VALE A PENA LER DE NOVO

O QUE ESTÁ EM SUA CAIXA DE FERRAMENTAS DA NOVA ENERGIA?

Por Geoffrey Hoppe

Escrito irônico de Bucareste, Romênia – Maio de 2008

(repostagem)

A vida na Nova Energia pode ser algo difícil, especialmente para os Shaumbra despertos que estão enfrentando as novas fronteiras das dimensões de sentimento consciente.

Vocês se deram conta de que coisas como multidões de pessoas, altos ruídos, comportamentos enganadores, AOPs (Agendas de Outras Pessoas), políticos e ECCAPs (Espaços com Circulação de Ar Pobre) são parecidos a unhas arranhando um quadro-negro?

Continuar lendo “VALE A PENA LER DE NOVO”

DOBRANDO A ESQUINA

Por Geoffrey Hoppe

Agosto 2021

Em apenas alguns dias, teremos o último Shoud da série Merlin I Am. Ela faz parte das 22 séries desde 1999, e um total de 270 Shouds mensais. Foram muitas mensagens e sabedoria de Tobias e Adamus ao longo dos anos. Depois de compilar esses números, sentei-me de volta por um momento para sentir o destilado das energias de todos os Shouds, e de todas as pessoas que já os leram ou assistiram.

Continuar lendo “DOBRANDO A ESQUINA”

VALE A PENA LER DE NOVO

ATRÁS DA MURETA

Por Geoffrey Hoppe
Artigo da Revista Shaumbra Fevereiro de 2021

(repostagem

Um dos adágios clássicos do Tobias é “Fique atrás da Mureta”. É um autocolante para camisetas e autocolantes para o para-choque. Agora, mais do que nunca, é hora dos Shaumbra se colocarem atrás dessa mureta acolhedora e segura.

O ditado da mureta existe há anos, mas até hoje não tinha percebido que era da Lição 1 da popular Série do Criador, de 19 de agosto de 2000 (A Série do Criador Lição 1).

Há uma coisa que eu lembro sobre essa canalização. Tobias estava falando sobre “permitir”, mesmo antes do Adamus entrar em ação.

Continuar lendo “VALE A PENA LER DE NOVO”

SHAUMBRA MAGAZINE – JUNHO 2021

MESTRES EM COMUNICAÇÃO

Por Geoffrey Hoppe

Shaumbra Magazine
Junho 2021

No recente Workshop de Canalização de maio de 2021 em Kona, Havaí, Adamus anunciou que este workshop iria evoluir para algo novo, mais adaptado às necessidades atuais dos Shaumbra. “O novo workshop se chamará Mestres em Comunicação”, observou Adamus.

Isso é muito mais do que atualizar o currículo do Workshop de Canalização ou mudar o nome. Se trata do início de uma nova era para os Shaumbra. É para onde Adamus está indo com suas mensagens no Keahak e nos Shouds. 

Estamos fazendo a transição de ser os alunos para nos tornarmos os verdadeiros Mestres. 

Continuar lendo “SHAUMBRA MAGAZINE – JUNHO 2021”

ATRÁS DA MURETA

Por Geoffrey Hoppe

Artigo da Revista Shaumbra Fevereiro de 2021

Um dos adágios clássicos do Tobias é “Fique atrás da Mureta”. É um autocolante para camisetas e autocolantes para o para-choque. Agora, mais do que nunca, é hora dos Shaumbra se colocarem atrás dessa mureta acolhedora e segura.

O ditado da mureta existe há anos, mas até hoje não tinha percebido que era da Lição 1 da popular Série do Criador, de 19 de agosto de 2000 (A Série do Criador Lição 1).

Há uma coisa que eu lembro sobre essa canalização. Tobias estava falando sobre “permitir”, mesmo antes do Adamus entrar em ação.

Continuar lendo “ATRÁS DA MURETA”

NÃO HÁ LUGAR PARA AS REGRAS

Por Geoffrey Hoppe

novembro 2020

O Mestre dirigiu-se à sala de aula para ensinar uma de suas matérias favoritas, mas mais desafiadora. Hoje ele conversaria com os alunos sobre “Regras Que Não São Suas – Como viver como um mestre livre em uma sociedade altamente regulamentada.” 

Cerca de 40 alunos foram reunidos no pavilhão ao ar livre no campus da escola. O pavilhão era cercado pela beleza da natureza, com árvores altas, folhagens coloridas, grama exuberante e uma abundância de vida selvagem local. Os pássaros, esquilos e coelhos estavam todos ocupados em busca de comida, sem prestar atenção ao Mestre e aos humanos reunidos no pavilhão.

Continuar lendo “NÃO HÁ LUGAR PARA AS REGRAS”

QUERIDO, QUERIDO DIÁRIO…

Por Geoffrey Hoppe
Setembro 2020

Querido Diário:

Agosto de 2020 é um mês para os livros dos recordes. Você já sabe disso porque suas páginas estão manchadas com meu suor, sangue, lágrimas, rabiscos, migalhas de biscoitos, riscados e algumas páginas rasgadas. O início da página anterior era apenas um grande “Que droga!!??”

Continuar lendo “QUERIDO, QUERIDO DIÁRIO…”

SART FALA

Por Geoffrey Hoppe
Junho 2020

Eu estava trabalhando no jardim da Villa Ahmyo, em Kona, na outra manhã, quando vi a Linda vindo da casa. Eu sabia que algo estava errado; ela tinha aquele olhar que só aparece quando há uma tragédia. Larguei o que estava fazendo e esperei pelas más notícias que estavam por vir.

“Sart faleceu.” Eu não podia acreditar no que estava ouvindo. “Acabei de falar com a Bonnie (Capelle) e ela disse que o Sart aparentemente teve um ataque cardíaco.”

A essa altura, a Linda estava chorando, e outras palavras estavam além dela. Sentamos e sentimos o momento. A notícia era surreal porque conhecíamos Sart há mais de 15 anos. Ele frequentava regularmente os webcasts mensais do Círculo Carmesim e era conhecido mundialmente por suas camisetas F— se! e sua expressão “Oh, merda!”

Continuar lendo “SART FALA”

CUIDADO: DISTRAÇÕES À FRENTE

Por Geoffrey Hoppe

Uma coisa engraçada aconteceu no caminho para a Realização: fiquei distraído.*

Pensei que tinha um nível saudável de clareza e determinação. Afinal, é a minha última vida no planeta e Adamus nos disse que sabe a data aproximada de nossa Realização.

Talvez ele soubesse que eu ficaria distraído e acrescentou isso no cálculo da data?

Continuar lendo “CUIDADO: DISTRAÇÕES À FRENTE”

MINHA VIDA PARADOXICAL

MINHA VIDA PARADOXICAL

Geoffrey Hoppe

Nunca me senti mais perto da Realização e nunca me senti tão longe. Este é o meu paradoxo no final da jornada que me levou do despertar para a mestria e, finalmente, voltar ao meu Eu Livre.

Eu percebi que paradoxos são um modo de vida agora.

Um paradoxo é uma proposição aparentemente absurda ou autocontraditória que, quando investigada ou explicada, pode revelar-se bem fundamentada ou verdadeira. É uma afirmação que se contradiz ou uma situação que parece desafiar a lógica.

Continuar lendo “MINHA VIDA PARADOXICAL”