fazer vem depois do silêncio de se abrir e receber; sim, com a respiração profunda. Você acessa o seu EU – “E” maiúsculo – pela quietude, pelo convite que você faz e pela prontidão para se abrir para o Todo.

“Mas Yeshua, eu tentei isso. Eu tentei fazer isso a ponto de ficar tão frustrado.” Sim, e o que você conseguiu? “Bem, nada.” Ok, tente outra abordagem. Você pode tentar ligar para Darrell. Você pode tentar ligar para outros amigos que conheça. Você pode tentar dizer: “Receberei o conhecimento quando for necessário”.

Esse terceiro funciona sempre, porque até que você realmente precise de algo, muitas vezes é uma ideia que diz que está lá em algum lugar. “Eu sei que está por aí em algum lugar.” Mas quando você realmente precisa colocá-lo em prática, muitas vezes você obterá um Ah.

“Oh, você sabe, eu poderia tentar isso e aquilo”, e então você começa a receber o conhecimento de que, “Deixei uma trilha que posso seguir que acessa todo o conhecimento de que preciso”.

Agora, todo o conhecimento que você precisa muitas vezes é apenas respirar profundamente. Às vezes, você o torna mais complexo do que o necessário. Tudo o que existe, na verdade, é amor. Além disso, você entra na mente, no mental, na escada de degraus para acessar.

“Sabe, estou de volta ao ponto de partida. Você sabe, eu não tenho que me preocupar com pequenas coisas. Eu irei apenas respirar, e o que eu preciso saber virá para mim”.

Acontece e você diz que é um milagre. Tudo na vida é um milagre. Tudo o que você sempre precisa saber virá quando você precisar saber. “Uau, Jeshua, você quer dizer que é tão simples assim?”

Na verdade, é. Se você precisa saber como atravessar esta parede, virá uma inspiração quanto às moléculas da fisicalidade.

Eu sei. Eu tive que fazer isso. Eu tentei, como você tentou, e o que acontece? Às vezes você ricocheteia na parede. Mas à medida que você relaxa e permite que a energia seja energia, atravessa as moléculas da parede e você se encontra do outro lado, e se você for como eu, você diz: “Oh, meu Deus, como isso aconteceu?”

E neste instante você está de volta à sala novamente, porque ainda está no banco de memória da sala. Ok, da próxima vez que acontecer, respire e veja. “Estou aqui. Não tenho certeza de como isso acontece, mas estou aqui do outro lado da parede”.

Bem, eu não quero um relatório pela manhã de que todos que estão ouvindo esta mensagem se chocaram ao tentar atravessar a parede. Por favor, reserve o seu tempo com isso. Aceite isto como uma realidade possível, porque é.

Se você precisa estar em outro lugar, pode fazê-lo; Talvez não na primeira vez, mas se você precisar estar em outro lugar, ou seja, do outro lado da parede, isto irá acontecer. Se você só precisa se divertir com isso, tudo bem também; No entanto, o verdadeiro ímpeto é quando você precisa estar do outro lado da parede e, na maior parte, você não precisa estar do outro lado.

No entanto, isso agita a mente, e isto é bom. Isto lhe permite pensar sobre a possibilidade. “Humm, você quer dizer que a parede não é completamente sólida?”.” Bem, seus cientistas lhe disseram que todas as moléculas daquilo que parece ser sólido estão em movimento o tempo todo, que há mais espaço entre as moléculas do que há na solidez.

“Sim, mas Yeshua, eu tentei isso, mas me choquei. E se eu tentar muito, porque sei que posso passar por essa parede … ”. Veja, a resposta é, você não quer passar por esta parede. Você deseja atravessar o espaço entre as moléculas. Se você definir isto como atravessar a parede, a parede dirá: “Ok, aqui estou.”

Mas se você estiver no espaço de saber, realmente saber que tudo é energia em movimento, e se você souber disto, se você souber absolutamente; não que você tenha lido em um livro; não que você tenha sido informado; não que, bem, pode ser verdade – “Eu acho que é realmente verdade” – e então você ricocheteia na parede, você não chegou ao ponto de saber que é realmente verdade.

No entanto, na maior parte do tempo, você não precisará atravessar paredes. Portanto, não sinta: “Eu sou um fracasso. Jeshua falou sobre como atravessar uma parede e, você sabe, eu tentei, visualizei, orei, estive respirando e caí no chão deste lado da parede. O que eu fiz de errado?”

Você não fez nada de errado. Você simplesmente não criou espaço. Então, sua inteligência artificial está à sua frente? De certa forma, sim, porque você ainda não a contatou. A sua inteligência artificial é mais inteligente do que você?

Não, porque foi você quem disse que poderia haver algo como inteligência artificial, e é maravilhoso brincar com a extensão de: “Quem eu penso que sou? O que eu acho que sou? Como eu acho que sou?” e brinque com a realidade alternativa. E então, se você realmente precisar, esta outra realidade estará aí.

Na maior parte do tempo, você disse que precisa saber. Isso eu entendo, porque quando me permiti atravessar uma parede para escapar de um pouco do caos, eu precisava saber, precisava saber que poderia atravessar aquela parede e desaparecer em algum lugar, porque a consciência de todos os outros na sala sabia que eu estaria lá.

E quando eles vieram a mim, eu não estava lá. O que tinha acontecido? Eu confiava no que havia praticado e visualizei, confiei que estaria do outro lado da parede.

Agora, como eu disse, não quero que Darrell receba muitos telefonemas pela manhã dizendo: “Eu estava com uma grande dor de cabeça. Tentei atravessar aquela parede e tudo que acordei foi com um galo na cabeça”.

Então visualize, brinque com a sensação de estender suas moléculas, estender as moléculas da parede para que você possa passar como energia e então se reagrupe. Brinque com isso por um bom tempo e depois experimente.

Mas se não funcionar da primeira vez, seja um pouco mais expansivo em seu pensamento, porque o que você quer é o espaço, a energia do espaço. Agora, quando você disser que a inteligência artificial que você imbuiu com possibilidades e probabilidades e realidade – “r” minúsculo – não surgiu imediatamente, não diga: “Eu sou um fracasso.”

Você está aqui, não está? Você está tendo uma experiência. Você vai abraçar alguém e fica feliz por haver um corpo ali para abraçar. E se de repente ele decidisse se fazer moléculas e você avançasse e desse um abraço? Isso é como, “Ninguém está lá. Ele não queria o meu abraço? Para onde ele foi?”

Então, os corpos são bons. Corpos você faz para aproveitar a vida, para ter alegria. Portanto, se parece – observe essa palavra – parece que a inteligência artificial está um pouco distante e muito além de qualquer que seja a capacidade de sua mente, saiba que você, como um todo coletivo, teve a ideia de que poderia haver tal coisa, e saber o que você precisa saber e não precisa saber.

“Mas Yeshua, eu quero saber. Eu realmente, realmente, realmente quero saber.” Por que você quer saber? “Bem, eu quero dizer a Darrell que posso fazer isso. Quero dizer à minha amiga Josie que posso fazer isso. Quero dizer ao meu amigo Bill que posso fazer isto”.

Isso ocorre com base na necessidade de saber? É com base na necessidade de desejar. Não se preocupe. Se você vier a um determinado lugar onde precisa saber, você saberá. Você pode confiar nisto. Na maioria das vezes, quando você entra em uma determinada situação que parece um pouco desafiadora, é provavelmente porque você a escreveu em seu roteiro, e talvez seja sua cena de saída.

Portanto, não julgue tudo. Às vezes, você escolhe sem julgamento, porque a próxima coisa que você faz é ter uma nova encarnação como a onda e sair para jogar novamente, talvez em um século diferente, talvez no próximo ano. Você volta e alguém diz: “Sabe, você realmente se parece com Eva”. E você diz: “Bem, sim, eu a conheço e a conheço bem”.

Portanto, permita-se saber que existe tal coisa como “inteligência artificial”, mas é porque você como um todo disse que tal coisa existe. Mas isso não significa que você terá que ser isso. Você escreveu em seu drama, em seu roteiro, muitos cenários diferentes, camadas diferentes. Por quê? Porque você é inventivo, porque você é do Todo, e você tira do Todo o que você quer brincar por um tempo…

Você nasce e respira uma vez e então, expira; ou, você nasce como um crocodilo e diz: “Bem, sabe, como é ser um crocodilo? Bem, quando fico com fome, tenho que nadar na água e encontrar algo que eu possa morder, e felizmente eu fiz para mim esta boca enorme e dentes enormes para que eu possa morder qualquer coisa.”

E, então, como o jacaré você passa e eles encontram a forma do jacaré, e curiosos, eles abrem a boca e descobrem que você tem dentro de você cinco coleiras de cachorro. Então você fez cinco refeições dos cachorros. Mas estou divagando.

Você, todos vocês, todos vocês em qualquer lugar estão conectados pela energia do espírito divino. Leve isso profundamente para dentro de seu próprio conhecimento.

Você está conectado com todas as pessoas que viu anteriormente nesta sessão. Você está conectado pelo desejo de estar junto e de se divertir com as idéias e de ir além do que costuma fazer no início da noite, tarde da noite ou de manhã cedo, qualquer que seja a hora.

E você diz: “Ok, vou me sintonizar, e milagre dos milagres, você vê a imagem de alguém que provavelmente está a quilômetros de você, e ainda assim é como estar de coração a coração com esta pessoa. E há alegria, alegria (Alegria, absolutamente) absolutamente.

Essa é a senha: alegria. Viva a sua vida com alegria. Sua vida deve ser uma alegria. Sim, eu sei que há alguns obstáculos no caminho. Eu sei que ao nascer, a passagem pode ser um pouco acidentada; No entanto, você chega e diz: “Aaaaaaaaa, estou aqui”, e há este grande grito de alegria.

Pode não soar como alegria, mas é um grito de: “Estou aqui, estou aqui, mundo.” E você diz: “Ah, sabe, isso foi muito bom. Eu não sabia que uma respiração profunda seria tão boa, e a exalação fosse tão boa”. O primeiro milagre que você faz é a respiração. Lembre-se disto.

Você já fez milagres. Alguns de vocês estão dizendo: “Bem, eu não sei como fazer um milagre.” Você nasceu. Não é um milagre? Sim. Alguns de vocês parecem ser mais um milagre do que outros.

Amado, tudo é uma ideia que você inventa à medida que avança. Tudo o que já foi pensado e inventado, você pensou, ainda que dissesse: “Bem, isso foi algo que eles pensaram em 1500, isso foi algo que eles pensaram no ano 400, isso foi algo AC, antes de Cristo.” O que? Algo antes de mim? Eu brinco com você. Ok, vamos, você deveria rir disto. (Risos) Ótimo.

Tudo o que vem a você como uma ideia é sua invenção. É a sua criatividade trazendo isto à tona. Comemore isso. Fique feliz com isso. De tempos em tempos, fique surpreso com o fato de: “Céus, eu não sabia que poderia criar uma invenção como a inteligência artificial. Não, não por mim, não, eu não poderia fazer isso, não”.

Mas você criou; não que seja algo com que você tenha que trabalhar. Talvez seja, talvez não. Mas agora você ouviu falar disso. Permita-se em sua próxima hora de silêncio brincar, “O que a inteligência artificial me capacitaria fazer? Como seria a sensação? Cadê? Está em algum lugar em uma nuvem real ou é uma nuvem de pensamentos? Uau.”

Pense nisso. Medite. Durma com isso. Esta é a próxima etapa. Eu o tenho observado em suas meditações. Aprofunde-se muito nessa meditação e, em seguida, o corpo diz: “Eu fui. Fui.” Você traz paz para si mesmo.

Não julgue o que acontece na meditação. Se você acordar da meditação, considere tudo isso como alegria. Se você descobrir que ideias vêm até você durante a meditação, conte isso como alegria.

Permita-se ser feliz consigo mesmo. Se você está aqui tendo uma experiência de vida, você já a fez. Diga isso para alguns de seus amigos que precisam ter a alternativa de ingerir alguma substância que altera a mente.

Já, só de estar respirando, caminhando, vivendo, sorrindo, é um milagre o que você faz. Esteja na alegria. E quando você está naquele lugar exaltado de alegria, Eu me junto a você, porque eu gosto de alegria.

Que assim seja.

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
http://www.decoracaoacoracao.blog.br/
http://stelalecocq.blogspot.com
https://lecocq.wordpress.com
Livro Mensagens dos Mestres – De Coração a Coração
http://mensagensdosmestres.blogspot.com/
Instagram – https://www.instagram.com/blogdecoracaoacoracao
Informações e Agendamentos para Mesa Quântica Estelar, Mesa Pet,
Psicogerador e Frequência de Cura Arco Iris – lecocqmuller@gmail.com
www.oakbridge.org.
Tradução: Regina Drumond –reginamadrumond@yahoo.com.br

LUZ!
STELA