NOSSO MAIOR PROPÓSITO

Por Ann Albers

6 de Agosto de 2022

Sempre tive curiosidade sobre o propósito de vários aspectos da natureza. Por exemplo, uma vez eu me perguntei sobre o propósito da Mariposa Moth (considerada a maior borboleta do mundo). Eu encontrei uma no jardim de borboletas local e fiquei admirada com esse gigante gentil que tinha cerca de 7 ″ de diâmetro.

Fiquei hipnotizada pela cor de ferrugem linda, as antenas macias em forma de samambaia e as penas quase peludas. “Elas não comem”, o zelador me disse. “Elas só vivem duas semanas no máximo quando saem do casulo”. Fiquei fascinada que algo tão magnífico, criado por Deus e pela natureza, tivesse uma vida útil tão curta. Eu me perguntei sobre o propósito delas.

Uma vez que elas saem do estágio de lagarta, elas não apenas não comem, mas também não podem comer. Elas não têm biologia para fazê-lo. Em vez disso, durante seu breve tempo na Terra, o único propósito desses belos seres é fazer bebês.

As lagartas aparentemente têm um apetite voraz e são conhecidas como “desfolhadoras”, o que significa que comem algumas das folhas das árvores, o que permite que mais luz solar filtre pela floresta e alcance as plantas bebês no chão da floresta. As lagartas também servem de refeição para pássaros, lagartos e outras espécies. Incrível.

Eu podia facilmente entender que tudo na natureza tinha um propósito. Levei décadas trabalhando com anjos para realmente entender o fato de que todos e tudo na Terra também tinham!

“A que propósito na Terra as pessoas más servem?” – Uma vez perguntei aos anjos.

“Bem, aquelas em sua vida o impulsionaram a aprender níveis maiores de amor próprio”, responderam eles. História verdadeira.

“Elas mostraram áreas em que você questionou seu próprio valor, bondade ou validade. Elas lhe mostraram com o que você estava disposta a se contentar e tolerar e agora você realmente se trata com mais gentileza e sabe o seu valor como resultado.”

Verdade novamente. Um a um, enquanto eu questionava o propósito disto ou daquilo, os anjos obtiveram uma boa resposta. Nem sempre foi fácil de ouvir, mas minha alma ressoou com a verdade de suas palavras.

Recentemente eu tenho me envolvido com algo novo – meu lado artístico. Não é realmente novo. Está lá desde que fiz colares de macarrão na pré-escola, tirei minhas 64 cores para desenhar na parede (o que foi DIVERTIDO!) e aprendi a fazer origami com meus velhos papéis de matemática.

Isto está escondido dentro de mim, aparecendo ocasionalmente em todos os cartões de felicitações que fiz e em todos os itens de decoração da casa que exigiam a pistola de cola. Ultimamente, no entanto, eu tive uma fuga criativa, por assim dizer, e não consigo parar de usar cada minuto livre, tarde da noite depois do trabalho ou nos fins de semana, para fazer algo bonito … Eu tive algumas horas deliciosas fazendo lindas contas de glitter com papéis de revistas velhas no último fim de semana.

Ainda não tenho certeza do que vou fazer com eles, mas o simples ato de criar silenciosamente foi uma maravilhosa meditação de horas. Meu corpo estava ótimo depois que passei um tempo separada do mundo externo. A mensagem “pousou em mim” com muito mais facilidade do que o habitual. Eu naveguei através de e-mails. Encontrar mais alegria na jornada é tão produtivo quanto prazeroso!

Meu desejo seria que todos fizessem mais as coisas que lhes trazem alegria. O que quer que faça seu coração cantar tem um grande propósito. No mínimo, o faz feliz, o que é uma experiência e uma expansão do amor! Quando estamos felizes, retribuímos de muitas maneiras, seja por meio de ondas de alegria, um desejo de compartilhar ou um desejo de doar.

Eu tenho um amigo que faz assados por diversão e seus incríveis biscoitos adoçados sem glúten e frutas de monge servem a um grande propósito na minha vida! Às vezes, como gosto muito de cozinhar, tinha que fazer refeições para os amigos.

Quando faço caminhada, compartilho a beleza da natureza com os outros, quando assisto ao YouTube ou TikTok aprendo coisas para compartilhar (você sabia que untar a borda de uma panela de macarrão evita que ela ferva?), e quando me aqueço de felicidade observando as nuvens, novas idéias e pensamentos para compartilhar fluem em minha mente.

Nas palavras de uma música muito amada dos meus dias de jardim de infância: “Quando você está feliz e sabe disso, você realmente quer mostrar”. Há um grande propósito em fazer o que você ama, seja uma contribuição evidente e óbvia, ou não.

Eu ouço muitas almas maravilhosas que realmente começam a se envolver em um hobby, relaxam mais ou fazem algo que amam e sentem uma tremenda culpa. Um comentário comum é: “Sinto que deveria estar fazendo mais pelos outros”. Observe a palavra “deveria”. Se eles fossem apaixonados por ajudar mais, isso seria uma coisa, mas quando o “deveria” se elevar, geralmente significa: “Meu coração e minha orientação estão indo em uma direção, mas minha programação quer que eu vá em outra”.

É um mal-entendido de nossa própria natureza pensar que fazer algo inautêntico para os outros é mais importante do que fazer algo autêntico para si mesmo… ou para qualquer pessoa. Todo serviço verdadeiro – aquele inspirado pelo amor – é serviço de Deus, para Deus.

Sempre poderíamos fazer mais… mas se o coração não o guiar, não é realmente uma contribuição. Eu poderia dar mais aulas, criar mais programas, responder a mais e-mails, etc. e a uma grande variedade de coisas com as quais me envolvi ao longo dos anos. Em vez disso, faço o que chama meu coração quando meu coração clama. Confio no processo da vida eterna que se revela através de mim, de você e de todos nós. Eu confio na orientação de Deus. Eu confio que tudo tem valor.

Então, quando seu coração o chamar para fazer algo apenas pela alegria, pelo conforto que isto proporciona, ou pela energia nutritiva que deriva dele, faça-o. Não questione o seu valor. Não questione o seu valor. Deixe o Divino ter uma boa experiência de vida através de você. Deixe-se ser como uma criança e entre no reino dos céus… enquanto estiver na Terra.

Eu sei que a vida tem seus desafios. Não há como escapar disso. Mas se pudermos aceitar que eles têm valor, quer entendamos ou não, mesmo que apenas para mudar nossa vibração para um espaço mais amoroso, os desafios ficam mais fáceis de navegar e os chamados alegres aumentam.

Não importa onde você esteja na vida ou o que aconteceu ao seu redor, conceda-se um pouco de alegria – tanto quanto você puder encontrar por enquanto. Há anos, quando eu estava gravemente doente, assistia a reprises de “I Love Lucy” e bons filmes para me distrair da dor intensa. Quando eu tinha grandes contas, convidava amigos para jantar ou cozinhava para eles se divertirem e se sentirem “no fluxo”.

Quando fui isolada ou atacada verbalmente por pessoas, corri para os amigos que me amam ou me conectei com os anjos para me lembrar do meu próprio valor intrínseco, independentemente de alguém estar validando ou não no momento. Ultimamente, enquanto o mundo está um pouco agitado, estou fazendo coisas lindas com papel de rascunho que um dia encantarão os receptores. Neste momento, isso me encanta.

Não importa o que esteja acontecendo, podemos alcançar energias melhores, mais gentis, mais amorosas… e se o fizermos, estamos aceitando o propósito no caminho e saindo da dor muito mais rapidamente.

Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a compreender o propósito em todas as coisas…

1. Aceite a premissa de que tudo tem um propósito

Devemos aceitar que há propósito em todas as coisas ou continuaremos a julgar, condenar, menosprezar, discutir, lutar e, pior ainda, criticar a nós mesmos.

Se, no entanto, você puder aceitar que há um propósito em todas as coisas – e que esse propósito em seu nível mais básico é trazer uma experiência maior de amor ou catalisar-nos para avançar em direção a uma experiência maior de amor, então podemos nos render à vida como ela é, e tomar uma decisão melhor, ter um pensamento melhor, ou escolher uma vibração mais gentil e amorosa no momento seguinte.

2. Concentre-se no propósito de____________ em sua vida…

Em vez de se preocupar com o propósito daqueles indivíduos que o deixam louco, pergunte: “Como a presença deles em minha vida está tentando me aproximar do amor?” Talvez você possa desligar a TV e se concentrar em sua família. Talvez você possa ignorar as palhaçadas de um colega de trabalho, dramático e choroso, e gentilmente se concentrar em seu próprio trabalho.

Talvez você possa parar de se preocupar com os porquês de um evento global em geral e dizer: “Como minha consciência está tentando me aproximar do amor?” Sempre tente trazer essas questões para mais perto de casa… “Como estou me aproximando do amor como resultado desta coisa ou de estar na minha vida… e se não estou, como essa situação pode estar tentando me catalisar?”

3. Siga a sua felicidade… não importa qual seja

Permita-se fazer mais as coisas que você ama, quer elas pareçam servir a um grande “propósito” ou não. Alegria é propósito, é o suficiente. Se você quiser cochilar e ler um livro, faça isso. Se você gosta de cozinhar, faça-o. Se você quiser dar um passeio, faça-o. Se você gosta de brincar com legos e tem vontade de fazer isso, por que não? Somos seres eternos e agora é o que mais importa.

A alegria é uma vibração elevada e que tem belas reverberações na vida humana. Permita-se fazer as coisas que você gosta. Coma a sobremesa antes do jantar, se quiser. Jogue antes de fazer suas tarefas domésticas. Esqueça o seu condicionamento e deixe sua criança interior brincar em sua vida. Essa parte de você era inocente, conectada e sabia o valor da alegria. Está aí.

Respire fundo e pergunte a si mesmo de vez em quando: “O que é divertido?”
Conceda permissão a si mesmo.

Temos a tendência de pensar que nosso propósito é algo que fazemos, construímos ou deixamos para trás. Associamos ter um propósito com o serviço ou a produtividade. Podemos ter decidido antes do nascimento que há coisas que queremos fazer. Nós nos sentiremos chamados a fazê-las e felizes por fazê-las. No entanto, nosso propósito mais profundo é expandir o amor no mundo físico – levá-lo a novas formas, novas maneiras de interagir e a novas experiências.

Isso acontece quando nos permitimos ouvir nossos corações, aproveitar a jornada e confiar que tudo tem valor. Se você vive “apaixonado” por qualquer pessoa, por qualquer coisa, qualquer hobby, qualquer atividade, ou mesmo qualquer pensamento, você ainda está em uma vibração de amor. E esse sempre é o propósito maior de nossa existência.

Ann

Compartilhe mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
http://www.decoracaoacoracao.blog.br/
http://stelalecocq.blogspot.com
https://lecocq.wordpress.com
Livro “Mensagens dos Mestres – De Coração a Coração”
http://mensagensdosmestres.blogspot.com/
Instagram – @blogdecoracaoacoracao
Informações e Agendamentos para Mesa Hologramas de AutoCura Arcturiana, Mesa Quântica Estelar, Mesa Pet, Mesa Quântica 2.0, Sistema Regenerador Ashtariano – lecocqmuller@gmail.com
https://www.visionsofheaven.com/
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

LUZ!
STELA